EXCLUSIVO: Nocaute na Rede entrevista o campeão peso pesado do KSW, o brasileiro Fernando "Santo Forte". | Nocaute na Rede

EXCLUSIVO: Nocaute na Rede entrevista o campeão peso pesado do KSW, o brasileiro Fernando “Santo Forte”.

Recém coroado campeão numa das maiores organizações do mundo, o KSW, Fernando "Santo Forte'' conversou conosco com exclusividade após conquista do título sobre Karol Bedorf.

Agora pela noite, nossa equipe de produção de conteúdo do Nocaute na Rede conseguiu ter acesso a esse competidor brasileiro que recém se tornou campeão peso pesado de um dos maiores banners de Mixed Martial Arts do mundo. Trata-se do gigante nocauteador Fernando ‘Santo Forte’ Rodrigues. 

Rodrigues, atualmente com 29 anos e operando pelas academias 011 MMA Team e a Team Nogueira São Paulo, detém de 11 vitórias no MMA profissional e apenas duas derrotas. O atleta marcou sua presença no cenário mundial com sua última vitória, a mais importante da carreira,  onde despachou o campeão dominante do maior banner polonês de MMA da atualidade, Karol Bedorf, e conquistou o cinturão do KSW.

Fernando Santo Forte assina contrato com o KSW

 

NR: Primeiramente, fale nos sobre a preparação para a conquista do cinturão e também qual foi o sentimento de se tornar champ de uma das maiores organizações do MMA do mundo?

Fernando: Então, em relação a preparação e meu camping, esse ano tive um ano muito difícil, em relação as lutas, pois três lutas minhas já haviam caído, 2 no XFC e uma no Imortal FC, e eu acabei me apresentando somente em outubro, no Euro FC. Foi uma revanche com Youseff, e finalizei com 1 minuto de luta, acabei ganhando a luta da noite lá, a partir dai veio a proposta do KSW de disputar o cinturão. Em relação ao camping, fiz na academia 011 MMA Team, também na Team Nogueira São Paulo e na academia Vila da Luta do Demian Maia. Uma parte também foi no NAR, no Núcleo de Alto Rendimento, com head coach Elias Silvério.  Por mais que o camping não foi completo, consegui me preparar 100%. Estava um pouco lesionado, um principio de lesão no ombro, uma tendinite melhor dizendo, tive que tratar na EcoLife, fiz tratamento todos os dias de acupuntura, eletrochoque e ultra-som, então consegui entrar nessa disputa ai.  Sobre a conquista, pow irmão, a ficha ainda tá caindo, fiquei muito feliz, mas sei que me dediquei pra caramba pra isso, orei pra caramba, esse ano completo 5 anos como atleta profissional, passando por lesões, derrotas, você sabe que a vida do lutador de MMA no brasil não é nada fácil, e eu perseverei em Deus e consegui o cinturão do KSW. 

NR: Qual foi sua primeira impressão do KSW desde que foi contratado? KSW que detém de uma das maiores estruturas no mundo do MMA.

Fernando: Fiquei bem impressionado com isso, pois assim que fecharam o contrato comigo, eu tinha feito uma luta 3 de outubro no euro FC, e uma semana depois da minha vitória, já estava em negociação, fechei com eles, passou uma semana já tava num voo para a Polônia, para uma coletiva de imprensa, onde fui no sábado e fiquei até terça, fiquei no melhor hotel da Polônia, e ai já me impressionou demais a estrutura, to muito feliz de estar nessa organização, e como disse la na Polônia, esse cinturão é do Brasil, estou muito feliz de fazer historia, nunca teve nenhum brasileiro dono de cinturão dessa organização, sou o primeiro, então agora e se preparar e não deixar o cinturão sair do Brasil.  

NR: O KSW é um dos maiores banners de MMA do mundo, e já botou muitos atletas dentro do UFC, o Ultimate é um sonho pra você? Fale nos seu pensamento sobre isso…

Fernando: Em relação ao UFC, é o sonho de todo atleta, é uma organização que revela muitos talentos no MMA Mundial, mas onde me encontro agora estou bem feliz, estou contente de estar aqui, não penso em aceitar proposta alguma de outra organização, e pretendo me firmar como o maior campeão do KSW.

NR: Você tem tido muito suporte em todas as apresentações que teve, isso pelo seu grande número de KO`s, continuará com esse estilo agressivo sendo o campeão ou pretende adotar características diferenciadas para estabelecer o reinado?

Fernando: Eu como puro striker que sou, o meu jogo é buscar o nocaute, mas agora eu tenho uma responsabilidade maior, e tenho que trabalhar mais a técnica, usar mais cabeça e menos coração, claro, obviamente não vou perder minha essência, toda luta que entrar vou tentar definir, não vou deixar pra juízes, mas claro agora com menos coração, mais tática e mais estratégia.

NR: Você esta se recuperando de algumas lesões do ultimo confronto, sua mão fraturada no caso, já que faz pouquíssimo tempo a luta da conquista do cinturão, quando mais ou menos você acha que poderá voltar a treinar?

 

Fernando: Logo após minha vitória no KSW, depois das coletivas de impressa, passei pelo especialista lá e ele disse pra mim procurar um médico aqui no Brasil, pois tinha fraturado a mão, cheguei aqui e procurei o médico rapidamente e graças a Deus não vou precisar de cirurgia, mas eu vou ter que ficar de 3 a 5 semanas com a mão engessada, ai eu vou ter que voltar la pra ver se terei que fazer fisioterapia, nada muito grave mas agora quero descansar, falei com meu empresário e quero pelo menos 6 meses pra fazer um camping legal, descansar 2 meses e fazer uma preparação boa no restante pra manter esse cinturão no Brasil. 

NR: No fim, muito obrigado por toda sua atenção campeão, deixe uma mensagem pra toda a galera que te acompanha!

Fernando:  Então primeiramente agradecer a Deus, ele é o senhor da minha vida, ele que botou esse cinturão na minha vida, agradecer por ele se fazer presente, agradecer minha esposa Erica Barros, dos meus treinadores Rodrigo Brinco e Rafael Domingues, meus sparrings Elias Silvério e o Marcos Pezão, as academias 011 MMA Team, a Team Nogueira SP, o NAR, agradecer todos meus parceiros que me ajudam nessa jornada, pois esse cinturão é deles também, agradecer muito o apoio e a energia positiva dos brasileiros, que deram apoio e oraram por mim, agradecer meus alunos da Team Nogueira e da academia Peralta, estavam preocupados com meu bem estar, tudo isso ajudou na minha conquista, não foi so eu, tudo isso foi um complemento na minha conquista. Um agradecimento especial a vocês também do Nocaute na Rede, obrigado pelo espaço, e vocês sabem, estamos juntos sempre! OSS! 

IBlackbelt
Categorias
EntrevistasEspeciaisLutasMMA Internacional

Jornalista - seguidor dos esportes de combate desde 2006 - Fã de Shogun e Mousasi.
    Sem Comentários

    Responder

    *

    *

    RELACIONADO POR