ENTREVISTA COM THIAGO MARRETA | Nocaute na Rede

ENTREVISTA COM THIAGO MARRETA

BRASILEIRO FALA DO INICIO DA CARREIRA E DAS METAS PARA 2018

Que o MMA é imprevisível todo mundo sabe. Prova disso é a trajetória do peso-médio Thiago Marreta dentro do UFC. O brasileiro vinha ascendendo na sua categoria até encarar o temido Gegard Mousasi no histórico UFC 200 e perder por nocaute técnico. Na luta seguinte, que tinha tudo para ser um combate de recuperação, Marreta acabou perdendo; dessa vez para Eric Spicely por finalização.

Dai então, o brasileiro fez um ano devastador no octógono. Desde então já soma quatro vitórias (todas por nocaute), já figura novamente no Top 15 da divisão peso-médio e no último sábado conseguiu igualar o recorde de Anderson Silva de 8 nocautes na categoria.

Thiago deu uma uma breve entrevista para o Nocaute na Rede. Confira as palavras do lutador:

Como você decidiu treinar MMA e lutar profissionalmente? Recebeu apoio dos familiares?

Marreta: Eu sempre treinei lutas, comecei na capoeira, depois jiu-jítsu e Muay Thai, assistia vale tudo pela tv e um dia decidi fazer uma luta de mma. Sempre tive o apoio dos meus pais.

Quais foram as maiores dificuldades que você enfrentou no mundo da luta?

Marreta: Acredito que as maiores dificuldades para mim foram a falta de apoio e de patrocínio.

Qual a diferença que você vê em seu jogo desde a sua estreia no UFC em 2013 e atualmente?

Marreta: Melhorei muito meu jiu-jítsu e meu wrestling, minha confiança também aumentou muito.

Marreta vs Smith no UFC Belém.

Após a vitória por no UFC Belém, você alcançou o recorde de nocautes da divisão peso-médio e já figura no top 15 da divisão. Qual o próximo passo na sua carreira?

Marreta: Agora quero enfrentar caras com melhores posições no ranking da divisão, lutas que me façam subir ainda mais e me credenciem a uma disputa de cinturão. Acredito que o Chris Weidman seria uma boa opção. (Após essa entrevista, o site MMAjunkie noticiou que Marreta irá enfrentar o americano David Branch, em Abril, no UFC FN 128.)

Como você vê a situação da categoria de 185lbs atualmente?

Marreta: A categoria está muito parada, precisando se movimentar. E a fila tem que andar.

Você lutou 4 vezes em menos de um ano, pretende manter esse ritmo de combates em 2018?

Marreta: Se possível pretendo sim, chegando cada vez mais perto do cinturão.

UFC Fight Night
21 de abril de 2018, em Atlantic City (EUA)
CARD DO EVENTO (até o momento):
Peso-galo: Aspen Ladd x Leslie Smith
Peso-mosca: Magomed Bibulatov x Ulka Sasaki
Peso-meio-médio: Siyar Bahadurzada x Luan Chagas
Peso-galo: Merab Dvalishvili x Augusto Tanquinho
Peso-médio: David Branch x Thiago Marreta
Peso-meio-pesado: Patrick Cummins x Corey Anderson

Redes sociais do Marreta:

Facebook: https://www.facebook.com/ThiagoMarretaSantos/

Instagram: https://www.instagram.com/tmarretamma/?hl=pt-br

 

 

 

 

 

Categorias
Lutas

Pernambucano/Cearense, estudante de publicidade.
Sem Comentários

Responder

*

*

9 + dezoito =

RELACIONADO POR