Anderson Silva e o sonho de representar o taekwondo nas Olimpíadas do Rio em 2016

Não é de hoje que Anderson Silva tem dito que sonha em representar o taekwondo brasileiro nas Olimpíadas de 2016. Embaixador do esporte desde 2013, o “Spider” dessa vez mandou...

Não é de hoje que Anderson Silva tem dito que sonha em representar o taekwondo brasileiro nas Olimpíadas de 2016Embaixador do esporte desde 2013, o “Spider” dessa vez mandou uma carta oficial endereçada a Carlos Fernandes, presidente da Federação Brasileira de Taekwondo.

Anderson Silva recebendo o título de embaixador do taekwondo brasileiro (Foto: Reprodução)

Anderson Silva recebendo o título de embaixador do taekwondo brasileiro (Foto: Reprodução)

Confira a carta na íntegra:



“Todos sabem que para um atleta de alto rendimento, os Jogos Olímpicos são o sonho de todo atleta e assim, não seria diferente comigo. Quando ganhei o título de embaixador do esporte pelo Presidente Carlos Fernandes, esse sentimento passou a ficar ainda mais forte e, sendo em meu país, esse espírito olímpico me deixou muito motivado. Será um imenso prazer fazer parte desse time de ouro e que tem uma instituição séria, comandada pelo presidente Carlos Fernandes que muito nos honra, juntamente com toda sua equipe. Sendo assim, deixo aqui registrada a minha vontade de representar o Taekwondo e o Brasil nos Jogos Olímpicos Rio 2016. Com toda minha estima, força e honra”.

O técnico da Seleção Brasileira de Taekwondo, Fernando Madureira, já declarou que caso Anderson queira realmente representar o taekwondo brasileiro nas Olimpíadas do Rio, terá que participar de todo o processo seletivo definido pela CBTKD (Confederação Brasileira de Taekwondo), vencendo todos os principais nomes da categoria +80.

“Ele vai ter que passar pelo processo seletivo. Já praticou taekwondo, tem boa qualidade física, histórico de luta muito bacana. Para ir para a Olimpíada, vai depender de entrar no sistema de seletiva nosso e ganhar dos caras”, declarou o treinador que fora informado pelo site da CBTKD sobre o pedido de Anderson de entrar na disputa por uma vaga.

Anderson aplica seu conhecimento de taekwondo em treino de MMA (Foto: Reprodução)

Anderson aplica seu conhecimento de taekwondo em treino de MMA (Foto: Reprodução)

A CBTKD tem sido muito rígida em seus critérios de seleção. Um bom exemplo disso é o caso que aconteceu com Guilherme Dias, bronze no mundial da modalidade em 2013 e considerado melhor do país em sua categoria. O atleta garantiu vaga para o Pan de Toronto. Duas semanas depois, não conseguiu bater o peso (68 kg) para disputar a seletiva da seleção brasileira e está fora do mundial.

“Ninguém vai abrir exceção por causa de nome. A gente vai seguir regras e critérios”, afirmou Fernando Madureira.

Para chegar a seleção brasileira, Anderson terá que vencer torneios menores, para assim ser chamado para a seletiva nacional. Entrando na seleção, o ex campeão do UFC terá que passar por duas ou três rodadas de lutas contra os melhores de sua categoria, contra atletas como Guilherme Félix (18º do ranking mundial), Maicon Andrade (vencedor da seletiva nacional) e Lucas Ferreira (brasileiro classificado para o Pan).

Por ser o país sede, o taekwondo brasileiro tem direito a 4 convites, que podem ser distribuídos para atletas que não conseguiram vagas através das vias normais. Anderson poderia se beneficiar de algum desses convites, mas ainda assim precisaria alcançar pelo menos a um dos critérios exigidos pela WTF (World Taekwondo Federation), até abril de 2016. 

Os critérios exigidos pela WTF são:

Ser medalhista de uma competição da WTF;
Chegar em algum momento entre os 20 melhores do ranking olímpico;
Ficar entre os 16 melhores do mundial;
Avançar até às quartas de finais do Pan Americano;
Ganhar o campeonato brasileiro.

O treinador da seleção brasileira, Fernando Madureira, apesar de tudo garante que ficou extremamente feliz com a notícia do interesse de Anderson em disputar a Olimpíada, especialmente pelo fator mídia que o lutador pode trazer para o esporte.

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebookhttps://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por Kaio Teixeira Lima



Categorias
Lutas

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede, sonha em seguir carreira na área esportiva; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral (principalmente MMA, futebol e basquete); Praticante de MMA e muay thai;
Sem Comentários

Responder

*

*

cinco × três =

RELACIONADO POR