Prévia e análise do UFC 197: Jones vs St Preux

Neste sábado, 23, acontece o UFC 197: Jones vs St Preux. Na luta principal, ex campeão meio pesado, Jon ‘bones’ Jones retorna ao octógono após ficar um tempo afastado,...

Neste sábado, 23, acontece o UFC 197: Jones vs St Preux. Na luta principal, ex campeão meio pesado, Jon ‘bones’ Jones retorna ao octógono após ficar um tempo afastado, e enfrenta o perigoso Ovince St Preux, um luta válida pelo cinturão interino da ‘light heavyweight’. No ‘co-main event’, Demetrious ‘mighty mouse’ Johnson coloca seu cinturão em jogo mais uma vez, agora contra o ex campeão olímpico de wrestling, Henry Cejudo. Tem ainda o combate que tem tudo para ganhar o prêmio de “Luta da Noite”, Anthony ‘showtime’ Pettis vs Edson Barboza, o talentoso campeão do TUF América Latina 1, Yair Rodriguez, a primeira campeã peso palha, Carla Esparza, fazendo sua primeira luta após perder o cinturão, enfrentando a brasileira Ju Thai, o campeão peso leve do TUF Brasil 4, Glaico França, e Marcos Pezão, semi finalista do TUF Brasil 3. Confira agora a prévia, análise e os palpites para mais um evento histórico da maior Organização de MMA do mundo.

JON JONES vs OVINCE ST PREUX



(Foto: Reprodução/ Combate)

(Foto: Reprodução/ Combate)

A última vez em que Jon Jones esteve no octógono foi no início de 2015, no UFC 182, o primeiro evento daquele ano, quando enfrentou e venceu Daniel Cormier, se mantendo então como o campeão da categoria. Após a luta, acabou sendo afastado do Organização por má conduta na vida pessoal, ter seu posto de campeão e cinturão retirado, Jon Jones finalmente vai fazer seu tão aguardado retorno. Inicialmente ele enfrentaria o campeão Daniel Cormier, atual campeão da categoria, no UFC 197. No entanto, DC acabou se lesionando nos treinamentos – algo que não é típico de Cormier, mas de sua equipe, AKA, sim – e com isso fora substituído por Ovince St Preux.

Em 9 lutas realizadas pelo Ultimate, St Preux venceu 7 e perdeu 2. Após ser finalizado por Glover Teixeira, venceu Rafael Feijão por decisão unânime, e estava tranquilamente em casa quando foi lhe apresentada a oportunidade de substituir Cormier e enfrentar Jon Jones, e de quebra, ainda valendo um cinturão interino. OSP não titubeou perante a oportunidade que ali se apresentava e confirmou presença no duelo.

ANÁLISE

Ovince St Preux mostra pelo cartel que é um lutador versátil, que sabe wrestling, sabe trocar e sabe finalizar. No entanto, não é muito bom em nenhuma delas. Por outro lado, seu adversário, Jon Jones, é uma fera talentosíssima, considerado o melhor lutador da atualidade e também, por muitos, já como um dos maiores de todos os tempos. Inteligência acima do normal, controle de distância excepcional, boa trocação, muito bom wrestling – principalmente defensivo – e se vacilar e o combate for para o chão, ele finaliza. Essa é o tamanho da encrenca que OSP terá que encarar daqui a pouco.

O que pode pesar em favor de Ovince é o seu ‘punch’  e o bom tempo de inatividade de ‘bones’ – algo em que sinceramente não acredito.

PALPITE: Jon Jones vence por decisão unãnime

DEMETRIOUS JOHNSON vs HENRY CEJUDO

(Foto: Reprodução/ Bleachrreport)

(Foto: Reprodução/ Bleachrreport)

No ‘co-main event’ da noite, o campeão peso mosca, Demetrious Johnson, enfrenta o campeão olímpico de wrestling de 2008, Henry Cejudo.

Demetrious Johnson já não tem mais o que provar na ‘flyweight’. O lutador já bateu todos os adversários que eram vistos com possibilidade de lhe vencer. Com 10 lutas de invencibilidade, ‘mighty mouse’ vai agora para sua 8ª defesa de cinturão, enfrentando um adversário recém chegado na categoria, e visto como a última esperança de alguém destronar o campeão.

Após ser campeão olímpico em 2008, Henry Cejudo não conseguiu índice para participar das Olimpíadas de Londres em 2012. Resolveu então partir para o MMA, e em 2013 fez sua estreia. Talvez nem o próprio Cejudo imaginasse que em apenas 3 anos já estaria disputando o cinturão da maior Organização de MMA do planeta, contra o considerado melhor p4p da atualidade, e ainda com a possibilidade de conseguir o feito de se tornar campeão ainda estando invicto.

ANÁLISE: Se por um lado, Henry Cejudo é um dos monstros do wrestling americano, do outro lado temos um lutador que já é digno de ‘Hall da Fama’ do UFC e tido também como um dos maiores da história do MMA. Cejudo tem um wrestling que nem precisamos comentar mediante ao feito conquistado por ele, a trocação tem ficado cada vez mais afiada , até tem um gás razoavelmente bom para 3 rounds e é cheio da agressividade. No entanto, a velocidade, a inteligência, o jogo pressão  e o gás espetacular para 5 rounds são “meros” detalhes que fazem Johnson até ficar confortável em certos momentos. Com esses “pequenos” detalhes, o campeão tem tudo para garantir mais uma vitória, até de forma confortável caso ela se estenda até os 2 últimos rounds.

PALPITE: Demetrious Johnson vence por decisão unânime

ANTHONY PETTIS vs EDSON BARBOZA

(Foto: Reprodução/ Bleachrreport)

(Foto: Reprodução/ Bleachrreport)

Mesmo com um evento em que haverá duas disputas de cinturão, a luta entre Anthony Pettis x Edson Barboza é uma das mais aguardadas da noite, e também tida até como provável vencedora do prêmio de “Luta da Noite”.

Anthony ‘showtime’ Pettis não vive o melhor momento da carreira. O lutador chegou ao Ultimate como campeão do WEC, e perdeu para Clay Guida logo na estreia. Daí em diante engrenou uma sequência de 5 vitórias consecutivas, quando conquistou o título peso leve do UFC e ainda defendeu o posto em uma oportunidade. No entanto, veio a luta contra Rafael dos Anjos, em 2015, onde foi dominado e perdeu o posto de campeão. Na sequência, já em 2016, foi derrotado novamente, agora por Eddie Alvarez, em luta que nem de longe lembrou o “bom e velho” Pettis. Foi a primeira vez que Pettis alcançou a marca de duas derrotas consecutivas. Agora ele busca vencer e recomeçar sua caminhada rumo a uma nova chance pelo cinturão.

Para enfrentar Pettis, Edson Barboza Jr foi o escolhido. O talentoso ‘striker’ brasileiro vive um dilema, a praticamente alternância entre vitórias e derrotas. Após ser derrotado por Donald Cerrone, engrenou duas vitórias e depois perdeu para Michael Johnson, venceu Paul Felder e perdeu a última para Tony Ferguson. O companheiro de equipe de Frankie Edgar busca agora voltar a vencer e iniciar de vez uma caminhada de sucesso rumo ao cinturão.

ANÁLISE: Neste duelo, temos dois trocadores de grande qualidade, mas cada um com seu estilo. Edson Barboza tem uma boa movimentação, bom gás, não fica parado na frente do oponente, e utiliza muito bem os chutes característicos da arte que é seu “carro chefe”, o muay thai, e usa muito o volume de golpes. Do outro lado, Pettis não se movimenta tanto, não tem o boxe tão afiado, mas a precisão nos chutes é única, seja com de esquerda ou de direita, seja nas costelas ou na cabeça. Na “arte suave”, ambos são faixa roxa, mas Pettis tem mostrado um jogo bem melhor quando colocado de costas para o chão. Esse, no entanto, é algo que provavelmente não irá ocorrer, uma luta de solo.

PALPITE: Edson Barboza por decisão unânime

(Foto: Divulgação/ UFC)

(Foto: Divulgação/ UFC)

UFC 197: Jones vs St Preux

23 de abril, MGM Grand Garden Arena, Las Vegas, Nevada, EUA

CARD PRINCIPAL

Meio Pesados: Jon Jones x Ovince St Preux
Moscas: Demetrious Johnson x Henry Cejudo
Leves: Anthony Pettis x Edson Barboza
Médios: Robert Whitakker x Rafael Natal
Penas: Yair Rodriguez x Andre Fili

CARD PRELIMINAR

Moscas: Sergio Pettis x Chris Kelades
Meio Médios: Danny Roberts x Dominique Steele
Palhas Femininos: Carla Esparza x Juliana Lima
Leves: Glaico França x James Vick
Pesados: Walt Harris x Cody East
Meio Pesados: Marcos Pezão x Clint Hester
Leves: Efrain Escudero x Kevin Lee

 Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek
Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH



Categorias
LutasMMA InternacionalUFC

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede,; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral; MMA é uma paixão absurda; Praticante de MMA e muay thai; Crítico Social
Sem Comentários

Responder

*

*

três × um =

RELACIONADO POR