Vitor Belfort encerra trilogia nocauteando Dan Henderson | Nocaute na Rede

Vitor Belfort encerra trilogia nocauteando Dan Henderson

O UFC Fight Night: Belfort x Henderson 3 foi recheado de emoções, desde a primeira até a última luta. No card preliminar, um show de finalizações. No principal, muitos...

O UFC Fight Night: Belfort x Henderson 3 foi recheado de emoções, desde a primeira até a última luta. No card preliminar, um show de finalizações. No principal, muitos nocautes e muita emoção por parte dos lutadores brasileiros. Sem contar o show da torcida, que incentivou todos os atletas locais. Confira os resultados e a análise das lutas do UFC Fight Night 77:

Luta principal: #4 Vitor Belfort x #11 Dan Henderson

Vitor Belfort acertou um belo chute de perna esquerda para nocautear Dan Henderson (Foto: UFC.com)

Vitor Belfort acertou um belo chute de perna esquerda para nocautear Dan Henderson (Foto: UFC.com)

Dizem que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar. Não foi isso que aconteceu com Dan Henderson. Há dois anos, ele foi nocauteado por Vitor Belfort, após tomar um chute na cabeça. E, depois de muito estudo, Vitor Belfort reescreveu a história e, novamente, nocauteou Hendo com um chute alto, no primeiro round – como foi na segunda vez que se encontraram. A luta foi muito estudada. Pouco contato, muitas fintas e ameaças de golpes. Por quase um minuto, Belfort e Henderson sequer se encostaram. E então Dan baixou a cabeça. Baixou o suficiente para que Vitor encaixasse seu chute poderoso de esquerda e o derrubasse. O brasileiro ainda encaixou mais alguns golpes no ground and pound até que Mario Yamazaki interrompesse o combate, dando fim a trilogia entre duas lendas do MMA. Com a vitória, Belfort se mantém entre os tops da divisão e continua seu caminho rumo a uma nova disputa de cinturão, que é o que, segundo o próprio Vitor, o que o UFC lhe prometeu. A vitoria rendeu para Vitor um dos bônus de performance da noite. Já para Henderson, o final de carreira está cada vez mais próximo. Aos 45 anos e com apenas mais uma luta no contrato, possivelmente não veremos mais o veterano ex-campeão do PRIDE e do Strikeforce na ativa por muito tempo. Resta saber o que o UFC tem em mente para Hendo e se ele ainda vai continuar lutando.

Co-Main event: #4 Glover Teixeira x #9 Patrick Cummins:

Glover e Cummins trocando golpes durante o combate (Foto: Sherdog.com)

Glover e Cummins trocando golpes durante o combate (Foto: Sherdog.com)

O duelo entre Glover Teixeira e Patrick Cummins era um dos mais esperados da noite. Era a volta de Glover ao Brasil desde sua derrota para Phil Davis. E de novo ele enfrentaria um excelente wrestler. Dessa vez, Patrick Cummins era o oponente. E Cummins começou a luta usando suas quedas, até conseguiu derrubar o brasileiro por três vezes e em todas, Glover fez a movimentação correta e se levantou. Em pé, a diferença da habilidade dos dois era evidente. Glover conectou muitos golpes, tantos que deixaram o americano tonto no final do primeiro round, sendo salvo pelo gongo. No segundo round, Glover pressionou um pouco mais e conseguiu a vitória por nocaute. Com a situação complicada que se encontra o topo da divisão dos meio-pesados, mesmo com a vitória convincente, o brasileiro ainda está longe de disputar o cinturão, mas vive boa fase com suas duas vitórias consecutivas, mas vai ter que esperar e lutar mais caso queira disputar o “ouro”.

#8 Thomas Almeida x Anthony Birchak

Thomas Almeida comemorou muito a vitória em sua cidade natal, São Paulo (Foto: Sherdog.com)

Thomas Almeida comemorou muito a vitória em sua cidade natal, São Paulo (Foto: Sherdog.com)

Disparada a luta mais esperada da noite. E as expectativas foram cumpridas – eu diria superadas. Anthony Birchak veio com a estratégia certa: Usou a movimentação para atrapalhar o jogo de Thominhas. Funcionou por um tempo, as suas saídas pelas laterais faziam com que ele tivesse bom ângulo para golpear.  Mas, depois de um tempo, Thomas Almeida tomou a ação do combate. Acertou golpes que deixaram o adversário tonto e, na metade do primeiro round, conseguiu um nocaute incrível, muito parecido com o nocaute que Lyoto Machida aplicou em Rashad Evans. A performance de Thomas lhe rendeu um dos bônus da noite e lhe coloca em uma posição ainda melhor dentro da categoria dos galos.

Outros destaques da noite:

Alex Cowboy acertou bons socos em seu oponente durante a luta (Foto: Sherdog.com)

Alex Cowboy acertou bons socos em seu oponente durante a luta (Foto: Sherdog.com)

Card cheio de brasileiros e cheio de destaques. Alex Cowboy foi brilhante desde que caminhou para o octógono até o último segundo de seu combate. São poucos os lutadores que são tão carismáticos quanto o atleta da TFT, que chegou cantando e dançando ao som de Gusttavo Lima. Dentro do Octógono, um jogo muito bem ajustado, especialmente na parte em pé. Golpes fortes, rápidos e com uma grande variedade de movimentos. Mostrando o quanto ele evoluiu desde sua primeira luta no UFC para cá. Seu adversário, Piotr Hallmann até teve alguns bons momentos no segundo round, quando usou a luta agarrada, mas no terceiro, o Cowboy usou sua mão pesada para nocautear o polonês e garantir um dos bônus da noite.

Thiago Tavares finalizou Clay Guida com uma justa guilhotina. (Foto: Sherdog.com)

Thiago Tavares finalizou Clay Guida com uma justa guilhotina. (Foto: Sherdog.com)

Outro que também garantiu bônus por performance foi Thiago Tavares. O catarinense conseguiu uma finalização relâmpago em cima de Clay Guida. O americano derrubou o brasileiro, mas deixou o pescoço exposto, e Thiago aproveitou para encaixar uma justa guilhotina que pôs fim ao combate antes do primeiro minuto. Thiago se recuperou da derrota sofrida para Brian Ortega e, com essa vitória, pode entrar no ranking da divisão dos penas.

Os destaques negativos foram as derrotas de Gilbert Durinho e Fábio Maldonado. Durinho foi dominado durante os três rounds e viu sua invencibilidade cair, ao ser derrotado por Rashid Magomedov. Já Maldonado também foi controlado por três rounds por Corey Anderson e perdeu por decisão dos juizes. Ambos deixaram o Octógono emocionados, choraram em suas entrevistas e prometeram dar a volta por cima em uma nova oportunidade.

Resultados do UFC Fight Night: Belfort x Henderson 3

Card Principal:
Peso-médio: #4 Vitor Belfort derrotou #11 Dan Henderson no Round 1 por nocaute
Peso meio-pesado: #4 Glover Teixeira derrotou #9 Patrick Cummins no Round 2 por TKO
Peso-galo: #8 Thomas Almeida derrotou Anthony Birchak no Round 1 por nocaute
Peso-leve: Alex Cowboy derrotou Piotr Hallmann no Round 3 por nocaute
Peso-leve: Rashid Magomedov derrotou Gilbert Durinho por decisão unânime
Peso meio-pesado: #14 Corey Anderson derrotou #12 Fábio Maldonado por decisão unânime

Card Preliminar:
Peso-leve: Gleison Tibau derrotou Abel Trujillo no Round 1 por finalização (mata-leão)
Peso-leve: Johnny Case derrotou Yan Cabral por decisão unânime
Peso-pena: Thiago Tavares derrotou #11 Clay Guida por finalização (guilhotina)
Peso-pena: Chas Skelly derrotou Kevin Souza no Round 2 por finalização (mata-leão)
Peso meio-médio: Viscardi Andrade derrotou Gasan Umalatov por decisão unâmime
Peso-galo: Jimmie Rivera derrotou Pedro Munhoz por decisão dividida
Peso-galo: Matheus Nicolau derrotou Bruno Korea no Round 3 por finalização (mata-leão)

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: http://on.fb.me/143Aqek
Curta Nocaute na Rede no Facebook: http://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por: Lucas Costa

Categorias
LutasMMA InternacionalUFC

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

4 × 4 =

RELACIONADO POR