NA REDE DA NOSTALGIA: Bye Bye, PRIDE! Dez anos sem o PRIDE FC.

NA REDE DA NOSTALGIA: Bye bye, PRIDE! Há exatos 10 anos, o PRIDE realizava seu último evento

O PRIDE 34 foi o canto do cisne da organização de Nobuyuki Sakakibara e o lendário evento encerrou suas atividades após ser adquirido pela Zuffa em 2007
(Foto: Venum)

Hora de derramar aquele suor dos olhos e lembrar daquele evento que é considerado por muitos como o melhor de todos os tempos… Há exatos dez anos, o PRIDE FC realizava o ÚLTIMO evento de sua existência. No dia 08 de Abril de 2007, o PRIDE 34 acontecia na Saitama Super Arena lá no Japão e em seu card, grandes atletas da organização fariam parte do que seria o canto do cisne da organização.

No card, teríamos a presença de Wanderlei Silva e Maurício “Shogun” Rua mas nenhum deles foi liberado para lutar. A Comissão Atlética de Nevada impediu a participação de Wand por motivos médios mas caso Wand recebesse liberação de um médico JAPONÊS, poderia ser liberado pela NSAC… Shogun não participou por questões contratuais.

Pôster do PRIDE FC 34, que foi também utilizado para versões em DVD lançadas no Japão e nos EUA (Foto: Tapology)

No evento, o lendário Kazushi Sakuraba foi anunciado como participação especial e retornaria à organização, enfrentando Kiyoshi Tamura. Kazushi subiu no ringue e comunicou seu retorno ao PRIDE (havia a um ano atrás, assinado com a concorrente do evento: o Hero’s) e quis inicialmente enfrentar Wanderlei Silva mas aceitou o desafio de Tamura, mas tal luta nunca aconteceu pelo PRIDE.

Apesar dos “e ses” e das participações ilustres não concretizadas, o evento aconteceu. Não tivemos Wand, Shogun nem Sakuraba mas o card esteve repleto de grandes nomes como Eric “Butterbean” Esch, Wagner da Conceição Martins (“Zuluzinho”), Ricardo Arona, Gilbert Yvel, James Thompson, Don Frye, Kazuyuki Fujita, dentre muitos outros.

O lendário veterano Don Frye encara e intimida seu adversário James Thompson em seu confronto pelo PRIDE FC 34 (Foto: Susumu Nagao)

Nenhum combate deste evento passou do primeiro round e nenhuma foi para decisão dos juízes. Depois deste evento, a Zuffa (empresa que detinha direitos sobre o UFC, hoje pertencente à WME/IMG) adquiriu direitos sobre o PRIDE e, embora existisse intenção de realizar mais eventos, o na época presidente Dana White dizia ser difícil fazer negócios com as autoridades e organizadores japoneses, enterrando o PRIDE definitivamente.

O PRIDE é considerado até hoje por muitos fãs como a melhor organização de MMA da história, sempre citando o caráter nostálgico dos eventos, os nocautes espetaculares, os auges de lendas como Fedor Emelianenko, Wanderlei Silva, Rodrigo Minotauro, dentre outros, e dos combates repletos de golpes como tiro de meta e pisão, que eram permitidos no PRIDE.

Rameau Thierry Sokoudjou nocauteia Ricardo Arona no último evento do PRIDE FC (Foto: Tapology)

Em 2015, o ex-presidente do PRIDE Nobuyuki Sakakibara decidiu reviver os bons tempos de PRIDE e fundou o RIZIN Fighting Federation, buscando inclusive os atletas que já competiram no extinto PRIDE como Mirko “Cro Cop” Filipovic, Fedor Emelianenko, Kazushi Sakuraba e mais recentemente Heath Herring. O RIZIN mantém os mesmos parâmetros para lutas e torneios além dos mesmos formatos da célebre organização.

Confira como foi o último card do PRIDE FC, do evento PRIDE 34, que ocorreu na madrugada do dia 08 para o dia 09 de Abril de 2007 na Saitama Super Arena, em Saitama, no Japão. As lutas foram devidamente arbitradas pelo lendário juiz japonês Yuji Shimada e anunciada pela caricata Lenne Hardt. Os comentários ficaram a cargo de Stephen Quadros e o “El Guapo” Bas Rutten.

Eric “Butterbean” Esch derruba Wagner “Zuluzinho” Martins em duelo pelos superpesados do PRIDE FC 34 (Foto: Tapology)

PRIDE FC 34 – APR 08 2007

SAITAMA SUPER ARENA – SAITAMA, JAPAN

Pesados: Yoshihiro Nakao venceu Edson Drago – Finalização (chave cervical) – Round 1 – 9:51
Super-Pesados: Eric “Butterbean” Esch venceu Wagner “Zuluzinho” Martins – Finalização (americana) – Round 1 – 2:35
Médios: Makoto Takimoto venceu Zelg Galesic – Finalização (kimura) – Round 1 – 5:40
Pesados: Gilbert Yvel venceu Akira Shoji – Nocaute Técnico (socos) – Round 1 – 3:04
Pesados: James Thompson venceu Don Frye – Nocaute Técnico (socos) – Round 1 – 6:23
Leves: Shinya Aoki venceu Brian Lo-A-Njoe – Finalização (chave de braço) – Round 1 – 1:33
Meio-Pesados: Rameau Thierry Sokoudjou venceu Ricardo Arona – Nocaute (soco) – Round 1 – 1:59
Pesados: Jeff Monson venceu Kazuyuki Fujita – Finalização (mata-leão) – Round 1 – 6:47

 

IBlackbelt
Categorias
EspeciaisLutasMMAMMA InternacionalNa Rede da Nostalgia

Paulistano, São Paulino, baterista, perito em TI, fanático por lutas e viciado em games. Colunista e redator Nocaute Na Rede.
    Sem Comentários

    Responder

    *

    *

    RELACIONADO POR