Antônio Bastos Júnior busca vitória no Shooto 60 para ajudar a família e firmar-se no MMA profissional‏

Escalado para a 60ª edição do Shooto Brasil, marcada para este sábado (5), no ginásio do Hebraica, na Zona Sul do Rio de Janeiro, Antônio Bastos Júnior sonha em...
Antônio Bastos Júnior (Foto: Divulgação/Tatiana de Carvalho)

Antônio Bastos Júnior (Foto: Divulgação/Tatiana de Carvalho)

Escalado para a 60ª edição do Shooto Brasil, marcada para este sábado (5), no ginásio do Hebraica, na Zona Sul do Rio de Janeiro, Antônio Bastos Júnior sonha em engrenar de vez no MMA nacional. Dono de um cartel com três vitórias e uma derrota, Juninho, como é conhecido, possui uma vasta experiência na luta de solo. Faixa preta de luta livre e marrom de jiu-jitsu, o atleta, que hoje treina na Rio Fighters, retorna aos cages após aproximadamente um ano fora de ação. O meio-médio (77kg) vem de vitória sobre Matheus Barbosa, em novembro do ano passado, e encara Felipe Borges para provar que possui condições de lutar contra os melhores de seu peso dentro do Brasil.

Juninho sentiu na pele as dificuldades enfrentadas pelos lutadores no Brasil. Filho de um mecânico, ele chegou a dividir seu tempo entre treinamentos e a ajuda que dava ao seu pai na oficina da família. Mesmo com todos os percalços enfrentados, o atleta, que deu seus primeiros passos no MMA profissional na tradicional Brazilian Top Team, não esmorece e tem fé em um futuro próspero dentro da modalidade.



“Todos sabem que a vida de lutador não é fácil e a minha não é diferente. Vim muito cedo de Salvador para o Rio de Janeiro e sempre tive que me virar. Durante um tempo ajudei meu pai na oficina dele, mas as artes marciais sempre foram um “vício” e, por isso, resolvi me dedicar completamente ao MMA. Sonho em dar um futuro melhor para os meus pais e só vou conseguir isso me esforçando dentro do cage. Tenho a pretensão de vencer essa luta e engrenar mais alguns resultados positivos para, quem sabe, disputar eventos internacionais”, disse o lutador que durante muito tempo serviu como sparring para Rousimar Palhares, o Toquinho.

Auxiliado por atletas de peso para seu próximo compromisso, como Miltinho Vieira, Armando Sapinho e Adriano Capitulino, Juninho comentou sobre seu período de preparação para o combate. Além disso, ele fez questão de pregar respeito ao oponente e projetou um duelo complicado para o Shooto 60.

“Tive um mês para me preparar para esta luta. Agradeço bastante aos meus companheiros de treinamentos pela ajuda e me considero pronto para me apresentar bem. Sei que meu adversário também tem boas qualidades na luta agarrada e não espero uma luta fácil. Apesar disso, tenho confiança no meu potencial e venho trabalhando há bastante tempo para agarrar essa oportunidade”, concluiu o atleta de 29 anos.

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek
Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por: Lucas Costa

 



Categorias
LutasMMA Nacional

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

18 − nove =

RELACIONADO POR