Vinte e cinco anos da maior organização de MMA do planeta | Nocaute na Rede

Vinte e cinco anos da maior organização de MMA do planeta

No mês de aniversário do UFC, trazemos para vocês uma viagem no tempo passando por vários personagens que fizeram esse sonho se tornar possível
Logo do UFC (Foto: Everton Pereira/Nocaute na Rede)

Com essa matéria queremos levar até vocês, sem pretensão histórica, uma visão de como chegamos até aqui, tendo pontos interligados através do tempo entre personagens e fatos importantes.

Desse modo, começamos agora, uma viagem de 150 anos no tempo para contar a história da origem do UFC, através de dez personagens principais:

JIGORO KANO

Jigoro Kano (Fonte: Wikipédia)

Nascido em 1860 em Hyogo, Japão, Kano foi incentivado desde o início da vida a seguir carreira de diplomata ou político, no entanto preferiu o magistério.

Aos 16 anos, iniciou a prática em esportes como ginástica, remo e beisebol, mas esses eram esportes que exigiam muito de seu franzino porte. Depois de muito sofrer nas brigas escolares, decidiu estudar Jiu-Jitsu. Após intensos treinamentos e aprendizados com diferentes mestres, Jigoro criou sua própria escola, a Kodokan.

Para não relacionar diretamente sua academia e sua arte com o antigo Jujutsu, com o qual tinha pequenas divergências, adotou então o nome Judô e teve como primeiro aluno, aquele que se tornaria um grande amigo, Tsunejiro Tomita.

Tomita teve uma participação muito importante na história das arte marciais, principalmente por receber na Kodokan em 1894 e se tornar o primeiro mestre de ninguém menos que Mitsuyo Maeda, o Conde Koma.

 

 JOHN L SULLIVAN

John l Sullivan (Fonte: Wikipédia)

Dois anos antes do nascimento do criador do Judô, nascia John l Sullivan, posteriormente reconhecido como o primeiro campeão mundial pesos-pesados do Boxe moderno. Mas antes de contar sua história, devemos falar sobre a origem do Boxe.

O pugilato, que mais tarde daria espaço ao pugilismo, remete do século VIII a.C., tendo sua prática iniciada na Grécia Antiga. Séculos se passaram até chegarmos às Regras de Queensberry em 1865. Com intuito de fugir da clandestinidade, as novas regras acabaram por dar início ao Boxe moderno.

Sullivan, nascido em Boston, desde muito cedo já fazia trabalhos braçais para ajudar no sustento da família, o que pode ter lhe ajudado em sua força física, que mais tarde o ajudaria como pugilista.

Em 1878, John começou a se interessar pelo boxe e fez suas primeiras apresentações. Rapidamente se tornou conhecido e em 1882 derrotou Paddy Ryan, conquistando assim o título mundial dos pesos-pesados.

Considerado campeão desde 1885, ano em que as novas regras do boxe entraram em vigor, Sullivan se tornou uma lenda do boxe, talvez passando esse bastão somente para outro lutador anos mais tarde, Rocky Marciano.

 

MITSUYO MAEDA

Mitsuyo Maeda (Fonte: Wikipédia)

Apresentado a Tomita por Jigoro Kano, Maeda iniciou ali seus treinamentos nas artes marciais, até encabeçar a segunda geração da Kodokan.

Em 1903, por iniciativa do governo norte-americano, professores da academia de Kano, foram convidados a dar aulas nos EUA.

Maeda fez sua primeira viagem em 1904, iniciando assim um trabalho de implantação mundial do Judô.

Após dez anos viajando mundo afora, Mitsuyo chega ao Brasil. Com apresentações no Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Recife e São Luís, Maeda foi ganhando notoriedade até chegar em Belém em dezembro de 1915. Com desafios aceitos e destaques em jornais da cidade, o judoca foi se tornando popular e  decidiu se fixar em Belém a partir de 1917.

Nesse mesmo ano, em apresentação no Teatro da Paz, um garoto de apenas 14 anos, ficou impressionado com as técnicas que viu e decidiu aprender Judô, tratava-se de Carlos Gracie.

 

 

 

ROCKY MARCIANO

Rocky Marcianao (Fonte: Wikipédia)

Após a modernização e legalização do Boxe através dos anos, o esporte só cresceu e teve um grande aumento de fãs no mundo todo.

O título mais cobiçado e mais reconhecido, sempre foi sem dúvidas, o de pesos-pesados. Se há uma categoria que privilegia o nocaute, que é o ápice da arte, essa categoria é a mais pesada.

Inúmeros foram os campeões que se destacaram, mas Rocky foi além. Se aposentou invicto, sendo um dos únicos a conseguir este fato e se tornou uma verdadeira lenda do esporte.

Marciano nasceu em Massachusetts em 1923 e fez sua primeira luta profissional em 1947, conquistando o título mundial em 1952. Terminou sua carreira com 49 vitórias, destas, 43 por nocaute. Só veríamos algo tão impressionante, com o surgimento de Muhammad Ali.

 

HÉLIO GRACIE

Hélio Gracie (Fonte: Wikipédia)

Quando Carlos Gracie assistiu à apresentação de Conde Koma, jamais poderia imaginar que aquele dia mudaria o destino de sua família para sempre.

Aos 19 anos, Carlos se mudou para o Rio de Janeiro com sua família e após se aperfeiçoar nas técnicas de chão aprendidas no Judô, desenvolveu o Jiu-Jitsu Brasileiro, passando a dar aulas para seus irmãos.

Hélio Gracie, o menor dos irmãos, tinha uma frágil saúde e não podia treinar a arte marcial. Bom observador, Hélio aprendeu parte das técnicas mesmo sem a prática e anos mais tarde passou a também dar aulas de Jiu-Jitsu.

Devido a seu fraco porte, Hélio passou a aprimorar ainda mais suas técnicas, maximizando a alavanca e usando menos força para executá-las.

Seguindo os passos do irmão mais velho, o franzino professor se lançou na era dos desafios. Com intuito de divulgar sua arte, Hélio passou a lutar cada vez mais e vencendo seus adversários, mostrava a eficiência do Brazilian Jiu-Jitsu. Tempos depois, uma grande ideia faria com que o mundo todo conhecesse a arte marcial brasileira.

 

MUHAMMAD ALI

Muhammad Ali (Fonte: Wikipédia)

Sem dúvidas um dos maiores de todos os tempos e reconhecido por muitos, como o melhor. Ali nasceu Cassius Marcellus Clay Jr, em 1942 na cidade de Louisville, Kentucky, EUA e se transformou em Muhammad após se converter ao islamismo.

Polêmico e dono de uma personalidade jamais vista no mundo Boxe, Ali lutou contra o racismo e aliou política e esporte em várias de suas declarações. Mas, não há como negar sua influência no mundo das lutas. Ganhou seu primeiro título mundial dos pesados aos 22 anos e manteve-se invicto por mais sete anos até perder para Jon Frazier em março de 1971. Voltou a lutar no mesmo ano e obteve mais dez vitórias em sequência. Venceu Foreman em 1974, conquistando o cinturão dos pesados pela terceira vez, se eternizando na história do esporte. No entanto, nem tudo dura para sempre e em 1978 a derrota para Leon Spinks marcava o início do fim. Naquele dia, estava no Las Vegas Hilton, um garoto de nove anos que assistia pela primeira vez uma luta de Boxe e ajudaria a revolucionar o mundo das lutas, seu nome: Lorenzo Fertitta.

 

RORION GRACIE

rorion gracie

(Foto: Nocaute na Rede)

Filho mais velho de Hélio Gracie, Rorion aprendeu desde cedo a arte da família e logo começou a dar aulas. Viajou para os EUA pela primeira vez em 1969, retornando no ano seguinte. Voltou e se fixou de vez em 1978 na Califórnia, onde fez pequenos papéis em filmes e programas televisivos de ação.

Estabeleceu uma espécie de academia na garagem de sua casa e chamou pessoas que conheceu para aprender Jiu-Jitsu, era o início da expansão mundial da arte brasileira.

Em 1993, inspirado nos antigos desafios realizados pelos membros de sua família, Rorion se uniu a Art Davie e criou o UFC, colocando como representante do Jiu-Jitsu, seu irmão Royce Gracie.

 

LORENZO FERTITTA

Lorenzo Fertitta (Foto: mmafighting.com)

Um dos maiores nomes do UFC, nasceu em Las Vegas no ano de 1969.

Filho de Frank Fertitta Jr., empresário que iniciou sua carreira no ramo dos Cassinos, Lorenzo logo assumiu cargos executivos nos negócios do pai até se tornar vice-presidente da Fertitta Enterprises em 1991. No mesmo ano, se formou  em Administração de Empresas na Universidade de San Diego e se pós graduou dois anos depois na Universidade de Nova Iorque. Ainda em 1993, se tornou presidente e CEO da empresa da sua família até o ano de 2000. No ano seguinte, uma proposta de seu amigo de infância mudaria para sempre sua carreira e sua vida.

 

ROYCE GRACIE

Royce Gracie (Fonte: Wikipédia)

Escolhido para representar a Família Gracie e a arte suave na primeira edição do The Ultimate Fighting Championship, o mais novo dos filhos de Hélio, estreou no mundo das artes marciais mistas em 12 de outubro de 1993, naquele que mais tarde ficaria conhecido como UFC 1.

Com apenas oito participantes representando diferentes países, o primórdio do maior evento de MMA do mundo, entrou para história com bizarrices e ações amadoras dos organizadores. Mesmo assim, era o começo de uma nova era, de coragem e determinação de uma família que queria mostrar ao mundo a eficiência de sua arte.

Royce foi campeão quatro vezes seguidas do UFC e o Jiu-Jitsu rapidamente passou a ser mais conhecido mundo afora. O objetivo estava sendo cumprindo, mas manter uma organização daquele tamanho não era fácil. Com boicotes de estados americanos e uma considerável quantidade de políticos importantes contra as regras do evento, o UFC dos Gracies não resistiu e foi vendido para a recém criada Zuffa, empresa dos irmãos Fertitta. Era o fim de uma parte importante do mundo das lutas e início de algo ainda muito maior.

 

DANA WHITE

Dana White (Foto: MMA Weekly)

Dana ainda era empresário de Tito Ortiz e Chuck Liddell quando conversou com Bob Meyerwitz, proprietário do Semaphore Entertainment Group, a empresa que cuidava do UFC. Sabendo de sua intenção de vender o evento de lutas, White contactou seus amigos de infância, irmãos Fertitta e em 2001 o UFC estava sob nova direção, pelo valor de dois milhões de dólares.

Apesar do crescimento da popularidade sob a nova gerência, o Ultimate ainda acumulava dívidas, mesmo após três anos de compra.

Com o crescimento dos Reality Shows no início dos anos 2000, Dana tirou um coelho da cartola e uniu o útil ao agradável. Criou seu próprio Reality e com uma luta épica na final o UFC alavancou de vez, chegando ao ponto em que estamos hoje.

 

Categorias
Lutas

Mineiro de Ubá, praticante de caratê, e formado em Produção Multimídia. Fã de MMA desde 2005, editor da galeria dos Campeões do UFC e redator de MMA Internacional.
    Sem Comentários

    Responder

    *

    *

    5 × dois =

    RELACIONADO POR