Pós-Luta UFC Fight Night 135: Gaethje vs Vick - Resumo, resultados e bônus

Pós-Luta UFC Fight Night 135: Gaethje vs Vick – Resumo, resultados e bônus

Evento teve boas lutas e muitas polêmicas
Justin Gaethje comemora vitória por nocaute sobre desafeto James Vick (Foto: UFC)

Neste sábado, 25, aconteceu o UFC Fight Night 135: Gaethje vs Vick. O evento teve vários brasileiros, Justin Gaethje nocauteando de forma sensacional, Michael Johnson finalmente voltando a vencer, Angela Hill x Cortney Casey fazendo uma luta movimentada, Ellenberger perdendo mais uma vez, brasileiro “Daico Deus da Guerra” realizando uma excelente performance e o polêmico nocaute na luta entre Eryk Anders x Tim Williams. Confira agora o resumo das lutas do card principal, os resultados completos e os vencedores dos bônus da noite.

James Vick cai “apagado” após soco brutal e Gaethje vai lá só garantir a vitória (Foto: UFC)

Na luta principal do card, Justin Gaethje x James Vick chegaram com a promessa de fazer uma luta pra lá de empolgante devido a seus estilos. A luta começou como previsto, com Gaethje cercando, “caçando”, enquanto Vick tirava proveito de sua envergadura, movimentando bastante lateralmente, lançando golpes retos pra manter o oponente a distância. Não demorou muito e na primeira vez que Gaethje foi pra cima com ímpeto real, acertou um soco em cheio no queixo e conseguiu a vitória por nocaute aos 1:27 do 1º round. Após duas derrotas seguidas, ambas por nocaute, Gaethje voltou ao caminho das vitórias. James Vick, que tinha só 1 derrota em 14 lutas e vinha atualmente de 4 vitórias consecutivas, voltou a sentir o gosto ruim da derrota.

Johnson passou sufoco e quase foi finalizado no segundo round (Foto: UFC)

No ‘co-main event’, pelos penas, Michael Johnson enfrentou Andre Fili. Os dois fizeram um bom combate, com o primeiro round todo na trocação, com Fili acertando alguns chutes, seja na coxa, na linha de cintura ou até mesmo na guarda, enquanto Johnson acertou vários socos limpos no rosto do oponente. No segundo round, Fili derrubou bem o Johnson, pegou as costas e quase conseguiu finalizar com um mata-leão. Johnson conseguiu ficar de pé, acertou alguns socos no ‘ground and pound’, mas não demorou muito o round acabar. O terceiro round foi um pouco menos movimentado, mas ainda bom, sem quedas, um pouco de grappling na grade e a maior parte do tempo na trocação. No final, vitória de Michael ‘The Menace’ Johnson por decisão dividida (29-28/27-30/28-29). Michael Johnson volta a vencer após 3 derrotas consecutivas. O lutador tinha apenas 1 vitórias nas últimas 5 lutas. Por sua vez, Fili tem quebrada sua sequência de duas vitórias consecutivas.

As duas lutadoras tiveram pouca contundência, mas muita ação (Foto: UFC)

Na antepenúltima luta da noite, as meninas da divisão peso-palha, Angela Hill x Cortney Casey fizeram uma boa luta, cheia de movimentação e praticamente todo o tempo ficando na trocação. Casey até conseguiu derrubar uma ou duas vezes, mas rapidamente a oponente ficou de pé. Casey era maior e tinha mais ‘punch’, porém Hill tinha maior velocidade e técnica na área do ‘striking’. O combate foi todo com Angela movimentando, entrando, golpeando e saindo do raio de ação rapidamente, enquanto Casey buscava mais a contundência. No final, os juízes laterais marcaram a vitória de Cortney Casey por decisão unânime (30-27/28-29/29-28). Casey volta a vencer após a sequência de duas derrotas consecutivas, enquanto Angela soma agora a 3ª derrota em 5 disputadas no Ultimate.

Barberena castiga Ellenberger e garante o nocaute técnico (Foto: UFC)

No terceiro confronto do UFC Fight Night 135, os meio-médios Bryan Barberena x Jake Ellenberger ficaram frente a frente. O dois trocaram alguns socos, deram um chute ou outro, nada muito ameaçador ao oponente. E foram permanecendo dessa forma até que Barberena caminhou pra frente disparando vários golpes. Um desses socos acertou no queixo de Ellenberger, levando-o a knockdown. Ele até conseguiu levantar e resistir um pouco, mas acabou sendo novamente acertado e terminou por sofrer o nocaute técnico para Bryan Barberena aos 2:26 do 1º round. Barberena se recupera da derrota sofrida para Leon Edwards, enquanto Ellenberger chega a sua 9ª derrota nas 11 últimas lutas disputadas, sendo as 4 últimas consecutivas.

Moraga fica no chão e Deiveson comemora vitória (Foto: UFC)

No segundo combate do card principal, teve o último brasileiro a entrar em ação na noite. Pela categoria peso-mosca, o paraense Deiveson Figueiredo, o “Daico Deus da Guerra”, enfrentou um ex-desafiante ao cinturão da divisão, John Moraga. O clima entre os dois já era quente desde muito antes da luta e eles não deixaram a desejar. Não demorou muito tempo para que Deiveson jogasse o americano no solo. Moraga, mesmo por baixo, ameaçou quando tentou encaixar uma chave de tornozelo. Logo os dois ficaram de pé e o “pau cantou”. No segundo round, o brasileiro acertou uma cotovelada na curta distância e deu início ao fim de Moraga. O americano caiu, resistiu, ficou de pé, agarrou, mas acabou tomando um upper que o levou novamente a knockdown. Daí foi só “Daico” bater no ‘ground and pound’ e esperar o árbitro paralisar o combate, garantindo sua vitória por nocaute técnico aos 3:08 do 2º round. Deiveson chega a sua 15ª vitória em 15 lutas disputadas na carreira, sendo 4 delas pelo UFC. Por sua vez, Moraga volta a sentir o amargo sabor da derrota após 3 vitórias consecutivas.

O polêmico chute de Anders que levou Williams a nocaute (Foto: UFC)

Na primeira luta do card principal, pela divisão peso-médio, Eryk Anders enfrentou Tim Williams. Os dois fizeram um combate bem movimentado, com bastante trocação e vez ou outra alternando no grappling. O lance que definiu a luta foi pra lá de polêmico. Williams apoiou a mão no chão para não cair, mas nesse momento acabou levando um chute em cheio no rosto, que o levou ao chão. O árbitro encerrou a luta e a vitória foi dada para Anders por nocaute aos 4:41 do 3º round. Após sofrer a primeira derrota de sua carreira em sua última luta, para Lyoto Machida, Anders volta a vencer. Já Williams soma agora duas derrotas em duas lutas pelo UFC. O RH pode ser um caminho inevitável.

 

RESULTADOS UFC FIGHT NIGHT 135: GAETHJE vs VICK

Card Principal

Leves: Justin Gaethje nocauteou James Vick aos 1:27 do 1º round;
Penas: Michael Johnson venceu Andre Fili por decisão dividida (29-28/27-30/29-28);
PalhasFemininos: Cortney Casey venceu Angela Hill por decisão dividida (30-27/28-29/29-28);
Meio-Médios: Bryan Barberena nocauteou Jake Ellenberger aos 2:26 do 1º round;
Moscas: Deiveson Figueiredo nocauteou John Moraga aos 3:08 do 2º round;
Médios: Eryk Anders nocauteou Tim Williams aos 4:42 do 3º round;

Card Preliminar

MeioMédios: James Krause nocauteou Warlley Alves aos 2:28 do 2º round;
Galos: Cory Sandhagen nocauteou Iuri Marajó aos 1:01 do 2º round;
Médios: Andrew Sanchez venceu Markus Perez por decisão unânime (triplo 29-28);
MeioMédios: Mickey Gall finalizou George Sullivan aos 1:09 do 1º round;
MoscasFemininos: Joanne Calderwood finalizou Kalindra Faria aos 4:57 do 1º round;
Leves: Drew Dober venceu Jon Tuck por decisão unânime (30-27/30-26/30-26);
Galos: Rani Yahya finalizou Luke Sanders aos 1:31 do 1º round

 

BÔNUS

Cory Sandhagen vs Iuri Marajó – US$ 50 mil para cada pela “Luta da Noite”;

Justin Gaethje e Eryk Anders – US$ 50 mil para cada pelas “Performances da Noite”.

 

Categorias
LutasMMA InternacionalUFC

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede,; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral; MMA é uma paixão absurda; Praticante de MMA e muay thai; Crítico Social
Sem Comentários

Responder

*

*

4 × 1 =

RELACIONADO POR