UFC 227: Dillashaw e Johnson em um conto de duas categorias | Nocaute na Rede

UFC 227: Dillashaw e Johnson em um conto de duas categorias

Os campeões do UFC, TJ Dillashaw e Demetrious Johnson, estão enfrentando alguns rostos familiares no pôster oficial do UFC 227, que foi lançado recentemente
UFC 227
(Crédito: UFC via Facebook)

O UFC 227 foi chamado Dillashaw vs Garbrandt 2, não apenas porque o evento principal da noite é a revanche para o campeonato do peso galo, mas porque o campeão do peso mosca, Demetrious Johnson, também está dando uma revanche a seu contendor, o medalhista de ouro olímpico Henry Cejudo na luta co-estelar.

Dillashaw vs Garbrandt 2: A história de fundo

TJ Dillashaw derrotou Cody Garbrandt por Nocaute Técnico no segundo round, no UFC 217 em novembro 2017, em Nova York, vencendo o título de campeão de peso galo por mérito próprio, em um evento que o site Combate qualificou como histórico. Foi a primeira derrota da carreira profissional de Garbrandt e a sétima vitória de Dillashaw em oito lutas. Durante a conferência de imprensa realizada para confirmar Dillashaw vs Garbrandt 2, Dillashaw disse com um sorriso no rosto: “Eu amo ficar rico por bater Cody”, e ele pode estar jogando com as probabilidades a seu favor, porque em 23 de junho de 2018, ele é o favorito em Betway para vencer a luta, mas apenas por uma pequena diferença, já que as chances são de 55,6% para Dillashaw e 50% para Garbrandt. É importante mencionar que Dana White, presidente do UFC, entrou em contato com os dois lutadores para uma revanche no UFC 222 em março passado, mas Dillashaw, o campeão, recusou a oferta imediatamente porque disse que Garbrandt não estaria pronto para uma revanche, não tendo nada para trazer ao hexágono que ele não pudesse suportar. Nove meses após a vitória do Dillashaw, os dois lutadores devem estar mais que preparados para dar ao público uma demonstração de seu melhor desempenho dentro da jaula.

TJ Dillashaw

TJ Dillashaw via Facebook

UFC 227 e as lutas de possibilidades

No mesmo evento, o atual campeão do peso galo, TJ Dillashaw, espera encontrar Demetrious Johnson, que ele apontou como o próximo grande rival de sua carreira, já que Dillashaw também vai alinhar para o título do peso mosca de Johnson. A primeira luta de Johnson vs Cejudo foi em abril de 2016 no UFC 197, em Rio de Janeiro, e terminou dentro do primeiro round, com Johnson aterrissando um tiro de corpo incapacitante, que obrigou o árbitro a parar a luta em menos de três minutos do combate pelo título, como narrado pela ESPN. Essa foi a oitava defesa consecutiva do campeonato com sucesso para Johnson, uma sequência que se estendeu desde então para 11, tornando-se um recorde do UFC que vai ainda mais longe, caso Cejudo não melhorar seu nível de luta em agosto próximo. Esta é uma das razões pelas quais Dillashaw pretende se mudar para a divisão do peso mosca, caso ele vencer Garbrandt outra vez no UFC 227, para se tornar o lutador que terminou com o grande recorde de Johnson no UFC.

Mighty Mouse Johnson via Facebook

“Mighty Mouse” Johnson via Facebook

St-Pierre vs Diaz: A luta que não viu a luz no UFC 227

A emoção pelas chances de uma luta entre Georges St-Pierre e Nate Diaz no UFC 227 aumentou nos últimos meses, já que durante uma entrevista para um podcast, o próprio Dana White confirmou que o UFC estava tentando organizar um combate entre os dois lutadores, no que seria um grande retorno para ambos. St-Pierre, o histórico campeão canadense, cujo hiato começou após complicações médicas de colite ulcerativa, está fora dos ringues desde dezembro de 2017, e no caso de Nate Diaz, o ex-campeão dos leves não pisou no ringue desde sua derrota por decisão unânime contra Conor McGregor no UFC 202, em agosto de 2016, como relatado pela sporTV. O que vem como uma surpresa, é o fato de Nate Diaz estrelar como pai, desde que ele começou uma família com sua namorada de longa data, Misty Brown, e isso pode adicionar as razões pelas quais Dana White foi incapaz de organizar o que teria sido uma grande luta no UFC 227.

St-Pierre

Crédito: UFC Brasil via Facebook

Independentemente da luta que não deu certo, e dos combates que ainda estão por vir, o UFC 227 será um evento que vai atrair a atenção mundial para a cidade de Los Angeles, Califórnia, quando Dillashaw e Johnson defenderão seus campeonatos em suas revanches contra Garbrandt e Cejudo, em suas respectivas divisões de peso galo e peso mosca no sábado 4 de agosto de 2018.

Categorias
LutasMMA InternacionalUFC

Louco por MMA Internacional e Nacional. Owner do Nocaute na Rede e Redator dos sites RSEsporte.com e Torcedores.com."1% de chances SEMPRE confiante"
    Sem Comentários

    Responder

    *

    *

    2 × 3 =

    RELACIONADO POR