A caminho do UFC 198: com Fabricio Werdum

O gaúcho de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, é o atual campeão dos pesos pesados do UFC e o quarto colocado no ranking peso por peso. O atleta...
(Foto: Reprodução/ Instagram)

O gaúcho de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, é o atual campeão dos pesos pesados do UFC e o quarto colocado no ranking peso por peso. O atleta tem como base a arte suave, a qual possuí o 2º dan da faixa preta e onde foi duas vezes campeão mundial de Jiu Jitsu.

O “Vai Cavalo“, como é conhecido Werdum, foi o primeiro homem a finalizar o maior peso pesado da história do MMA, o russo Fedor Emelianenko. Fabricio já passou pelos eventos: Pride, Strikeforce e Jungle Fight, onde construiu o excelente cartel de 27 lutas, 21 vitórias (11 finalizações e 6 nocautes) e apenas 5 derrotas.

A batalha contra o "imperador" russo (Foto: Esther Lin/Strikeforce)

A batalha contra o “imperador” russo (Foto: Esther Lin/Strikeforce)

E neste sábado (14), o gaúcho terá pela frente a sua primeira defesa de cinturão. O confronto contra o croata-americano, Stipe Miocic, será na Arena da Baixada, em Curitiba/PR, para mais de 40 mil pessoas, no maior evento do UFC já realizado no Brasil. E como eu já falei aqui estes dias, a Rede Globo fará a transmissão AO VIVO das últimas 5 lutas do evento.

E nós do Nocaute na Rede, temos o prazer de trazer aqui hoje essa fera, esse carismático e exemplo de atleta, Fabricio Werdum.

Sobre a preparação para a luta, Werdum comenta:

“A preparação foi perfeita, recuperei minhas lesões e esse camp não teve nenhum contra tempo. Treinei o Muay Thai e o MMA na Kings e o Jiu Jitsu com o Cobrinha, como venho fazendo em minha últimas lutas.

Quem acompanha MMA diariamente e tem contato direto com lutador percebe que hoje em dia está ficando cada vez mais comum os lutadores de uma equipe ajudarem outros lutadores de outras equipes, um exemplo foi a ajuda do atleta da Team Nogueira, Jonas Bilharinho, que ajudou José Aldo, da Nova União, para a sua preparação para o duelo contra McGregor. Com base nisso, Werdum explica:

Estou treinando com a Kings e com o Cobrinha, nossa equipe está bem focada e completa, mas sempre vem gente boa nos visitar!

Sem abrir o jogo, Werdum não deixa brechas para a estrategia do duelo contra Miocic, e fala:

Vamos esperar a luta para depois contar os segredos (risos). Posso dizer que nosso time fez o papel certinho, nosso dever de casa esta feito e estamos prontos para o dia 14.

A respeito do seu adversário no sábado, Stipe Miocic ex-campeão do Golden Gloves e da primeira divisão do NCAA Wrestling, Werdum ressalta o cuidado de enfrentar qualquer oponente:

Miocic é um atleta muito dito, vem mostrando isso em suas ultimas lutas, mas eu como campeão tenho obrigação de estar pronto para enfrentar os maiores desafios e manter meu cinturão. O cinturão é do Brasil e vai ficar com a gente.

E ainda responde se Miocic tem um jogo mais complicado que o do ex-campeão e americano, Cain Velasquez.

Todos os atletas que se credenciam para lutar pelo cinturão merecem respeito, são oponentes diferentes mas com certeza os dois são grandes desafios.

Werdum vs Velasquez

A conquista do cinturão, diante de Cain Velasquez (Foto: Manuel Velasquez/STR)

Mudando um pouco o foco, Werdum responde uma pergunta que é dúvida de muitos torcedores gremistas. Se ele realmente fretou dois ônibus para levar a torcida gremista ao estádio e qual foi o maior empecilho para esta defesa de cinturão não ocorrer na Arena do Grêmio.

Verdade, havíamos fretado 2 ônibus para levar a torcida, no entanto, por motivos de segurança e logística, não vai ser possível realizar esse meu desejo. Ainda quero defender meu cinturão na arena, mas depende de muitos fatores, desta vez tivemos até uma conversa com o pessoal da arena mas ainda não foi dessa vez.

Após muitas e muitas especulações, o UFC marcou uma edição em um estádio. O palco será o estádio do Clube Atlético Paranaense, a Arena da Baixada, no lugar perfeito, a terra e a cidade que respira MMA, Curitiba. Falta 1 dia para este feito ser realizado, mais de 40 mil pessoas gritando “Uh Vai Morrer!”, e Werdum estará lá, no main event, uma responsabilidade e tanto. Sobre o sentimento e nervosismo, Fabricio Werdum declara:

É um sentimento de muita alegria e realização. Liderar um card cheio de lendas e idolos do esporte, dentro do nosso país é um motivo de muito orgulho. Estamos prontos e vamos escrever mais esse capítulo na história do nosso esporte. Obrigado a todo mundo que vem nos mandando muita energia positiva e que vai estar na arena com a gente. Será uma noite histórica para o esporte brasileiro.

E para finalizar, a pergunta que não quer calar, vai finalizar ou nocautear?

Vou entrar para ganhar, seja aonde for e a forma que for. O cinturão é nosso! Aqui não! Uh é Vai Cavalo!

Abraço a toda galera do sul, conto com a torcida de todos!

Siga o Grupo MundoMMA no Facebookhttps://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook
https://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por Renan Assunção



Categorias
EntrevistasEspeciaisLutasMMA InternacionalUFC

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

dois + 2 =

RELACIONADO POR