Gaúcho Juliano Torres está fazendo sucesso nos EUA com tatuagens em atletas do UFC; Veja! | Nocaute na Rede

Gaúcho Juliano Torres está fazendo sucesso nos EUA com tatuagens em atletas do UFC; Veja!

Estrelas do UFC como Vitor Belfort, Amanda Nunes, Antônio Pezão e Antonio "Cara de Sapato" foram "riscados" pelo tatuador
juliano-torres-tatuador-gaucho
(Foto: Instagram Juliano Torres)

O brasileiro Juliano Torres, de 32 anos, natural de São Borja, cidade localizada no sudoeste rio-grandense, vem deixando seu legado no mundo das lutas e ganhando destaque na “terra do Tio Sam”, mas não é como lutador ou treinador, é como tatuador.

Juliano começou a trabalhar profissionalmente como tatuador em 2002, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, e sua especialidade é o estilo tribal em geral (maori, samoa, tribais tradicionais) e tatuagens geométricas. Quem conhece seu trabalho rapidamente sabe que foi ele quem fez certa tatuagem. Seu contato no universo das lutas veio através de dois lutadores profissionais de MMA, Dimitry Zebroski e Marcus Vinicius “Tatu”, onde pode colocar em prática seus desenhos, cheios de traços e características fortes, que criam a identidade de seu trabalho.

Em conversa com o Nocaute na Rede, Juliano Torres comenta sobre o início da carreira no Brasil:

Costumo dizer que quando trabalhamos em uma loja construímos uma família, e a minha família no Brasil se chama Heráclito Tattoo. Tenho orgulho de dizer que é considerado um dos melhores estúdios de tatuagem do estado. Lá pude conhecer e tatuar inumeras pessoas dentre elas o Dimitry Zebroski, lutador profissional de MMA e Muay Thai (e não minha opinião o melhor da categoria) e o Marcus Vinicius “Tatu” (outra fera do MMA), onde tive o primeiro contato a fundo com esse esporte, esse estilo de vida!

Mas como todo brasileiro que sabe da dificuldade de viver em um país onde há muita corrupção, a segurança e saúde são precárias, ele decidiu “arriscar” e viver em outro país, buscar uma vida melhor.

Devido a situação que se passa no Brasil, falta de segurança, saúde e tudo mais, o que todos nós sabemos, eu decidi com minha esposa sair do país o quanto antes, o que foi impulsionado com a notícia de que eu seria pai. Bom, nada melhor do que ter nossa filha nos EUA né? E realizar COMPLETAMENTE o nosso sonho!

Não foi uma decisão fácil para Juliano Torres, já que ele teve que recomeçar do zero, sem conhecer ninguém, com mulher grávida, sem falar inglês, sem saber direito onde estava vivendo e o que seria dali para frente. Mas ele não recuou, contou com o apoio da mulher e sabia que não seria somente mais um imigrante nos Estados Unidos.

Sempre tive fé e sempre fiz o bem, sem pensar para quem. Foi então que Deus colocou no meu caminho o Amaury Ramirez (dono da loja que trabalho hoje e padrinho da minha filha) e a nova família americana se chama Bad Habits Tattoos.

juliano-tatuador-premio

Na foto, em comemoração aos prêmios com seus colegas de trabalho: Jorge Ramirez (aprendiz de Juliano Torres), Amaury Ramirez (dono da loja) e Victor Antz (aprendiz de Amaury)
(Foto: Instagram Juliano Torres)

Buscando aperfeiçoar sua arte, Juliano baixou a cabeça e trabalhou com humildade e seriedade, participou de convenções importantes, onde ganhou e aprendeu. As conquistas e indicações trouxeram muitos frutos e novamente o envolvimento com as lutas apareceu com a oportunidade de tatuar lutadores do UFC, como conta o tatuador gaúcho:

Em dois anos ganhei sete prêmios nas categorias cujo sou especialista: Tribais e Geometria. Acredito que graças a minha dedicação e reconhecimento pude ter a oportunidade de conhecer e tatuar celebridades do UFC que eu jamais pensei que poderia uma dia: Antônio “Big Foot”, “Cara de Sapato”, Amanda Nunes e o mais recente, o fenômeno Vitor Belfort, que veio através da esposa Joana Prado que também tive o prazer de tatuar.

A tatuagem com um leão no braço do ex-campeão do UFC, Vitor Belfort, teve um gosto marcante para o seu trabalho com uma mensagem privada do lutador que disse:

“Irmão, você viu lá no meu instagram? Nunca tive isso nem quando eu luto, foi muito top!” – disse Vitor ressaltando a quantidade de acessos e a proporção que a tatuagem atingiu com o vídeo do instagram. Assista ao vídeo:

Para finalizar, Juliano Torres agradeceu pelo momento que está passando:

Não posso reclamar da minha vida, Deus é muito bom comigo e com minha família. Eu estudo e me dedico ao trabalho pra cada vez mais evoluir e ter a certeza de que sempre posso aprender mais. Agradeço sempre a Deus pelas pessoas que gostam do meu trabalho e me acompanham, porque sem elas eu não estaria onde estou!

Para acompanhar outros trabalhos de Juliano Torres, siga o instagram dele clicando aqui.

IBlackbelt
Categorias
EspeciaisLutasMMA InternacionalMMA NacionalUFC

Louco por MMA Internacional e Nacional. Owner do Nocaute na Rede e Redator dos sites RSEsporte.com e Torcedores.com. "1% de chances SEMPRE confiante"
    Sem Comentários

    Responder

    *

    *

    RELACIONADO POR