Análise técnica do The Ultimate Fighter Finale | Nocaute na Rede

Análise técnica do The Ultimate Fighter Finale

Análises, prognósticos, previsões das principais lutas escolhidas deste sábado (03/12)
TUF 24 (Poster: mma-news)

  O UFC deste sábado trás a disputa do cinturão peso-mosca do UFC, em evento realizado em Las Vegas. O card é liderado por Demetrious Jonhson, que pela nona vez defende seu cinturão contra o vencedor do TUF 24, Tim Elliott, que volta para o maior evento de artes marciais do planeta. O evento conta ainda com os dois técnicos desta edição do reality show promovida pelo Ultimate, Joseph Benavidez e Henry Cejudo, que farão o Co-Main Event do Card principal.

Confira agora quatro lutas selecionadas do card principal, dentre elas a do próprio campeão, para uma breve análise dos lutadores e o que esperar de cada um deles.

 

Cutelaba x Cannonier

Ion cutelaba xjared-cannonier (Foto Divulgacao: Mulpix)

Forte candidata a ser luta da noite, no card principal, são dois lutadores que buscam espaço na categoria dos meios pesados, que atualmente encontra-se um pouco esquecida pelo amantes do MMA.

O moldávio Ion “The Hulk” Cutelaba, de apenas 22 anos e um cartel de 12-2, estreou no UFC em junho deste ano, na derrota por finalização para Misha Cirkunov, onde demonstrou o seu ponto forte, a trocação. De mãos pesadas, nove de suas doze vitórias foram por nocaute. É um meio pesado ágil, de mãos rápidas, onde consegue conectar maior número de golpes significativos, sendo justificado o motivo de muitas de suas lutas terminarem em nocaute.

Já o americano Jared Cannonier, lutando pela primeira vez nos meio-pesados, é um lutador que, quando lutava no peso-pesado, diferenciava-se na movimentação, o que ajuda entender a ideia de descer de peso. Com um bom nível na parte em pé, pode também optar na luta de solo, onde já lhe renderem três finalizações. Com um cartel de 8-1 é dez anos mais velho que seu adversário, tentará estrear com o pé direito na nova categoria, e pra isso precisará frear o ímpeto do jovem lutador da Moldávia.

Luta que vale bastante atenção dos telespectadores, porque ambos os atletas podem prometer uma excelente luta, que não deve chegar nas mãos dos juízes. Luta que tende a ficar na maior parte do tempo em pé, mas Canonnier, caso esteja desconfortável na trocação, poderá optar em partir para luta agarrada.

No caso de apontar um vencedor, o moldávio tem maiores chances de sair vencedor até o segundo round por nocaute.

 

Ellenberger x Masvidal

Generated by IJG JPEG Library

Ellenberger x Masvidal (Foto BJJ Forum Mike Roach-Getty Images)

Luta de grande destaque no card principal, Jake Ellenberger e Jorge Masvidal são dois lutadores com cartéis bem semelhantes (31-11 e 30-11 respectivamente). Ambos experiente no UFC, prometem ser uma luta de bastante movimentação por parte de Masvidal e de muita explosão por parte de Ellenberger no primeiro round, o que já lhe renderam 19 nocautes na carreira.

Luta que mostra ter equilíbrio nos papéis, mas ambos os atletas apresentam em suas últimas lutas pouca regularidade. Enquanto Ellenberger enfrenta um declínio físico, que nas últimas cinco lutas coleciona três derrotas bastante claras, Masvidal, das três derrotas nas últimas cinco lutas, perdeu apenas por decisão dividida, sendo que todas por resultados muito contestados. O fato é que o atleta da American Top Team, apesar na trocação conectar bastante de golpes significativos, não convence tão bem os juízes laterais, o que deixa também brecha para seu adversário crescer na luta.

Apesar disso, Masvidal entra como favorito e a tendência é que consiga vencer por decisão unâmime.

 

Benavidez x Cejudo

LAS VEGAS, NEVADA, encarada dos técnicos desta edição do TUF (Photo by Ian Spanier/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)

Benavidez, de 32 anos, com um cartel de 24-4, é lutador de MMA desde 2006 e ocupada a primeira posição do ranking da categoria peso-mosca, abaixo apenas do campeão, Demetrius Johson, Benavidez é um lutador completo. Destaca-se pelo bom boxe, onde consegue conectar muitos golpes significativos e levar a melhor sobre a maioria dos seus adversários de sua categoria devido a sua velocidade e condicionamento físico, que mantém o mesmo nível em cada round. Consegue se destacar na parte agarrada, no clinch e, no chão, é conhecido por sua poderosa Guilhotina, onde até mesmo o então campeão do TUF desta edição e desafiante ao título deste sábado, Tim Elliot, já foi vitima do ex-atleta da Alpha Male.

Adversário de Benavidez, o ex-desafiante ao título dos moscas Henry Cejudo, de 29 anos, é medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos de 2008 na modalidade luta estilo livre (freestyle wrestler). Antes de se ingressar ao mundo do MMA, começou a treinar boxe, onde competiu em evento de boxe amador. No UFC aplica com perfeição o wrestling e consegue pontuar muito bem com seu forte Ground a Pound. Apesar do seu forte jogo agarrado, não se limita a apenas grudar e aplicar a queda, podendo também trocar em pé, mas contra Benavidez poderá optar mais pelo grappling.

É provável que nesta luta Benavidez opte por manter a luta em pé, onde é mais técnico e melhor trocador. A tendência é Cejudo buscar a luta agarrada e tentar levar Benavidez ao solo, mas para isso precisará superar a boa defesa de quedas (de 73,2%) do atleta treinado pelo Duane Ludwig.

Por mais talentoso seja o descendente de mexicanos, Henry Cejudo, Benavidez ainda está à frente do atleta campeão olímpico e pode sair vencedor por decisão unânime. Vale lembrar que Benavidez só perdeu para o próprio campeão da categoria Demetrius Jonhson, e para o campeão do peso Galo, Dominick Cruz, o que demonstra que a tarefa de Cejudo sair vencedor desta luta não é nada fácil.

 

Jonhson x Elliott

Encarada do campeão demetrious e do desafiante elliot (Zuffa LLC Getty Images)

Luta sem muita surpresa a esperar, sem desmerecer Tim Elliott, mas Demetrious jonhson tem tudo o que precisa para ter uma nona defesa de título mais bem sucedida. Atleta muito ágil, tático, trocação excelente, chão fino e um condicionamento físico espetacular, o único e mais dominante campeão da categoria peso-mosca do UFC faz jus ao ser o número 1 do ranking peso por peso do UFC.

O adversário do campeão, o vencedor do TUF 24 Tim Elliott tem bom jogo em pé e forte na luta agarrada, no Wrestling. Na casa do reality, demonstrou que também é perigoso no jogo de solo. Confiante de que venceria o TUF, cumpriu o objetivo e agora está de volta (na melhor situação) na luta pelo título, que desde o dia 22 de setembro de 2012, quando foi criada a categoria peso-mosca, é ocupado por Demetrious.

O mais esperado nesta luta é que o campeão não fuja da rotina e consiga se impor desde o início. Mentalmente, Elliott está mais preparado e mais experiente do que em sua primeira passagem no Ultimate; todavia, o campeão não deverá se importar com isso e poderá vencer por Tko ou finalização até o terceiro round; qualquer resultado que não seja a vitória do Demetrious seria a maior zebra da história.

As dozes lutas deste card estão programadas para acontecerem a partir das 22h (Horário de Brasília) com o card preliminar, e à 1h da madrugada o card principal.

TUF Finale 24

03 de dezembro, Las Vegas, EUA.

CARD PRINCIPAL

Peso-mosca: Demetrious Johnson x Tim Elliott (Luta pelo título)

Peso-mosca: Joseph Benavidez x Henry Cejudo

Peso-meio-médio: Jake Ellenberger x Jorge Masvidal

Peso-meio-pesado: Ion Cutelaba x Jared Cannonier

Peso-galo: Sara McMann x Alexis Davis

Peso-mosca: Brandon Moreno x Ryan Benoit

CARD PRELIMINAR

Peso-pena: Gray Maynard x Ryan Hall

Peso-galo: Rob Font x Matt Schnell

Peso-leve: Dong Hyun Kim x Brendan O’Reilly

Peso-palha: Kailin Curran x Jamie Moyle

Peso-médio: Elvis Mutapcic x Anthony Smith

Peso-médio: Joshua Stansbury x Devin Clark

IBlackbelt
Categorias
LutasUFC
2 Comentários nesta publicação.
  • Elber
    3 dezembro 2016at 11:59
    Responder

    Parabéns, vi na sua análise coisas que não vi em todas as outras.

    • Albert Alves
      3 dezembro 2016at 15:00
      Responder

      Vlw, Elber. Tamo junto!

    Responder

    *

    *

    RELACIONADO POR