As 5 artes marciais mais diferentes que já passaram pelo UFC.

Criado em 1993, o UFC (Ultimate Fight Championship) por Rorion Gracie e pelo executivo Art Davie, o UFC tinha o propósito de promover lutas entre os diversos estilos de Artes...

Criado em 1993, o UFC (Ultimate Fight Championship) por Rorion Gracie e pelo executivo Art Davie, o UFC tinha o propósito de promover lutas entre os diversos estilos de Artes Marciais, dentro de um “Cage”, para determinar, em confrontos diretos, qual delas seria a mais eficiente. Várias artes conhecidas fizeram parte deste evento inicial, como o Judô, Wrestling e Karatê, assim como várias artes desconhecidas do público. Resolvemos listar algumas das mais diferentes. Confira!

SAFTA



“Scientific Aggressive Fighting Technologies of America,” (Tecnologias de Luta Cientificamente Agressivas da America) – SAFTA.

O que exatamente era SAFTA? Não ficou claro após ver a única aparição de Jon Hess no UFC 5. Menos ainda após ver Vitor Belfort nocauteá-lo em segundos.

Ver Hess atravessando o octógono, com a graciosidade de um elefante enfurecido, não tem nem um pingo de presença científica.

SAFTA não é uma arte ou uma luta esportiva. Requer uma agressividade que poucos tem, focando em chutes no saco e dedadas no olho ao invés da técnica. Certamente, é adequado para uma luta de vida ou morte, mas não em um evento esportivo. Hess, e seu sistema, era um sociopata no octógono, e certamente não os veremos novamente.

KUK SOOL WON

Kuk Sool Won é uma arte marcial coreana, que normalmente é praticada por coreanos pequenos e franzinos. Então, como é que esta arte chegou ao octógono através de Gary Goodridge? Gary queria lutar no evento e não conhecia nenhuma arte marcial. Treinou algumas semanas antes do evento, em 1996 e em sua biografia, não escondeu a verdade:

“Eu treinei Kuk Sool Won a poucas semanas da luta do UFC. Eu queria credenciais escritas no caso do UFC pedi-las, e o Sr. Lee me disse que pra tê-las eu teria que representar seu clube usando este gi durante a luta… eu não tenho problema em dizer a verdade; ele foi dado.”

NINJUTSU

É uma arte marcial que surgiu a partir da necessidade do emprego de espiões (Ninjas) durante o período medieval japonês (século VI). Consistia num conjunto de técnicas que capacitavam os agentes a agir em todas as situações num campo de batalha. Os ninjas são considerados os maiores assassinos da história, pelo menos nos filmes.

Como poderia esta arte marcial ser usada no octógono, onde sais não são permitidos e ao invés de shurikens você deverá usar seus socos e chutes? Não muito bem. O ninja Scott Morris foi trucidado no UFC 2 pelo kickboxer Pat Smith. Seu olho sangrando foi a prova disso. Não havia locais pra se seconder – no octogono, Morris estava sob a luz dos holofotes.

TRAP FIGHTING

Trap fighting (luta de aprisionamento) é uma variação do Wing Chun que enfatisa o clinch e o uso de joelhadas, cotoveladas e até mesmo cabeçadas. É uma arte da técnica – técnica que Paul Varelans nunca conseguiu mostrar por completo em suas idas ao UFC.

O sucesso de Varelans se deve por causa de seu tamanho imenso. Com 2,03 m de altura e 136 quilos, a única coisa que ele conseguia aprisionar eram calorias.

PIT FIGHTING

https://www.youtube.com/watch?v=u7UALL7m-ak

Não considerada como uma Arte Marcial. Apenas um disfarce usado por brigões de rua, que não dominam nenhum estilo real de luta possam se inscrever em torneios de MMA. Este estilo foi encabeçado e divulgado pelo lutador Tank Abbot, um dos mais populares dos Estados Unidos. Não obteve muito sucesso no UFC.

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por Bruno Carvalho



Categorias
Lutas

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

cinco × 2 =

RELACIONADO POR