A reviravolta na carreira de Fabricio Werdum

A caminhada do brasileiro Fabricio Werdum, até o título do UFC, não foi nada fácil. Depois de ser derrotado por Junior Ciano em 2008, Werdum acabou sendo cortado do...

A caminhada do brasileiro Fabricio Werdum, até o título do UFC, não foi nada fácil. Depois de ser derrotado por Junior Ciano em 2008, Werdum acabou sendo cortado do Ultimate.

Getty Images

Getty Images

Após a demissão, Fabricio Werdum foi para o Strike force, onde fez apenas 4 lutas, com 3 vitórias e 1 derrota. Mas também foi pela organização, que ele conseguiu uma vitórias mais importantes de sua carreira, contra o lendário Fedor Emelianenko. Com bom desempenho no Strikeforce, Werdum teve sua chance de voltar ao Ultimate. E as coisas começaram a mudar na carreira do gaúcho.



Em sua reestréia, ele dominou Roy Nelson, mas mais importante do que a vitória, foi sua visível evolução como lutador. Na sequência, ele venceu Mike Russow e outra lenda, Rodrigo Minotauro. Com 3 vitórias seguidas, o brasileiro lutaria contra Travis Browne, pela vaga de desafiante número 1 ao cinturão.

Werdum entrou como azarão nas bolsas de apostas, muito pelo bom momento que Browne vivia. Mas no combate, Werdum mostrou que estava em franca evolução, e com uma exibição impecável, principalmente na trocação, ele venceu todos os 5 rounds da luta. Com essa atuação magistral, Werdum iria disputar o cinturão dos pesados do UFC, contra Cain Velasquez.

Faltando alguns dias para a luta, Velasquez se machucou e foi substituído por Mark Hunt. Com isso, a luta valeu cinturão interino. Depois de um 1º round ruim, Werdum mostrou no 2º round, que não é só um lutador de jiu-jitsu, e com uma joelhada brutal, nocauteou um dos melhores strikers da categoria, se tornando campeão interino. Mesmo com título, ainda faltava algo, o cinturão linear.

Depois de muitos meses, finalmente Werdum estava cara a cara com melhor peso pesado do mundo até então. Novamente como azarão, Werdum mais uma vez surpreendeu o mundo. Com uma atuação dominante novamente,sendo melhor em pé e no chão, o brasileiro conseguiu o que ninguém havia feito, finalizar Cain Velasquez, calando o público mexicano. 

Com essa vitória, ele consagrava um trabalho de anos, uma reviravolta sensacional de carreira, onde Werdum mostrou que quando um lutador quer evoluir, ele consegue. Agora o objetivo do brasileiro é se tornar o melhor peso pesado da história, e ele já mostrou, que nunca pode se duvidar dele.

UFC 198
14 de maio de 2016, em Curitiba (PR)
CARD PRINCIPAL (a partir de 23h de Brasília):
Peso-pesado: Fabricio Werdum x Stipe Miocic
Peso-médio: Ronaldo Jacaré x Vitor Belfort
Peso-casado (até 63,5kg): Cris Cyborg x Leslie Smith
Peso-meio-pesado: Mauricio Shogun x Corey Anderson
Peso-meio-médio: Warlley Alves x Bryan Barberena
CARD PRELIMINAR (a partir de 19h30 de Brasília):
Peso-meio-médio: Demian Maia x Matt Brown
Peso-médio: Thiago Marreta x Nate Marquardt
Peso-galo: John Lineker x Rob Font
Peso-meio-pesado: Rogério Minotouro x Patrick Cummins
Peso-leve: Francisco Massaranduba x Yancy Medeiros
Peso-meio-médio: Serginho Moraes x Luan Chagas
Peso-pena: Renato Moicano x Zubaira Tukhugov

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: 
https://on.fb.me/18HEkvH

                                                        Escrito por Douglas Barcellos

 



Categorias
Especiais

27 anos, gaúcho, bacharel em administração.
Sem Comentários

Responder

*

*

sete + dezoito =

RELACIONADO POR