UFC 223 Parte 3: Rose Namajunas faz primeira defesa de cinturão em revanche contra Joanna Jedrzejczyk | Nocaute na Rede

UFC 223 Parte 3: Rose Namajunas faz primeira defesa de cinturão em revanche contra Joanna Jedrzejczyk

Disputa é pelo peso-palha e coloca frente a frente lutadoras com personalidades diferentes; cotas indicam equilíbrio
Rose Namajunas x Joanna Jedrzejczyk ufc 223
(Foto: Noah K. Murray-USA TODAY Sports)

O mundo do MMA espera ansiosamente pelo reencontro entre Rose Namajunas e Joanna Jedrzejczyk, que acontecerá neste sábado (07 de abril) pelo Ultimate Fighting Championship 223. O evento será no Barclays Center, no Brooklyn, em Nova Iorque. No Oddsshark.com as cotas indicam claro equilíbrio, colocando R$2,00 para vitória de Namajunas e R$1,91 em caso de triunfo de Joanna. Depois de analisarmos o evento separando em duas partes – na primeira com destaque para as lutas que vão esquentar para os principais confrontos e na segunda com as melhores lutas pré main event -, chegou a vez de levantarmos todos os dados para vocês apostarem nessa revanche.

(R$2,00) Rose Namajunas x Joanna Jedrzejczyk (R$1,91) – peso-palha (até 52kg); Palpite: Jedrzejczyk

A norte-americana Rose Namajunas surpreendeu ao conseguir tirar o cinturão da polonesa Joanna Jedrzejczyk no UFC 217, realizado em novembro. Na ocasião, Rose dominou a luta e venceu por nocaute ainda no primeiro round, consagrando-se campeão do peso-palha (até 52kg).

Esse foi o primeiro e único nocaute da carreira de Namajunas, que entrou muito concentrada e não entrou nas provocações pré-luta feitas por Joanna. Na verdade, a lutadora com ascendência lituana passou o carro e colocou fim ao reinado de cinco lutas da então campeã.

Entretanto, a moral da polonesa é tão grande que na revanche deste sábado (07 de abril) ela ainda é considerada a favorita para o confronto, segundo as cotas do Oddsshark.com. Sua vitória está rendendo R$1,91 contra R$2,00 da adversária. O motivo para isso é simples: em 15 lutas na carreira ela conquistou 14 vitórias.

Rose Namajunas Belt Cinturao

Rose Namajunas conquistou o cinturão peso-palha, no UFC 217, em cima de Joanna Jedrzejczyk (Foto: Sports Illustrated)

Seu estilo de luta usa e abusa das cotoveladas do muay-thai, tornando-a muito eficiente por causar diversos danos às adversárias. Outro ponto positivo para ela é sua envergadura, na qual sabe explorar muito bem. Joanna é uma das melhores lutadoras no jogo em pé, e muitos especialistas até a comparam com Cris Cyborg. Particularmente, acho um erro isso, mas enfim.

Das 15 lutas de Jedrzejczyk, quatro foram por nocaute, uma por finalização e nove por decisão dos juízes. É bom que se diga que as poucas vitórias por nocaute também acontecem porque no peso-palha (até 52kg) o peso da mão das lutadoras é bem menor, causando menos impacto nas oponentes. Por outro lado, os confrontos são sempre de muita velocidade e intensidade.

Namajunas tem 10 lutas em seu cartel e venceu em sete oportunidades. Seu estilo de luta prima mais pelo chão, tanto que ela ganhou cinco vezes por finalização. Por outro lado, ela nunca foi nocauteada. A atual dona do peso-palha é casca-grossa, no bom português.

Na primeira luta entre elas, Rose segurou uma pressão muito forte e conseguiu quebrar a banca. Inclusive, a encarada entre elas na pesagem foi muito marcante, mas Namajunas não esquentou a cabeça em momento algum. Com duas atletas de tão alto nível se enfrentando pela segunda vez, o que podemos esperar no co-main event do UFC 223, afinal?

Acho que dificilmente veremos um domínio na luta em pé como vimos no primeiro confronto. É bem provável que a luta seja muito estudada, com as duas atletas segurando um pouco na trocação. Isso porque a campeã quer manter seu status e não pode queimar etapas, ao passo que a desafiante sabe que essa pode ser sua última chance de conquistar o cinturão. Caso contrário, precisará entrar na fila novamente.

Pensando nisso, meu palpite no é de uma luta bastante nervosa com a norte-americana mais focada em encurtar a distância para tentar derrubar e trabalhar no jiu-jitsu. O problema dessa tática é que Jedrzejczyk pode se beneficiar para conectar suas excelentes cotoveladas. Isso é muito perigoso para a atual campeã.

rose-namajunas-vs-joanna-jedrzejczyk

Rose Namajunas venceu Joanna Jedrzejczyk por nocaute técnico aos 3m03s do R1, no UFC 217, dia 4 de novembro, em Nova York (EUA). (Foto: Noah K. Murray-USA TODAY Sports)

Em termos de agressividade, acho que a luta demorará a esquentar, mas também acho que para Rose repetir seu feito ela precisará se soltar mais e ir para cima. Nesse jogo de muito estudo, acredito que teremos pelo menos três rounds a serem disputados. Na minha concepção, Joanna é mais dominante e experiente, por isso, acho que ela tem tudo para ditar o ritmo da luta.

O fator psicológico não pode ficar de fora quando analisamos qualquer revanche. Se por um lado o(a) derrotado(a) da primeira luta pode ter sua confiança abalada, por outro ele(a) pode ter menos pressão, ao passo que a realidade exatamente oposta se encontra para quem venceu. A verdade é que por mais casca-grossa que Namajunas seja, ainda há muita desconfiança em torno dela.

Meu palpite no Oddsshark.com é de vitória e recuperação do cinturão para a polonesa Joanna Jedrzejczyk.

Cotas para o UFC 223:

(R$2,00) Rose Namajunas x Joanna Jedrzejczyk (R$1,91) – peso-palha (até 52kg); Palpite: Jedrzejczyk

(R$2,15) Renato “Moicano” Carneiro x Calvin Kattar (R$1,74) – peso-pena (até 65,7kg); Palpite: vitória de Moicano

(R$1,74) Michael Chiesa x Anthony Pettis (R$2,15) – peso-leve (até 70,3kg); Palpite: vitória de Pettis

(R$1,95) Paul Felder x Al Iaquinta (R$1,87) – peso-leve (até 70,3kg); Palpite: vitória Felder

(R$1,54) Karolina Kowalkiewicz x Felice Herrig (R$2,60) – peso-palha (até 52kg); Palpite: vitória de Kowalkievicz

(R$1,36) Ray Borg x Brandon Moreno (R$3,35) – peso-mosca (até 56,7kg); Palpite: vitória de Borg

(R$1,59) Joe Lauzon x Chris Gruetzemacher (R$2,50) – peso-leve (até 70,3kg); Palpite: vitória de Lauzon

Categorias
ApostasEspeciaisLutasMMA InternacionalUFC

Louco por MMA Internacional e Nacional. Owner do Nocaute na Rede e Redator dos sites RSEsporte.com e Torcedores.com."1% de chances SEMPRE confiante"
    Sem Comentários

    Responder

    *

    *

    vinte + seis =

    RELACIONADO POR