UFC 225: Whittaker vs Romero 2 - Resumo, resultados e bônus

UFC 225: Whittaker vs Romero 2 – Resumo, resultados e bônus

Whittaker e Romero fazem novamente uma lutaça; Colby mais uma vez cala torcida; Holm usa estrategia e vence de forma dominante
(Foto: Kamil Krzaczynski/ USA Today Sports)

Neste último sábado, 9, aconteceu o UFC 225: Whittaker vs Romero 2, diretamente do United Center em Chicago, Illinois, O evento trouxe a revanche entre o australiano Robert Whittaker, campeão da divisão peso-médio, e o cubano Yoel Romero. Na luta co-principal, Rafael dos Anjos enfrentou o americano Colvy Covington na disputa de cinturão interino da categoria meio-médio. Teve ainda a estrategista Holly Holm enfrentando a aguardada estreante Megan Anderson. Confira agora o resumo  das principais lutas desse grande evento do Ultimate.

Whittaker acerta bom golpe no oponente (Foto: Reprodução)

Na luta principal, mais uma vez tiveram frente a frente o australiano Robert Whittaker e o cubano Yoel Romero. A luta novamente seria válida pelo cinturão, como a primeira, mas o cubano não bateu o peso (ficou 90 gramas acima do limite) e assim acabou sendo multado em 20% da bolsa e fazendo com que a luta entre eles não tivesse mais o cinturão em jogo. Diferente da primeira luta, quando Romero tentou logo se impor de início e terminou sendo derrotado muito em função do preparo físico que não aguentou o ritmo intenso, dessa vez o cubano começou mais paradão, fechadinho, apenas buscando defender-se, achar o tempo para contragolpear com golpes de muita potência. Basicamente os dois primeiros rounds foram dessa forma. Somente no terceiro é que “Soldier of God” começou de fato a se soltar e buscar o duelo de forma mais intensa.

Desse terceiro round em diante a luta se tornou mais franca, com grandes golpes sendo aplicado por ambos. Whittaker acertou duros chutes no corpo do oponente, conectou muitos jabs que fizeram o olho do cubano ficar quase todo fechado. Por sua vez, Romero acertou verdadeiras “pedradas” que levaram Whittaker a knockdown em duas oportunidades, o australiano mostrou muita raça, muita vontade e resistiu aos grandes momentos do adversário. Após 5 rounds de um grande combate, Robert Whittaker saiu vencedor por decisão dividida (48-47/47-48/48-47).

Colby atacou com muita agressividade durante todo o confronto, muitas vezes indo de forma atabalhoada, mas que acabavam por conseguir o maior objetivo que era agarrar (Foto: Kamil Krzaczynski/ USA Today Sports)

No co-main event, Rafael os Anjos chegou pronto para fazer a história. Após se tornar o primeiro brasileiro a ser campeão peso-leve, o lutador buscava o mesmo feito nos meio-médios, além de entrar para o seleto grupo dos que conquistaram cinturões em duas categorias de peso diferente, grupo este qe hoje conta apenas com Randy Couture, BJ Penn, Conor McGregor e Georges St Pierre. O combate começou e do outro lado tinha um americano disposto a estragar o sonho de RdA, querendo mostrar que não é só o cara falastrão, que não é bom apenas nas provocações, mas também dentro do octógono.

Colby começou indo pra cima com tudo, trocando socos e entrando no grappling, buscando derrubar. No início até conseguiu dar duas ou três quedas, mas Rafael apenas batia no chão e já ficava de pé novamente. Depois disso, o americano tentou bastante, mas não conseguiu colocar o oponente no solo. Dos Anjos se mantinha muito bem, defendendo-se muito bem, acertando boas joelhadas na barriga enquanto ficavam nesse jogo agarrado na grade. O primeiro round acabou e o brasileiro estava muito bem, controlando a ímpeto do adversário. Mas aos poucos “o caldo foi entornando”, luta ficando quente e o Covington levando vantagem. Rafael andou muito para trás, aceito bastante o jogo de grade do americano, jogo enjoado de clinch, além de receber bons golpes na trocação mesmo sendo superior em tal quesito. No final, vitória do americano por decisão unânime (49-46/48-47/48-47) e título interino da divisão. Agora é só esperar a definição da data da luta entre ele e o campeão linear Tyron Woodley.

Holm impôs bastante esse jogo e trabalhou bastante o ground and pound (Foto: Reprodção/ MMA Fighting)

Na antepenúltima luta da noite, as meninas do peso-pena entraram em ação. Megan Anderson, ex-campeã do Invicta FC, fez sua estreia no Ultimate, sendo recepcionada logo por ninguém menos que a ex-campeã Holly Holm. Logo no primeiro momento de trocação, Megan usou bem sua maior envergadura e levou vantagem. Inteligentemente, Holm agarrou, colocou a oponente encostada na grade e começou a fazer esse jogo de grappling. Assim foi a tônica da luta. Mesmo sendo uma das maiores boxeadoras de todos os tempos, multicampeã na nobre arte, títulos no kickboxing e conhecida no MMA por sempre buscar a trocação, Holm não quis arriscar com uma adversária maior e fez esse jogo durante a luta toda, deixando sempre Anderson com as costa na grade ou derrubando e colcando-a com as costas no chão. Uma coisa que ficou muito clara no combate foi o quanto Megan se sente como um peixe fora d’água quando de costas para o chão e o quanto Holly também ainda é crua na “arte suave”, não conseguindo ou quem sabe até mesmo não querendo pegar por falta de confiança as várias oportunidades dada por Anderson. No final, vitória de Holly Holm de forma bem dominante por decisão unânime (30-27/30-26/30-26).

 

RESULTADOS COMPLETOS

Card Principal

PesoCasado: Robert Whittaker venceu Yoel Romero por decisão dividida (48-47/47-48/48-47);
MeiosMédios: Colby Covington venceu Rafael dos Anjos por decisão unânime (49-46/48-47/48-47);
PenasFemininos: Holly Holm venceu Megan Anderson por decisão unânime (30-27/30-26/30-26);
Pesados: Tai Tuivasa venceu Andrei Arlovski por decisão unânime (triplo 29-28);
Meios-Médios: Mike Jackson venceu CM Punk por decisão unânime (triplo 30-26)

Card Preliminar

Pesados: Curtis Blaydes nocauteou Alistair Overeem aos 2:56 do 3º round;
PalhasFemininos: Cláudia Gadelha venceu Carla Esparza por decisão dividida (29-28/28-29/29-28;
Penas: Mirsad Bektic veceu Ricardo Lamas por decisão dividida (29-28/28-29/30-27);
Pesados: Chris de la Rocha nocauteou Rashad Coulter por nocaute aos 3:53 do 2º round;
MeioPesados: Anthony Smith nocauteou Rashad Evans aos 0:53 do 1º round;
Moscas: Sergio Pettis venceu Joseph Benavidez por decisão dividida (29-28/2829/30-27);
Leves: Charles Oliveira finalizou Clay Guida aos 2:18 do primeiro round;
Penas: Dan Ige nocauteou Mike Santiago aos  0:50 do 1ª round

 

BÔNUS

Robert Whittaker: Premiado com US$ 100 mil pela “Luta da Noite”. Geralmente cada lutador recebe o valor de US$ 50 mil. No entanto, como Romero não bateu o peso, Whittaker recebeu o valor integral do prêmio.

Charles Oliveira e Curtis Blaydes – Cada um recebeu US$ 50 mil pelos prêmios de “Performance da Noite”

Categorias
LutasMMA InternacionalUFC

Pai do Marco Antônio, Praticante de muay thai e MMA, Graduando em radialismo, Editor chefe do Nocaute na Rede, Redator nas seções de MMA nacional e internacional, Instrutor de Trânsito.
Sem Comentários

Responder

*

*

11 − 7 =

RELACIONADO POR