Treinador pede salário de 15 milhões para que Nate Diaz enfrente Woodley no UFC 219 | Nocaute na Rede

Treinador pede salário de 15 milhões para que Nate Diaz enfrente Woodley no UFC 219

Evento acontece dia 30 de dezembro, em Las Vegas (EUA)
Richard Perez e Nate Diaz / Foto: Instagram

Ao que tudo indica, o Ultimate terá que abrir o bolso para que Nate Diaz enfrente Tyron Woodley no UFC 219.

Tudo por que o treinador de Diaz, Richard Perez, pediu um salário de 15 milhões de dólares (Cerca de 45 milhões de reais), para que seu pupilo lute pelo cinturão contra Tyron Woodley no fim do ano.

“O UFC não quer dar a grana para o Nate. Você sabe, por causa do que o Woodley está tentando fazer. Ele está tentando elevar o seu nome e quer lutar com os melhores, por isso ele quer enfrentar o Nate. Mas o UFC não quer pagar o Nate, então para que lutar contra ele? Podemos lutar contra o McGregor no lugar”, afirmou, antes sugerir que Nate deveria receber nada menos que 15 milhões de dólares (cerca de R$ 48,5 milhões) por sua próxima apresentação.

“Quinze milhões de dólares, fácil. Ele é uma estrela agora. O McGregor foi suspenso, não pode nem lutar no moento. E o Woodley está tentando lutar com todo mundo. Ele diz que o McGregor não quer enfrentá-lo, que o BJ Penn não quer enfrentá-lo. […] Ele tem o cinturão… E daí? O cinturão não significa mais nada. O que vale é quem você enfrentará se quiser fazer uma boa grana”, declarou.

Tradução: Sexto Round

Nate Diaz está sem lutar desde agosto de 2016, quando fez a revanche contra Conor McGregor, na qual ele foi derrotado por decisão majoritária.

Categorias
LutasMMA InternacionalUFC

Douglas Barcellos, gaúcho de Guaiba/RS.
Sem Comentários

Responder

*

*

um × 2 =

RELACIONADO POR