Peso Galo Feminino – (58 a 61 kg) | Nocaute na Rede

Peso Galo Feminino – (58 a 61 kg)

 AMANDA NUNES

A brasileira de Salvador, Bahia, se tornou a atual campeã peso galo do UFC em julho de 2016. Dona de fortes golpes que já nocautearam nove de suas adversárias, nossa compatriota promete permanecer com o cinturão ainda por muito tempo.

Amanda Nunes com seu cinturão (Foto: UFC/Divulgação)

Amanda Nunes com seu cinturão (Foto: UFC/Divulgação)

INÍCIO

Amanda começou a treinar boxe com 16 anos de idade e depois do convite realizado por sua irmã, iniciou os treinamentos também no Jiu-Jitsu.

Iniciando sua carreira profissional em 2008, nossa “Leoa” saiu derrotada em sua primeira luta. No entanto, nos próximos dois anos vieram cinco vitórias seguidas e em 2011 foi contratada pelo Strikeforce.

STRIKEFORCE

Estreou com vitória mas perdeu no mesmo ano para Alexis Davis e na sequência migrou para o Invicta FC.

INVICTA FC

Com mais uma vitória e uma derrota, a brasileira foi contratada pelo UFC no ano de 2013.

UFC 

Estreando no UFC 163, Amanda venceu Sheila Gaff no Rio de Janeiro e começava a mostrar sua força dentro da organização. No mesmo ano derrotou também Germaine de Randamie com mais um nocaute.

Amanda Nunes vs Shayna Baszler (Foto: Reprodução/ SporTV)

Amanda Nunes vs Shayna Baszler (Foto: Reprodução/ SporTV)

Enfrentando Cat Zingano em setembro de 2014, a brazuca, atual campeã peso galo do UFC, teve sua primeira derrota na franquia. Mas, na sequência vieram três conquistas. Uma finalização sobre Shanya Baszler, um nocaute sobre Sara McMann e uma vitória por decisão sobre Valentina Shevchenko que, garantiu a ela o Title Shot.

CINTURÃO

Enfrentando aquela que havia derrotado a poderosa Holly Holm, Amanda não pensou duas vezes e partiu para cima de Miesha Tate. Com uma boa sequência de golpes, a Leoa levou ao chão a campeã e tratou de finalizá-la, se tornando a primeira brasileira campeã do UFC.

Amanda Nunes após vitória sobre Miesha Tate (Foto: John Locher / AP)

Amanda Nunes após vitória sobre Miesha Tate (Foto: John Locher / AP)

Em 30 de dezembro de 2016, após uma grande campanha de marketing sobre o retorno de Ronda Rousey, chegara o UFC 207.

Com uma concentração de impressionar, Ronda parecia estar melhor preparada que em sua última luta e entrou no octógono sem sorrisos e sem dar entrevistas. Já Amanda sabia que era a chance de sua vida e mesmo vaiada em sua entrada subiu no cage para marcar seu nome na história do UFC. No entanto, o que tinha tudo para ser um combate controlado por ambas as partes, não teve nada disso e a brasileira logo tratou de mostrar quem é a nova campeã de fato. Em apenas 48 segundos, após várias sequências de golpes desferidos no rosto da ex-campeã, Amanda a nocauteou e trouxe de volta o cinturão para o Brasil aos gritos de: “Esqueçam Ronda Rousey”.

 

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: http://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: http://on.fb.me/18HEkvH

Sem Comentários

Responder

*

*