Meio-Médios – (70 a 77 kg) | Nocaute na Rede

Meio-Médios – (70 a 77 kg)

TYRON WOODLEY

Tyron Woodley com seu cinturão (Foto: UFC/Divulgação)

Tyron Woodley com seu cinturão (Foto: UFC/Divulgação)

INÍCIO

Americano, nascido em 1982, Woodley iniciou no mundo das lutas praticando Wrestler na Universidade de Missouri, seu estado natal.

Tyron fez sua estreia profissional em 2009. Lutando em eventos menores nos Estados Unidos, o atual campeão, finalizou seus dois primeiros oponentes e garantiu sua entrada no Strikeforce no mesmo ano.

STRIKEFORCE

Woodley não diminuiu o ritmo e finalizou mais três em sequência, ainda em 2009.

No ano de 2010, foram mais duas vitórias, incluindo uma sobre o brasileiro André Galvão. Na sequência venceu Tarec Saffiedine e Paul Daley por decisão. Em 2012, derrotou Jordan Meie e depois de dez vitórias seguidas, conheceu o amargo sabor da derrota, ao enfrentar Nate Marquardt, pelo cinturão dos meio-médios.

Mesmo após o revés na carreira, os bons resultados garantiram a Tyron, sua entrada no UFC.

UFC

O americano venceu na estreia por nocaute, mas em seguida foi derrotado por Jake Shields. Enfrentando Josh Koscheck, no final de 2013, saiu vencedor e levou o prêmio de nocaute da noite.

No ano de 2014, após vencer Condit e perder para Rory MacDonald, Woodley nocauteou Dong Hyun Kim e ganhou mais um prêmio, dessa vez o de performance da noite.

Chamando a atenção dos fãs da luta e de importantes nomes da maior organização de MMA do planeta, Woodley já estava bem perto de uma disputa de cinturão quando enfrentou Kelvin Gastelum, em janeiro de 2015. Mais um vez surpreendeu a todos, ao vencer o campeão do TUF 17 com o pé quebrado.

Woodley vs Gastelum (Foto: UFC/Divulgação)

Woodley vs Gastelum (Foto: UFC/Divulgação)

Escalado para uma luta muito importante para a categoria, sem dúvida a maior de sua carreira até então, Tyron acabou terminando o ano de 2015 sem lutar novamente, após saída de Johny Hendricks do UFC 192. Mas, Dana White não esqueceu do americano e o escalou para a disputa de cinturão contra Robbie Lawler, no UFC 201.

CINTURÃO

Desacreditado por muitos, Woodley estudou o jogo de Lawler no início da luta e desde o começou já demonstrava o que realmente queria fazer. Após troca rápida de golpes, os dois se separaram e com um lindo cruzado de direita, o ex-detentor da cinta foi ao chão e deu lugar a um novo campeão.

 Tyron Woodley faturou o cinturão e uma boa grana no UFC 201 (Foto: Getty Images)

Tyron Woodley faturou o cinturão e uma boa grana no UFC 201 (Foto: Getty Images)

Em sua primeira defesa de cinturão, Woodley enfrentou o perigosíssimo Stephen Thompson. Woodley mostrou logo de cara sua estratégia e após levar Thompson ao chão, garantiu o primeiro round. Não conseguiu fazer o mesmo nos próximos rounds e Stephen manteve a distância vencendo o segundo e terceiro round. Na quarta etapa no entanto, Tyron mostrou novamente porque é o campeão e venceu com certa folga o desafiante. O último round ficou para Thompson, já com sinais de cansaço de Woodley. O resultado: empate. Após certa confusão com as papeletas, ficou confirmado que os dois foram vencedores pelo excelente combate, com uma quase garantida, revanche.

Após o empate, a revanche aconteceu no UFC 209: Woodley vs. Thompson II e dessa venceu houve apenas um vencedor> O campeão Tyron Woodley manteve seu título após vitória majoritária.

O campeão defendeu seu cinturão mais uma vez no UFC 214: Cormier vs. Jones II ao vencer o brasileiro Damian Maia por decisão unânime.

 

 

Escrito Ton Freitas

Sem Comentários

Responder

*

*

sete + 19 =