Alistair Overeem e as várias fases de um campeão

Alistair Overeem nasceu em 17 de maio de 1980, em Hounslow, na Inglaterra. Ainda garoto, já morando na Holanda, seu irmão Valentijn Overeem levou-o para a academia. Aos 17...

Alistair Overeem nasceu em 17 de maio de 1980, em Hounslow, na Inglaterra. Ainda garoto, já morando na Holanda, seu irmão Valentijn Overeem levou-o para a academia. Aos 17 anos, Alistair fez sua primeira luta no kickboxing, sob as regras do K1. Aos 19 anos fez sua primeira luta de MMA e finalizou seu oponente com uma guilhotinha. Ali começava uma carreira de sucesso de “the reem”.

Overeem vs Struve (Foto: UFC)

Overeem vs Struve (Foto: UFC)

Lutou em eventos como o Rings, 2H2H (onde tornou-se campeão dos pesos médios), M1 e alcançou o cartel positivo de 10-3, até que finalmente ganhou uma chance no maior evento de MMA da época, o Pride. Por lá alcançou boas vitórias como as duas em cima de Vitor Belfort, mas também tornou-se vítima dos brasileiros, perdendo para Minotouro (2 vezes), Shogun (2 vezes), Ricardo Arona e Fabrício Werdum.



A grande fase de Overeem começou quando ele saiu do Pride e foi parar no Strikeforce, evento pelo qual se tornou o dono do cinturão inaugural dos pesos pesados, em 2007 e depois defendeu-o bem sucedidamente em 2010. Nesse mesmo ano, Overeem colocou de vez o seu nome na história, ao derrotar os mitos do kickboxing e do K1, Tyrone Spong (decisão), Gokhan Saki (TKO) e Peter Aerts (KO), tornando-se assim o primeiro lutador a ser campeão de um evento de MMA e do K1. Coroando o grande ano, “the reem” nocauteou Todd Duffee e ganhou o cinturão peso pesado do Dream.

Em 2011, o gigante holandês fez sua estréia no UFC, nocauteando o ex campeão dos pesos pesados, Brock Lesnar. Após um caso de doping, Alistair ficou afastado por um tempo e só voltou a lutar em 2013, no entanto ao retornar, os “bons ventos” não mais o acompanhavam. O holandês acabou sendo nocauteado por Antônio Pezão e na sequência de suas lutas, foi também nocauteado por Travis Browne, venceu Frank Mir, foi nocauteado por Ben Rothwell e em sua última luta nocauteou o outro gigante holandês, Stefan Struve.

Nesses longos anos a carreira de Overeem tem mudado de “face”, foi de um início promissor a uma época duvidosa no Pride, seguindo na sequência um período de glórias e de afirmações ao ganhar os cinturões do Strikeforce, do Dream e do K1, até chegar agora na fase mais difícil de sua longa carreira, sendo pego no doping e tendo no UFC um cartel de 3-3.

Ao chegar no UFC, Overeem era tido como um cara que chegaria para se tornar um campeão dominante, no entanto o tempo passou e hoje o período é apenas de incertezas. Nessa próxima luta, enfrentará um cara que é um dos lutadores com socos mais potentes entre todos do UFC, combinando isso com seu “queixo de vidro”, pode ser que “the reem” saia com mais uma derrota em seu cartel.

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebookhttps://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por Kaio Teixeira Lima



Categorias
Especiais

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede, sonha em seguir carreira na área esportiva; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral (principalmente MMA, futebol e basquete); Praticante de MMA e muay thai;
Sem Comentários

Responder

*

*

sete + dezenove =

RELACIONADO POR