Pós-Luta UFC 226: Miocic vs Cormier - Resumo, resultados e bônus

Pós-Luta UFC 226: Miocic vs Cormier – Resumo, resultados e bônus

Evento teve Daniel Cormier fazendo história na maior Organização de MMA do mundo; Paulo Borrachinha se mantém invicto no MMA após mais uma vitória por nocaute
Cormier conquista mais um cinturão do UFC e entra na galeria dos maiores de todos os tempos (Foto: Stephen R. Sylvanie/ USA Today Sports)

Na noite deste sábado,7, aconteceu o UFC 226: Miocic vs Cormier, diretamente de Las Vegas. O evento foi muito bom, onde podemos ver Daniel Cormier fazendo história ao bater Stipe Miocic, Anthony Pettis voltando finalmente a fazer uma boa apresentação, Khalil Rountree desbancando na trocação uma lenda das competições de striking e mais um nocaute de Paulo Borrachinha. Destaque ainda para o confronto entre os pesados Francis Ngannou x Derrick Lewis, luta que já pode ser considerada facilmente uma das piores da história do esporte. Confira o que de melhor aconteceu nas principais lutas de mais um bom evento do Ultimate

Árbitro percebe Miocic já apagado e separa o combate (Foto: Stephen R. Sylvanie/ USA Today Sports)

Na luta principal, uma superluta, um confronto entre campeões. Stipe Miocic, campeão dos pesados, colocou seu cinturão em jogo contra o campeão meio-pesado Daniel Cormier. Diferente dos lutadores que os antecederam, Miocic e Cormier passaram pouco tempo analisando a postura do oponente. A luta logo foi esquentando, os dois trocando socos na curta, entrando no grappling e depois tentando deixar socos na saída do grappling. Após a metade do round, os dois não pareciam muito se importar se seriam nocauteados ou não. Mãos baixas, rosto a mostra, troca de socos na curta distância. A chance de alguém cair logo no primeiro round era claríssima, e ela veio. Numa dessas troca de socos às claras, na franca, Cormier acertou um bom cruzadinho que pegou em cheio no queixo de Miocic e fez o campeão dos pesados ir a lona. Daí foi só o campeão meio-pesado acertar mais dois ou três socos no ‘ground and pound’. O árbitro separou a luta e deu vitória para Daniel Cormier aos 4:38 do primeiro round. Cormier agora entra no seleto grupo de lutadores que foram campeões em duas divisões diferentes do Ultimate. Apenas outros quatro antes dele conseguiram realizar tal façanha. Mais seleto ainda é o outro grupo que ‘DC’ entrou, o de lutadores com cinturão de duas categorias simultâneas da Organização. Apenas Conor McGregor (penas e leves) tinha conseguido tal feito. Daniel agora escreve seu nome de vez na história do esporte.

Lewis tentou pelo menos alguma coisa durante a luta, por menos que tenha tido êxito (Foto: Stephen R. Sylvanie/ USA Today Sports)

Na luta co-principal, um confronto entre dois pesos-pesados brutais prometia estremecer a arena em Las Vegas. Frente a frente estavam Francis ‘The Predator’ Ngannou x Derrick ‘The Black Beast’ Lewis. Os dois começaram se estudando bastante, algo normal quando se trata de dois lutadores pesados com mãos brutais que podem definir lutas com apenas um golpe. No entanto o duelo foi passando e o clima não esquentou como esperado, principalmente por conta do americano,que cercava bastante Lewis mas não atacava de fato.  A luta chegou a ser interrompida pelo árbitro central Herb Dean, que cobrou que os lutadores fossem um pouco menos apáticos. A torcida vaiou praticamente o combate inteiro por conta da postura medrosa dos dois lutadores. No final, por menor efetividade, Lewis acabou sendo premiado por pelo menos ter tentado buscar o combate, saindo vencedor por decisão unânime (29-28/29-28/30-27).

Mike Perry deixou um estrago no rosto de Paul Felder (Foto: Stephen R. Sylvanie/ USA Today Sports)

Na antepenúltima luta da noite, Mike Perry enfrentou Paul Felder pelos meio-médios. Com James Vick sendo mudado de combate e Yancy Medeiros tendo que sair do seu duelo, o UFC marcou a luta entre os dois há poucos dias do evento. Felder até começou bem, mas claramente mostrou desconforto na divisão acima da que ele está acostumado, leves, onde geralmente ele é maior, tem mais força e mais potência que seus adversários. Aos poucos Perry foi se soltando e começando a intimidar o adversário com seus golpes. No segundo round, Perry acertou um potente cruzado que pegou na lateral da cabeça, próximo a região do olho, e deixou um sangramento muito forte. A luta chegou a ser paralisada para atendimento médico. No restante, luta continuou com muita trocação, algumas tentativas frustradas de grappling e no fim vitória de Mike Perry por decisão dividida 29-28/28-29/29-28).

Final do primeiro round, Pettis começa a crescer e coloca Chiesa contra “as cordas (Foto: Stephen R. Sylvanie/ USA Today Sports)

Na segunda luta do card principal, os pesos-leves Anthony Pettis x Michael Chiesa estiveram frente a frente. A luta no entanto foi em peso-casado porque Chiesa ficou acima do peso da divisão. Logo no início, Chiesa pressionou, colocou pra baixo, quase foi finalizado numa guilhotina, mas conseguiu sair e trabalhou o ground and pound . No final do primeiro round, Chiesa começou a demonstrar cansaço e Pettis passou a crescer no duelo, acertando bons socos e chutes. No segundo round, a luta acabou indo parar no solo de novo, mas dessa vez Pettis aplicou o triângulo, não deixou brechas para o oponente fugir e venceu por finalização aos 0:52.

Khalil Rountree indo aplicar os golpes de misericórdia no ground and pound (Foto: Stephen R. Sylvanie/ USA Today Sports)

Na luta de abertura do card principal, um duelo entre meio-pesados. O ex-TUF Khalil Rountree Jr enfrentou um dos maiores nomes das competições de trocação, Gokhan Saki. O turco provocou bastante, tentou intimidar inclusive na encarada durante a pesagem cerimonial, mas Khalil deixou para responder dentro do ‘cage’. Quando Saki chutou embaixo, Khalil contra-atacou com um potente direto de canhota que explodiu no rosto, levando Gokhan à lona. Depois, foi só completar no ‘ground and pound’ e esperar o árbitro interromper o combate oficializando a vitória de Rountree por nocaute aos 1:36 do primeiro round.

O começo do fim para Uriah Hall (Foto: Stephen R. Sylvanie/ USA Today Sports)

Na última luta do card preliminar, o brasileiro Paulo Borrachinha foi o último dos brasileiros a entrar em ação. Ele enfrentou o “homem ambulância” Uriah Hall pela divisão peso-médio. Os dois lutadores não foram com tanta sede ao pote, principalmente Borrachinha, que sempre começa seus combates com ímpeto elevado. O brasileiro jogava bastante jab e tentava encontrar a distância também usando os chutes, principalmente com a perna da frente atingindo a linha de cintura do jamaicano. No segundo round, o ex-TUF Brasil parecia mais cansado, mas logo Hall também demonstrou que o gás já não estava dos melhores. E num momento de trocação franca na curta distância, Paulo Borrachinha levou a melhor, nocauteou o oponente aos 2:38 e se mantém invicto no MMA, agora cm 12 vitórias em 12 lutas.

 

RESULTADOS COMPLETOS UFC 226

Card Principal

Pesados: Daniel Cormier nocauteou Stipe Miocic aos 4:38 do 1º round;
Pesados: Derrick Lewis venceu Francis Ngannou por decisão unânime (29-28/29-28/30-27);
MeioMédios: Mike Perry venceu Paul Felder por decisão dividida (29-28/28-29/29-28);
PesoCasado: Anthony Pettis finalizou Michael Chiesa aos 0:52 do 2º round;
MeioPesados: Khalil Rountree nocauteou Gokhan Saki aos 1:36 do 1º round

Card Preliminar

Médios: Paulo Borrachinha nocauteou Uriah Hall aos 2:38 do 2º round;
Galos: Raphael Assunção venceu Rob Font por decisão unânime (triplo 30-27;
Leves: Drakkar Klose venceu Lando Vannata por decisão unânime (triplo 30-27);
Meio-Médios: Curtis Millender venceu Max Griffin por decisão unânime (triplo 29-28);
Leves: Dan Hooker nocauteou Gilbert Durinho aos 2:28 do 1º round;
PalhasFemininos: Emily Whitmire venceu Jamie Moyle por decisão unânime (triplo 29-28)

 

BÔNUS

Daniel Cormier, Anthony Pettis, Khalil Rountree e Paulo Borrachinha: US$ 50 mil para cada pelas performances da noite

Categorias
LutasMMAUFC

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede,; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral; MMA é uma paixão absurda; Praticante de MMA e muay thai; Crítico Social
Sem Comentários

Responder

*

*

1 + 15 =

RELACIONADO POR