Após cinco anos, ex-aluno de Rafael dos Anjos retorna ao MMA com nocaute no Shooto Brasil 64

Fiuri Ribeiro (5-1) ficou cinco anos longe do cage. No final de 2015, um retorno ao MMA estava ensaiado, porém foi frustrado, seu adversário desapareceu no dia da pesagem,...

Fiuri Ribeiro (5-1) ficou cinco anos longe do cage. No final de 2015, um retorno ao MMA estava ensaiado, porém foi frustrado, seu adversário desapareceu no dia da pesagem, estragando os planos do peso galo da Nova União. Contudo, a batalha do belo-horizontino estava apenas recomeçando. No último domingo (26), Fiuri retornou ao esporte que ama diante de Mário “Orelha” da Costa (3-3), da Relma Combat. No final do segundo round, após castigar o rival, Ribeiro conquistou o nocaute técnico. Uma coroação para a sua reestreia nas artes marciais mistas.

Fiuri

(Foto:Divulgação)

“Esse nocaute representa muitas coisas para mim. Tirou um peso das minhas costas. Muitos acharam que eu não voltaria a lutar, que eu não conseguiria e com isso eu sentia o peso da obrigação de provar as pessoas que eu nasci para isso, que voltaria ainda mais forte e que minha carreira não estava acabada como muitos pensavam. Agora, sim, posso dizer que estou de volta”, avaliou, completando na sequência:

“Lutei com um atleta duríssimo que valorizou muito minha vitória, minha luta foi muito elogiada e no maior evento de MMA da América do Sul. Em um card recheado de grandes atletas, qualquer elogio ou bonificação é elevada ao quadrado. Essa vitória prova que realmente estou de volta, mais sagaz do que antes e se alguém tinha dúvidas disso, acho que esse nocaute acabou com as incertezas. Estou de volta”, comemorou o mineiro.

Fiuri Ribeiro analisou o seu desempenho diante do atleta da Relma Combat. Para o lutador da Nova União, foi uma boa reestreia, mas ainda longe dos parâmetros que ele almeja chegar. O lutador garante que é questão de tempo para que evolua e seu nome esteja entre os principais do MMA brasileiro.

“Acho que devido ao tempo que estava sem lutar, foi muito bom, mas longe do eu quero. Tenho a plena consciência de que preciso evoluir muito em todos as áreas. Mas também sei que isso é questão de tempo. Trabalho duro todos os dias em busca dessa evolução. Estou na melhor academia de pesos leves do mundo e com os melhores treinadores, não tem como essa melhora não acontecer. Espero continuar evoluindo, e consolidar de vez meu nome nessa nova categoria. Esse é o próximo passo. Não vou pular etapas. Agora a meta e firmar meu nome no cenário nacional”, destacou.

Rafael e Fiuri

Rafael e Fiuri (Foto:Divulgação)

Fiuri teve Rafael dos Anjos, atual campeão peso leve do UFC, como um de seus professores no jiu-jítsu. O mineiro, inclusive, em 2011, foi sparring do campeão no Rio de Janeiro. Para o seu futuro no MMA, o Ribeiro espera um 2016 bem ativo, com, ao menos, mais duas lutas.

“Tenho que sentar e conversar com meus treinadores e empresário, mas quero fazer mais 2 lutas esse ano. Talvez em Setembro e Dezembro. Seria perfeito”, previu.

Siga o Grupo MundoMMA no Facebookhttps://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH



Categorias
LutasMMA Nacional

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

vinte − dez =

RELACIONADO POR