UFC Japão: St Preux vs Okami - Resumo, resultados e bônus

UFC Japão: St Preux vs Okami – Resumo, resultados e bônus

Evento não contou grandes nomes, mas teve muito bons combates e grandes performances individuais de alguns lutadores
Lutadores fizeram batalha sangrenta, digna da lendária Saitama Super Arena (Foto: USA Today Sports)

Na noite desta sexta feira, 22, aconteceu o UFC Fight Night 117 (UFC Japão): St Preux vs Okami.  Na luta principal tivemos o americano Ovince St Preux enfrentando o japonês Yushin Okami, substituto de último hora do brasileiro Maurício Shogun, que fora retirado do card devido a uma lesão. Tivemos ainda o ‘co-main event’ com duas brasileiras tops da divisão peso palha, Claudinha Gadelha x Jéssica ‘Bate-Estaca’ Andrade. O evento trouxe ainda o lendário japonês Takanori Gomi, o mito do kickboxer retornando ao MMA, Gokhan Saki, o excêntrico japonês Teruto Ishihara, além de mais brasileiros como Jussier Formiga e Luis HenriqueFrankestein‘. Confira agora o resumo com o que de melhor aconteceu em mais um bom evento do Ultimate.

Na luta principal, o descendente de haitianos, Ovince St Preux, enfrentou o japonês Yushin Okami, que fazia seu retorno à maior Organização de MMA. Logo no início do combate, Okami já atacou as pernas de St Preux buscando a queda, mas o americano se defendeu bem, pesou o corpo, e foi ajustando a posição. Ovince bateu um pouquinho na barriga, mas sem muita efetividade. Aos poucos foi ajustando sua já conhecida “especialidade da casa”, o ‘Von Flue Choke’, e de repente o árbitro separou o combate porque o japonês perdeu a consciência. Vitória rápida e tranquila de Ovince St Preux por finalização (Von Flue Choke) aos 1:50 do 1º round.

Americano conseguiu finalizar mais um oponente com a especialidade da casa, o von flue choke (Foto: Getty Images)

No ‘co-main event’ da noite, as brasileiras do peso palha feminino, Caudinha Gadelha x Jéssica Andrade fizeram um combate sensacional, sangrento e digno das grandes batalhas já travadas na lendária Saitama Super Arena. Teoricamente, o que se esperava era um confronto de ‘striker vs grappler’, mas na prática o confronto não foi bem assim. No início, Gadelha, bem mais técnica na trocação, foi levando vantagem, acertando os melhores golpes na adversária. Faltando pouco mais de 1 minuto para o final do round inicial, Jéssica se aproximou no ‘grappling’, Claudinha tentou encaixar uma guilhotina, não conseguiu a finalização e acabou caindo por baixo. Bate-Estaca então começou o castigo no ‘ground and pound’, que durou até o final do round. Nos 2 rounds seguintes, o que aconteceu foi um domínio amplo de Jéssica. Gadelha perdeu gás, força, velocidade, e assim foi levando atraso. Se no 1º round Gadelha deixou a oponente sangrando, nos outros dois foi ela quem acabou tendo mais sangue derramando. Socos potentes, arremessos incríveis, domínio total, e assim Jéssica Andrade acabou saindo vitoriosa por decisão unânime (30-25/30-26/30-27).

Após quase ser nocauteada no segundo round, Gadelha encaixou uma excelente guilhotina, mas o tempo acabou e a finalização não veio (Foto: Getty Images)

Na antepenúltima luta da noite, pelos pesos leves, o lendário japonês Takanori Gomi, ex-campeão do Pride, enfrentou o sul-coreano ‘Maestro’ Dong Hyun Kim. Gomi iniciou caminhando pra frente, buscando encurralar o oponente. Kim foi movimentando lateralmente, buscando encontrar a distância certa, e de repente entrou com um soco que acertou em cheio, levando o japonês a ‘knockdown‘. O juiz imediatamente interrompeu o duelo, dando a vitória ao ‘Maestro‘ por nocaute técnico aos 1:30 do 1º round. Infelizmente, com essa derrota, Gomi chegou à sua 5ª derrota em 6 lutas disputadas, sendo a 4ª de forma consecutiva.

Gomi é surpreendido por um direto não muito forte, mas suficiente para derrubar o lendário japonês (Foto: Getty Images)

Na 3ª luta do card principal da noite, o turco Gokhan Saki, uma das maiores lendas da história da trocação, retornou ao MMA, e enfrentando o brasileiro Henrique Frankestein. Antes do combate, o brasileiro declarou que partiria para a trocação e que buscaria o nocaute, e assim fez na luta. Saki mostrou seu altíssimo nível no ‘striking‘, dificilmente desperdiçando golpes, e quase conseguindo o nocaute rapidamente. Apesar do brasileiro chegar a estar semi-nocauteado, Saki foi na boa, para não ser surpreendido por um golpe surpresa. Henrique mostrou coração de guerreiro, resistiu aos potentes golpes, e fez a luta prosseguir. Quase no final do 1º round, o brasileiro acertou algumas joelhadas no ‘clinch‘, alguns outros golpes, e assim o turco balançou, sentindo claramente os golpes. E foi exatamente aí que entrou a diferença entre um cara já tão experiente nessa parte de trocação. Ao sentir o “cheiro de sangue”, ‘Frankestein’ foi pra cima com tudo, pra dar números finais ao confronto, mas de repente, acabou surpreendido por um soco do turco, e indo a nocaute aos 4:45 do 1º round. Excelente retorno de Saki ao MMA, que até então só tinha feito uma luta e saído derrotado. Por outro lado, o brasileiro corre risco inclusive de ser mandado embora, já que chegou a sua 4ª derrota consecutiva (1 finalização, 1 decisão unânime, 2 nocautes).

Após quase ser surpreendido, Saki nocauteou brutalmente o brasileiro com um soco (Foto: Getty Images)

Na segunda luta do card principal, pelos pesos penas, o japonês Teruto Ishihara enfrentou o filipino Rolando Dy. Logo no início do combate, Ishihara acertou um potente soco que levou o adversário a ‘knockdown‘. No chão, o japonês aplicou o ‘gound and pound’, com potentes socos e cotoveladas, e assim terminou o round inicial. Nos dois rounds seguintes, o confronto foi bem mais equilibrado, com bons golpes acertado por ambas as partes, os 2 mostrando bom queixo, aguentando fortes pancadas. No último round, o lutador filipino ainda chegou a perder 1 ponto por conta de ter acertado em 3 ocasiões golpes (joelhada e chutes) na região genital do adversário. No final, vitória de Teruto Ishihara por decisão unânime (28-27/28-27/29-27). Assim, o japonês pois fim à sua sequência negativa de duas derrotas consecutivas.

Ishihara quase levou oponente filipino a nocaute ainda no 1º round (Foto: Reprodução/ MMA Junkie)

Na luta de abertura do card principal, os pesos moscas Jussier Formiga x Ulka Sasaki duelaram. Os 2 fariam parte do preliminar, no entanto subiram para o card principal substituindo o combate entre Mizuto Hirota x Charles Rosa, que acabou “caindo”. Os 2 começaram na trocação, com Sasaki levando vantagem, e sem que Formiga, mesmo segurando a perna do japonês em alguns momentos, colocasse logo o combate para o solo, área onde ele é excelente. No entanto, não demorou muito para que o brasileiro entrasse nas pernas do adversário e colocasse o combate para o solo. Formiga foi batendo, não de forma tão contundente, mas suficiente para ir abrindo espaços e chegar até as costas. O brasileiro encaixou o mata-leão, Sasaki tentou resistir, mas acabou sendo pego justamente por seu golpe preferido. No final, vitória de Jussier Formiga por finalização (mata-leão) aos 4:30 do 1º round.

Jussier Formiga finaliza com a especialidade do rival, mata-leão (Foto: Reprodução/ MMA Junkie)

RESULTADOS DO UFC FIGHT NIGHT 117: ST PREUX vs OKAMI

Card Principal

Meio-Pesados: Ovince St Preux venceu Yushin Okami por finalização (von flue choke) aos 1:50 do 1º round;
Palhas Femininos: Jéssica Bate-Estaca venceu Claudinha Gadelha por decisão unânime (30-25/30-26/30-27);
Leves: Dong Hyun Kim venceu Takanori Gomi por nocaute técnico aos 1:30 do 1º round;
Meio-Pesados: Gokhan Saki venceu Henrique Frankestein por nocaute técnico aos 4:45 do 1º round;
Penas: Teruto Ishihara venceu Rolando Dy por decisão unânime (28-27/28-27/29-27).
Moscas: Jussier Formiga venceu Ulka Sasaki por finalização (mata-leão) aos 4:30 do 1º round;

Card Preliminar

Meio-Médios: Keita Nakamura venceu Alex Morono por decisão dividida (29-28/28-29/29-28);
Palhas Femininos: Syuri Kondo venceu Chan-Mi Jeon por decisão dividida (28-29/30-27/30-27);
Meio-Médios: Shinsho Anzai venceu Luke Jumeau por decisão unânime (29-28/29-28/30-27);
Meio-Médios: Daichi Abe venceu Hyun Gyu Lim por decisão unãnime (triplo 29-28)

BÔNUS 

Ovince St Preux e Gokhan Saki: US$ 50 mil cada pelas performances da noite

Claudinha Gadelha x Jessica Andrade: US$ 50 mil cada pela “Luta da Noite”

MENÇÃO HONROSA

Como destaque do card preliminar deste UFC Japão, citamos o combate entre o japonês Daichi Abe e o sul-coreano Hyun Gyu Lim. Os dois lutadores fizeram o combate não muito agressivo, mas mostraram mãos pesadas e queixos duros. Ambos acertaram socos muito fortes no rosto um do outro, mas se aguentavam. No último round, Lim até chegou a balançar um pouco, foi a ‘knockdown’, mas logo levantou e se recuperou. foi uma boa luta, com lutadores muito guerreiros, que com certeza agradou o público.

BOLA FORA

Geralmente o “bola fora” traz os juízes dos combates como grande vencedor. No entanto, sem erro dos árbitros no evento, sobrou para o japonês Yushin Okami, que deu mole demais no combate. Primeiro que Okami não é um excelente derrubador. Segundo que já tentou pular nas pernas de um oponente que tem boa base no wrestling. Terceiro que pulou nas pernas de OSP numa distância muito grande, totalmente sem noção da distância. Quarto que St Preux ficou por cima, nem acertou fortes socos pra chamar a atenção do adversário, telegrafou a posição que iria buscar a finalização, uma posição que o mundo inteiro sabe que é sua principal especialidade, e mesmo assim Okami não fez nada para tentar evitar que o oponente chegasse ao ponto. No final, acabou sendo “apagado” pelo forte ‘von flue choke’ do ex-desafiante ao cinturão meio-pesado.

IBlackbelt
Categorias
LutasMMA InternacionalUFC

Pai do Marco Antônio, praticante de muay thai e MMA, editor chefe do Nocaute na Rede, redator nas seções de MMA nacional e internacional, Instrutor de Trânsito.
Sem Comentários

Responder

*

*

RELACIONADO POR