Especial UFC 207: O que esperar de Dominick Cruz vs Cody Garbrandt? | Nocaute na Rede

Especial UFC 207: O que esperar de Dominick Cruz vs Cody Garbrandt?

Luta que vale o cinturão peso galo do UFC, que acontecerá no Co-Main Event do UFC 207
Dominick Cruz x Cody Garbrandt (Foto Divulgação: UFC)

Na primeira disputa de cinturão do card do UFC 207, no Co-Main Event, o campeão peso galo do UFC, Dominick Cruz, defenderá seu cinturão contra o desafiante Cody Garbrandt. Este duelo eletrizante não poderia deixar de faltar no Especial desta semana do UFC 207 sobre o que esperar desta luta.

Cruz, de 31 anos, vai para sua terceira luta neste ano, sendo a segunda defesa de título após a reconquista de seu cinturão. Com 22 vitórias e apenas 1 derrota, “The Dominator” teve um período conturbado em sua carreira, quando precisou ficar afastado por quase 3 anos, na qual teve seu cinturão retirado pelo Ultimate. Em sua volta, em janeiro deste ano, recuperou seu cinturão ao vencer TJ Dillashaw.

Já seu desafiante, de 25 anos, Garbrandt é um lutador de muita qualidade técnica. Invicto em seu cartel profissional, das 10 vitórias conquistadas 9 foram por nocaute. Estreando no UFC em janeiro de 2015, “No Love” não teve que esperar muito para conquistar a chance de disputar o título dos galos. Das 5 vitórias no maior evento de MMA do planeta, 4 foram por nocaute.

Para esta luta, Dominick Cruz vem com um bom favoritismo sobre Cody Garbrandt nas casas de apostas. No entanto, subestimar “No Love” pode ser um grande erro. Garbrandt demonstrou em suas lutas um vasto arsenal de golpes na trocação e velocidade impressionante para executá-los. Esta luta tem tudo para representar o maior perigo para o atual número dois do ranking peso por peso do UFC. Todavia, o campeão dos galos é um dos lutadores com o maior QI de luta do UFC, e a tendência é que já terá a estratégia definida para anular o jogo do desafiante.

Dominick Cruz golpea Dillashaw no chão (Foto: Sherdog)

Dominick Cruz golpea Dillashaw no chão (Foto: Sherdog)

Sobre este confronto, é comum acontecer de uma luta entre o campeão e o desafiante seja, de início, de muito estudo por parte de ambos, mas neste confronto não é possível que siga nessa linha, em especial para o “No Love”, que não mede tempo em estudar os oponentes e parte para definição nos primeiros minutos de luta. O campeão dos galos deverá seguir com sua estratégia de trabalho de pernas e aproveitar-se de sua maior altura e envergadura para usar mais seus jabs e chutes. Além disso, é capaz que focará mais no grappling, de forma a frear a agressividade de Cody, e focando no clinch as joelhadas e levar a luta ao chão de forma a minar seu adversário e obter vantagem no condicionamento físico.

O desafiante, sabendo da qualidade do campeão na parte mental, provavelmente pressionará o tempo todo “The Dominator”, de modo a não deixá-lo pensar na luta quando se movimenta no seu footwork característico. Por conta da movimentação do campeão, Garbrandt deverá usar combinações mais abertas, característico de seu boxe, como começar com um cruzado de direita e terminar com o cruzado de esquerda, tudo isso aliada a velocidade que aplica esses golpes. Outro fato importante que Garbrandt deverá trazer é o bom uso de seu contragolpe, que poderá trazer um maior perigo para Cruz nesta luta, uma vez que um lutador de mãos muito rápida tende a acertar seu oponente no contragolpe com muita efetividade, principalmente que Cruz luta de guardar baixa o tempo todo, onde poderá se complicar caso não esteja ciente dessa qualidade do desafiante.

Cody Garbrandt vs Thomas Almeida (Foto: Reprodução/ Belacherreport)

Cody Garbrandt vs Thomas Almeida (Foto: Reprodução/ Belacherreport)

Emfim, em mais um especial do que esperar da disputa de cinturão do Co-Main Event do UFC 207, finalizamos mais uma luta que tem tudo para ser a melhor luta do card principal como também de todo evento. E no próximo “do que esperar”, o especial fará a análise da luta mais esperado deste card, a luta principal do UFC 207 que terá a disputa do cinturão peso galo feminia entre a campeã, Amanda Nunes, e a da desafiante ao título e ex-campeã desta divisão, Ronda Rousey, que volta depois de um ano parada para recuperar o cinturão perdido em sua última luta para Holly Holm.

Não deixe de conferir também:

Especial UFC 207: O que esperar da luta de TJ Dillashaw vs John Lineker?

Especial UFC 207: O que esperar de Werdum vs Velasquez?

UFC 207

30 de dezembro, T-Mobile Arena, Las Vegas, Nevada – EUA.

Lutas deste card:

Peso Galo Feminino: Amanda Nunes x Ronda Rousey (Disputa de Cinturão)

Peso Galo: Dominick Cruz x Cody Garbrandt (Disputa de Cinturão)

Peso Pesado: Fabricio Werdum x Cain Velasquez

Peso Galo: TJ Dillashaw x John Lineker

Peso Meio-Médio: Johny Hendricks x Neil Magny

Peso Meio-Médio: Dong Hyun Kim x Tarec Saffiedine

Peso Meio-Médio: Mike Pyle x Alex Garcia

Peso Mosca: Louis Smolka x Ray Borg

Peso Meio-Médio: Alex Olivera x Tim Means

Peso Médio: Antonio Carlos Jr. x Marvin Vettori

Peso Meio-Médio: Brandon Thatch x Niko Price

 

IBlackbelt
Categorias
LutasUFC
Sem Comentários

Responder

*

*

RELACIONADO POR