Bellator 192: Lima vs MacDonald - Resumo e resultados

Bellator 192: Lima vs MacDonald – Resumo e resultados

Rory MacDonald e Michael Chandler confirmam favoritismo; Chael Sonnen frustra Rampage Jackson e se classifica para a semi-final do 'Heavyweight GP'
Canadense teve trabalho, mas aplicou bem a estratégia e saiu do combate como novo campeão meio-médio do Bellator (Foto: Reprodução)

Neste sábado, 20, aconteceu o Bellator 192, que trouxe um card com bons nomes, tão bons que até colocaram o evento pra concorrer diretamente com o Ultimate – geralmente as edições do Bellator acontecem às sextas-feiras. Apesar do evento levar os nomes de Douglas Lima x Rory MacDonald em seu título e o combate valer pelo cinturão meio-médio, eles fizeram apenas o ‘co-main event’. O ponto alto do show, o ‘main event’, ficou por conta da abertura do Grand Prix dos Pesos Pesados, Chael Sonnen vs Rampage Jackson. Card principal contou ainda com a grande aposta da Organização, Aaron Pico, e o combate entre o ex-campeão peso leve Michael Chandler e o nipo-brasileiro Goiti Yamauchi. Confira agora o resumo das principais lutas de mais um muito bom evento do Bellator.

Sonnen consegue derrubar Rampage pela primeira vez. Essa cena se repetiria mais algumas vezes durante o duelo (Foto: MMA Fighting)

Na luta principal da noite, Chael Sonnen x Rampage Jackson finalmente ficaram frente a frente e deram início ao ‘Heavyweight GP’. Em seu auge, Sonnen brilhou na divisão peso médio, chegando a disputar o cinturão duas vezes contra o então campeão Anderson Silva, enquanto Rampage sempre foi grande nos meio-pesados. Na luta de ontem, numa nova categoria, visivelmente Rampage estava bem maior que Sonnen – o “gângster de Óregon” ficava pequeno até mesmo na divisão dos meio-pesados, então nada surpreendente. 

Sonnen começou trocando socos com Rampage inclusive levando ampla vantagem, mostrando as vantagens de estar mais leve, muito maior velocidade e movimentação. Rampage ficava mais paradão, mirando Sonnen como um legítimo ‘sniper americano’, só que sem obter o mesmo sucesso. Chael já tinha tentado agarrar uma vez ou outra, porém não obteve sucesso, Jackson ainda estava inteiro, força e gás completos, até que no finalzinho do 1º round entrou rápido e mortal, levando o oponente ao solo. 

No segundo e terceiro round a estratégia permaneceu, com Sonnen trocando socos, mas ao ver Quinton já bem cansado, entrando em queda mais cedo e obtendo maior efetividade. No último round, Rampage se mostrava claramente frustrado, provocando Sonnen o tempo todo para que o oponente viesse para trocação franca. No entanto, o “gângster” como sempre muito equilibrado e com a parte mental muito forte não deu a mínima para as provocações, manteve seu jogo estratégico e no final saiu vitorioso por decisão unânime dos juízes (triplo 29-28). Com o resultado, Sonnen é o primeiro classificado para as semi-finais do GP. Por sua vez, Rampage não só dá adeus a competição como terá que meter a mão no bolso e cumprir a promessa feita ao oponente. O ex-campeão do UFC prometeu que daria US$ 10 mil para cada queda que seu adversário conseguisse aplicar (só o que consigo lembrar nesse momento que vos escrevo, Rampage tem que pagar pelo menos US$ 40 mil). A derrota doeu muito mais assim, né Rampage?

Rory por cima, trabalhando o ‘ground and pound’, algo que ocorreu com muita frequência durante o duelo (Foto: Getty Images)

Na luta co-principal, o brasileiro Douglas Lima colocou seu cinturão em jogo pela segunda vez, novamente contra um ex-lutador do UFC. O oponente da vez era ninguém menos do que um cara que é considerado por muitos hoje como o melhor lutador da divisão até 77 kg do planeta, Rory ‘The Red King’ MacDonald. 

Nos dois primeiros rounds, Rory conseguiu se impor no ‘cage’, caçando o campeão o tempo todo, seja na trocação ou na luta agarrada. Douglas até conseguiu defender uma ou outra vez, mas acabou sendo quedado e dominado no chão. O brasileiro estava muito parada, não fazendo uma movimentação circular boa como fez em sua luta anterior contra Lorenz Larkin, só conseguindo acertar o canadense nos ‘low kicks’.

No terceiro round, seguia tudo da mesma forma, até que um ‘low kick’ fez Rory sentir bastante a perna e se jogando no chão para suportar o restante do round. O campeão poderia ter ficado em pé,deixando Rory levantar ou aplicando chutes na perna enquanto o mesmo ficava no chão fazendo guarda, mas erradamente entrou na meia-guarda e tentou o ‘ground and pound’, até acertando alguns golpes, mas sem conseguir o mesmo estrago que teria conseguido se tivesse optado por ficar de pé. 

No quarto round, Rory veio com toda agressividade logo de cara para conseguir a queda, claramente evitando a luta em pé, chegando até a conseguir a queda, mas no embalo o brasileiro conseguiu reverter a situação e ficar por cima. Douglas buscou trabalhar o jogo de solo, chegou a conseguir ficar na montada, mas não aproveitou bem o momento, dando golpes que não fizeram tanto estrago assim. No final, a luta ficou de pé, MacDonald ainda conseguiu derrubar de novo e dessa vez ficando por cima, acabando o round dessa forma.

No quinto round, havia espaço para um empate ou vitória para Rory, 3-1. Os dois necessitavam buscar vencer o último assalto para garantir a vitória. Não demorou nem 30 segundos e o desafiante canadense conseguiu a queda, não dando a menor chance para o campeão se levantar, castigando no ‘ground and pound’, ficando por cima até acabar o round, garantindo a vitória por decisão unânime (48-47/49-45/49-46) e o posto de novo campeão dos meio-médios do Bellator.

Ex-campeão peso leve vence nipo-brasileiro se dificuldades (Foto: Reprodução)

Na antepenúltima luta da noite, o ex-campeão peso leve, Michael Chandler, enfrentou o nipo-brasileiro Goiti Yamauchi. No começo, Goiti conseguiu acertar alguns chutes de encontro e manter o oponente à distância, mas não demorou muito para o americano cair pra dentro, colocar toda sua velocidade e força física em ação. Único bom momento de Goiti na luta foi quando acertar um bom chute em cheio no rosto do ex-campeão, levando-o a knockdown, mas rapidamente Chandler se recuperou. No restante do combate, Michael impôs seu jogo de luta agarrada, dominou completamente o nipo-brasileiro e quase conseguiu um nocaute no final com uma sequência muito agressiva no ‘ground and pound’. Vitória de Michael Chandler por decisão unânime (30-26/30-26/30-25), praticamente garantindo um ‘tittle shot’ para fazer a revanche contra o campeão Brent Primus.

 

RESULTADOS BELLATOR 192: LIMA vs MACDONALD

Card Principal

Pesados: Chael Sonnen venceu Rampage Jackson por decisão unânime (triplo 29-28);
MeioMédios: Rory MacDonald venceu Douglas Lima por decisão unânime (48-47/49-45/49-46);
Leves: Michael Chandler venceu Goiti Yamauchi por decisão unânime (30-26/30-26/30-25);
Penas: Aaron Pico nocauteou Shane Krutchen aos 0:37 do 1º round;
Penas: Henry Corrales venceu George Karakhanyan por decisão unânime (30-27/29-28/29-28);

Card Preliminar

MeioMédios: Guilherme Bomba finalizou Ivan Castillo aos 4:12 do 1º round;
MeioMédios: Devon Brock venceu Khonry Gracie por decisão unânime (30-27/29-28/29-28);
MeioMédios: Jose Campos venceu Haim Gozali por decisão unânime (triplo 30-27);
MeioMédios: Joey Davis nocauteou Ian Butler aos 0:39 do 1º round

Categorias
BellatorLutasMMA Internacional

Pai do Marco Antônio, Praticante de muay thai e MMA, Graduando em radialismo, Editor chefe do Nocaute na Rede, Redator nas seções de MMA nacional e internacional, Instrutor de Trânsito.
Sem Comentários

Responder

*

*

3 × 4 =

RELACIONADO POR