UFC São Paulo: Brunson vs Machida - Prévia e palpites

UFC São Paulo: Brunson vs Machida – Prévia e palpites

Nos últimos eventos realizados no Brasil, os atletas locais que fizeram a luta principal não tiveram muita sorte. Belfort foi nocauteado em Fortaleza por Kelvin Gastelum, e José Aldo foi nocauteado por Max Holloway no Rio, perdendo assim seu cinturão.
Derek Brunson x Lyoto Machida na pesagem do UFC São Paulo (Foto: Reprodução)

Neste sábado, 28, acontece o UFC Fight Night 119: Brunson vs Machida, em São Paulo. O evento marca o retorno do Ultimate a São Paulo e de Lyoto Machida aos combates. O brasileiro foi suspenso por testar positivo no doping, e agora retorna já numa luta principal, no Brasil, enfrentando o perigoso americano Derek Brunson. O evento traz ainda mais 11 brasileiros, todos enfrentando estrangeiros. Confira agora a prévia com o que de melhor pode acontecer nas principais lutas da noite.

Na luta principal, o “dragão” Machida volta a pisar no ‘cage’ mais famoso do mundo após cerca de 1 ano e meio afastado por conta do doping. Antes mesmo do doping, Lyoto já vinha numa fase nada boa, tendo duas derrotas consecutivas, uma finalização para Luke Rockhold e um nocaute para Yoel Romero. Além de ter que superar o tempo de inatividade, terá que mostrar que aprendeu com os últimos resultados negativos, que superou essa fase ruim, e que realmente voltou pra buscar o cinturão que tanto almeja.

Depois de somar 5 vitórias consecutivas, sendo 4 nocautes em sequência, Derek Brunson caiu diante de Robert Whittaker, hoje campeão interino dos pesos médios, e também de Anderson Silva. Em sua última luta, em junho deste ano, nocauteou o australiano Dan Kelly, dando assim fim à sequência de maus resultados. Agora, Brunson busca de qualquer jeito sair vitorioso. Mesmo com Lyoto estando fora do ranking da divisão, uma vitória em cima de um ex-campeão pode fazer o americano subir na tabela, talvez até adentrando ao top 5 da categoria.

O combate pode marcar um confronto clássico de estilos entre ‘striker’ x ‘grappler’. Mas isso se cada um se mantiver em seus pontos fortes. O americano já mostrou em outras oportunidades que nem sempre gosta de ficar na zona de conforto, preferindo se arriscar. Por sua vez, Machida não vai sair de sua área preferida, a trocação. O brasileiro deve manter o jogo de muita movimentação e contragolpe. Aliás, esse jogo bem enjoado de Lyoto pode fazer com que Brunson acabe frustrado nas tentativas de quedas, indo de vez pra trocação. Nas bolsas de apostas, o pessoal anda botando fé que Derek não será uma boa visita, e acabará derrotando o dono da casa. No entanto, aqui  há fé que apesar de todo o tempo de inatividade, Lyoto tem as armas certas e perfeitas pra sair vitorioso, por decisão unânime dos juízes.

Os chutes são outra arma excelente, e que podem decidir a favor de Lyoto a qualquer momento (Foto: Reprodução)

Na luta co-principal, o lutador com o melhor jiu jitsu do MMA, Demian Maia, enfrenta o americano falastrão Colby Covington. Demian Maia já era perigoso nos pesos médios, mas após descer para os meio-médios é que se consolidou como um dos melhores do mundo em sua divisão. Aliando um jogo até previsível, mas que os oponentes não conseguiam parar de jeito nenhum, engrenou 7 vitórias consecutivas, maioria sobre alguns dos caras mais duros da divisão, e só foi parado pelo campeã o Tyron Woodley. No topo da divisão, vários lutadores se enfrentam em busca de um oportunidade para enfrentar o campeão, e Demian é aquele que, com todo respeito, tem a missão menos complicada. Uma vitória em solo brasileiro neste sábado pode dar a Maia uma nova chance de conquistar o tão sonhado cinturão.

Colby Covington é hoje o sétimo colocado da divisão, tendo apenas 1 derrota na carreira, e de lá pra cá já somando 4 vitórias consecutivas. Além de ser um até bom lutador, o americano também tem mostrado uma língua afiada, chegando a falar inclusive que Demian se aposentará após ser derrotado por ele.

Maia terá mais um oponente que nem de longe irá buscar uma luta no solo com ele. Covington, apesar de não ter tanta qualidade assim na área, com certeza tentará manter o duelo em pé, tentando se valer de seu wrestling de muito bom nível para não ser levado para águas profundas pelo brasileiro. Por sua vez, Maia com certeza buscará o jogo de sempre, aquele que como já citado, é até previsível, mas que praticamente ninguém consegue parar, o jogo de excelente mistura entre o jiu jitsu e o wrestling. Em terras internacionais, o favoritismo segundo as casas de apostas é de Covington, mas por aqui, a aposta é que Demian saia vitorioso por finalização ainda no 1º round.

Demian Maia x Colby Covington na encarada do UFC São Paulo (Foto: Jason Silva)

Na 3ª luta do card principal, um dos atletas mais queridos do público brasileiro na atualidade, Francisco Massaranduba, enfrenta o veteraníssimo e perigoso Jim Miller. Dentre todos os participantes, de todas as edições do TUF Brasil, Francisco Trinaldo é aquele que melhor se saiu dentro do Ultimate, pelo menos até o momento. o atleta da Evolução Thai engrenou uma sequência de 7 vitórias consecutivas, incluindo algumas memoráveis, como a sobre Ross Pearson, além dos  nocautes em cima do então invicto campeão do TUF Nations, Chad Laprise, e o perigosíssimo Paul Felder. Até que em sua última luta, no UFC Fortaleza, acabou sendo derrotado por Kevin Lee. Agora é hora de se reerguer, e voltar a brigar para adentrar ao top 15 dos pesos leves.

O oponente de Trinaldo na noite deste sábado será o perigoso veterano Jim Miller, atleta do UFC de longa data, que já não vive seus melhores dias, mas continua não sendo muito de desperdiçar a oportunidade de finalizar quando ela aparece. Depois de muito tempo entre os melhores da divisão, Miller viveu uma fase com apenas 1 vitória em 5 lutas. Mesmo com a fase ruim, ganhou um privilégio de poucos, o convite para lutar no épico UFC 200. Lutou, venceu o lendário Takanori Gomi por nocaute ainda no 1º round, e depois engrenou 3 vitórias consecutivas, inclusive na última, contra Thiago Pitbull, batendo o recorde de atleta com o maior número de vitórias na divisão até 70 kg (17). Nas últimas duas lutas, acabou voltando ao caminho das derrotas. Apesar de tanto tempo ativo, Miller tem apenas 34 anos, e espera sair vitorioso, mostrando a todos que ainda tem muita lenha pra queimar.

Miller sempre foi mais conhecido por sua afiadíssima técnica de jiu jitsu, mas ao longo do tempo foi evoluindo na trocação. Hoje tem um boxe até bem razoável, capaz de em determinados momentos dar trabalho para ‘strikers’ de alto calibre como Donald Cerrone e Dustin Poirier. Massaranduba tem uma qualidade razoável no jogo de solo, não sendo do mesmo nível de Miller, mas na trocação as coisas já se equilibram. O boxe do brasileiro talvez ainda seja um pouco abaixo do nível do oponente, no entanto Massaranduba se movimenta bem melhor, tem o gás mais em dia, varia melhor os socos, chutes, e algumas joelhadas no clinch após grudar o rival na grade. No final das contas, Miller parece ser melhor lutador, mas o brasileiro tem certas qualidades, citadas ali acima, que fazem com que aqui se aposte em sua vitória por decisão unânime dos juízes.

Francisco Massaranduba x Jim Miller no UFC São Paulo (Foto: Reprodução)

 

UFC Fight Night 119: Brunson vs Machida

28 de outubro, Ginásio Ibirapuera, São Paulo, São Paulo, Brasil

Card Principal

Médios: Derek Brunson x Lyoto Machida
MeioMédios: Demian Maia x Colby Covington
Galos: Pedro Munhoz x Rob Font
Leves: Francisco Massaranduba x Jim Miller
Médios: Thiago Marreta x Jack Hermansson
Galos: John Lineker x Marlon Vera

Card Preliminar

Meio-Médios: Vicente Luque x Niko Price
Médios: Cara de Sapato x Jack Marshmann
Leves: Hacran Dias x Jared Gordon
MeioMédios: Elizeu Capoeira x Max Griffin
Moscas: Deiveson Alcântara x Jarred Brooks
Pesados: Marcelo Golm x Christian Colombo

Categorias
LutasMMA InternacionalUFC

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede,; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral; MMA é uma paixão absurda; Praticante de MMA e muay thai; Crítico Social
Sem Comentários

Responder

*

*

10 + um =

RELACIONADO POR