Amanda Ribas revela motivação especial diante de mexicana no Jungle Fight

No último sábado (4), a peso palha Amanda Ribas (5-0) dominou a mexicana Tania Pereda na luta principal do Jungle Fight 79, disputado no Rio de Janeiro. A mineira...

No último sábado (4), a peso palha Amanda Ribas (5-0) dominou a mexicana Tania Pereda na luta principal do Jungle Fight 79, disputado no Rio de Janeiro. A mineira logo impôs seu jogo, derrubando a adversária e, no solo, dando um show de jiu-jítsu. A atleta da Nova União Varginha pegou as costas e, com 1 minuto e 16 segundos do primeiro round, finalizou sua rival com um mata-leão.

“Fiquei lembrando o tanto que treinei, o tanto que corri atrás para tentar bater o peso. Fiquei pensando como o meu pai e minha família batalharam para eu estar ali. E, como tinha dito antes, queria dar um show para o público. Por isso entrei muito motivada e fui com intenção de definir o combate o quanto antes. Felizmente, tudo deu certo e fui abençoada com a vitória”, revelou.



(Foto: Jungle Fight/Divulgação)

(Foto: Jungle Fight/Divulgação)

Ex-judoca, Amanda esteve próxima de ir para as Olimpíadas de Londres, em 2012, como sparring de Érika Mirando. Contudo, uma lesão no joelho a impediu de realizar este sonho. A mudança para o MMA ocorreu há um ano e meio atrás, após outra lesão e cirurgia no joelho da lutadora a afastar do judô. Com experiência prévia no jiu-jítsu e muay thai, a atleta de Varginha decidiu migrar para as artes marciais mistas. Pouco tempo depois de dedicação ao esporte, Ribas já venceu o título mundial de MMA amador, em 2014, em Las Vegas, além de ter feito o main event do Jungle Fight 79. A velocidade das conquistas na carreira surpreende a lutadora, contudo, ela quer manter o foco, pois ambiciona voos ainda mais altos.

“Não imaginava que pouco mais de um ano de MMA já teria conquistado tanta coisa. Está acontecendo tudo muito rápido e, graças a Deus, está dando tudo muito certo. Mas tenho que manter a calma, pensar em todos os treinos e competições. Tenho muitos sonhos ainda para realizar e não posso me impressionar com o que já conquistei”, disse.

Inicialmente o confronto era estipulado como disputa de cinturão do peso palha (até 52kg) do Jungle Fight. No entanto, Amanda Ribas não conseguiu bater o peso limite da categoria. Desta forma, apenas Tania Pereda, caso tivesse vencido, poderia ostentar o título da organização. Com o cinturão ainda vago, Amanda garante que ser campeã do evento é o próximo objetivo da carreira.

“Gostaria muito de ter a oportunidade de lutar pelo cinturão do Jungle. Quero muito esse título para minha carreira, sei o quanto ele é valioso e acrescenta para o currículo do lutador”, declarou a atleta.

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH



Categorias
LutasMMA Nacional

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

oito + 5 =

RELACIONADO POR