Peso Galo – (58 a 61 kg) | Nocaute na Rede

Peso Galo – (58 a 61 kg)

TJ Dillashaw

TJ DIllashaw
 

Nascido em 7 de fevereiro de 1986, Taylor Jeffery Dillashaw retomou seu cinturão no UFC 217, ao derrotar Cody Garbrandt por nocaute.

INÍCIO

Após ser graduado pela Cal State Fullerton, Dillashaw começou à treinar MMA. O ex-Campeão Peso Pena do WEC, Urijah Faber, convidou Dillashaw para se juntar à Team Alpha Male. Dillashaw começou a treinar junto com a equipe, e acumulou um recorde amador de 2-0 antes de se tornar profissional.

Em 26 de Março de 2010, Dillashaw fez sua estréia profissional contra o também estreante, Czar Sklavos. Dillashaw usou seu wrestling para dominar a luta e conseguir uma vitória por decisão unânime. Dois meses depois, Dillashaw retornou para enfrentar Brandon Drucker, vencendo a luta por finalização no primeiro round.

 

The Ultimate Fighter e UFC

 

Em 2011, Dillashaw entrou para o UFC para competir no The Ultimate Fighter: Team Bisping vs. Team Miller. No primeiro episódio, ele enfrentou Matt Jaggers para garantir uma vaga na casa do Ultimate Fighter. Dillashaw derrotou Jaggers por nocaute técnico no primeiro round.

Dillashaw foi escolhido para fazer parte da Equipe Bisping, ele foi o segundo peso galo escolhido para a equipe (sétimo no total). Dillashaw derrotou Roland Delorme por finalização no round preliminar e foi para a semi-final. Na semi-final enfrentou Dustin Pague por uma vaga na final do peso galo. Dillashaw dominou Pague, conseguindo uma vitória por decisão unânime.

Dillashaw fez sua estréia oficial no UFC em 3 de Dezembro de 2011 em Las Vegas, Nevada no The Ultimate Fighter 14 Finale, contra John Dodson para determinar o vencedor do Peso Galo do The Ultimate Fighter 14. Dillashaw perdeu por nocaute técnico.

Dillishaw voltou ao octógono em 15 de Fevereiro de 2012 no UFC on Fuel TV: Sanchez vs. Ellenberger contra Walel Watson. Dillashaw dominou Watson usando seu wrestling superior para controla-lo no chão, com diversas tentativas de finalizações no fim da luta. Dillashaw venceu a luta por decisão unânime.

Dillashaw enfrentou Vaughan Lee em 11 de Julho de 2012 no UFC on Fuel TV: Muñoz vs. Weidman. Ele venceu por finalização no primeiro round.

Dillashaw era esperado para enfrentar Mike Easton em 8 de Dezembro de 2012 no UFC on Fox: Henderson vs. Diaz. Porém, Dillashaw foi forçado a se retirar da luta com uma lesão e foi substituído por Bryan Caraway.

Dillashaw enfrentou Issei Tamura em 16 de Março de 2013 no UFC 158. Dillashaw venceu por nocaute em 26 segundos do segundo round.

Dillashaw substituiu Francisco Rivera contra Hugo Wolverine em 20 de Abril de 2013 no UFC on Fox: Henderson vs. Melendez e venceu por nocaute técnico no primeiro round. Essa foi a segunda vitória de Dillashaw em pouco mais de um mês.

Dillashaw foi derrotado em decisão dividida e polêmica por Raphael Assunção no dia 9 de Outubro de 2013 no UFC Fight Night: Maia vs. Shields. 10 críticos especializados marcaram a vitória de TJ, e apenas 3 deram a luta para Assunção.

Dillashaw enfrentou Mike Easton em 15 de Janeiro de 2014 no UFC Fight Night: Rockhold vs. Philippou. Dillashaw venceu por decisão unânime em uma performance dominante.

Dillashaw era esperado para enfrentar o japonês Takeya Mizugaki em 24 de Maio de 2014 no UFC 173, mas após a lesão de Chris Weidman (que faria o evento principal contra Lyoto Machida) ele foi escalado para disputar o Cinturão Peso Galo do UFC contra Renan Barão no novo evento principal do mesmo evento.

CAMPEÃO DO UFC

Barão entrou como amplo favorito nas casas de apostas, mas foi completamente dominado pelo americano, que venceu os 5 rounds e terminou com um nocaute técnico aos 2m36s do quinto round. T.J. lutou o tempo todo com a guarda baixa, e conseguiu um knockdown em Barão logo no primeiro round. Os rounds seguintes seguiram com o americano sendo amplamente superior, até conseguir o nocaute técnico no último assalto. T.J. levou os prêmios de performance da noite e Luta da Noite.

Depois de defender o seu título por duas vezes, Dillashaw foi derrotado por decisão dividida no UFC Fight Night: Dillashaw vs. Cruz. e perdeu seu cinturão.

Após derrotar dois brasileiros em combates válidos pelo UFC 200 e UFC 207, respectivamente, T.J. Dillashaw teve nova chance de retomar o cinturão contra seu desafeto Cody Garbrandt no UFC 217. E dessa vez não desperdiçou a oportunidade ao nocautear o adversário e retomar o seu cinturão

 

 

 Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: http://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: http://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por Jefferson Oliva

Sem Comentários

Responder

*

*

um × 4 =