Associação Mundial de MMA anuncia parceria inédita e plataforma mais competitiva para atletas.

A WMMAA anunciou que as Comissões de MMA do México e da Colômbia unirão forças para promover torneios nos dois países, visando dar uma plataforma maior e mais competitiva para os atletas.
(Foto: Tapology)

A WMMAA (World Mixed Martial Arts Association) anunciou que uma reunião realizada em Monte Carlo, em Mônaco, trará uma parceria entre dois países que promete uma plataforma melhor e mais competitiva para os atletas, além de promover diversos torneios e eventos para trazer atenção ao esporte. A COMEXAMM (Comissão Mexicana de MMA), através de seu presidente Hector Molina, fechou uma parceria com a FECODEAMM (Federação Colombiana de MMA) e seu presidente Jaime Arturo Peña para alavancar o MMA nestes países e prover uma plataforma melhor e de maior alcance para os atletas.

Os primeiros frutos desta parceria virão no dia 18 de Novembro, em um evento chamado Combato Extremo que será realizado em Monterrey, no México. Lutadores mexicanos e colombianos competirão entre si no evento que será realizado ao encargo de Ubaldo Marroquín e a parceria visa criar o “embrião” para um projeto fracassado no passado.



Para melhor entendimento, o WMMAA possui a Divisão Pan-Americana, que engloba todos os países das Américas do Norte, Sul e Central. Esta divisão planejava criar um campeonato pan-americano de MMA mas a Comissão Chilena de MMA desistiu de última hora, comprometendo a realização do evento, pois o Chile seria o país sede. A parceria firmada entre a COMEXAMM e a FECODEAMM visa criar o “embrião” para novos eventos e novos torneios e atletas colombianos e mexicanos que competiriam no Pan-Americano que havia sido planejado, terão a oportunidade de estar em ação.

Peças chave nesta parceria: Hector Molina, Jaime Peña e o presidente da Divisão Pan-Americana da WMMAA, Tomas Yu (Foto: MMA Uno Mexico)

Peças chave nesta parceria: Hector Molina, Jaime Peña e o presidente da Divisão Pan-Americana da WMMAA, Tomas Yu (Foto: MMA Uno Mexico)

Hector Molina vem sendo o principal responsável pela realização da parceria, atuando firmemente na COMEXAMM e na presidência do Comitê Regulatório da divisão Pan-Americana da WMMAA desde 2014. Molina está otimista e projeta expansão da parceria, principalmente na adesão de outros países no futuro. Além disso, a idéia é que os atletas recebam apoio e respaldo, tenham uma plataforma melhor para atuarem e tenham a melhor infraestrutura pra isso:

“Neste primeiro ano, estamos focados em identificar as melhores partes dos programas regulamentadores da WMMAA – suas pessoas, sistemas e processos – e integrar rapidamente e efetivamente todas estas partes em uma organização continental centralizada e fortalecida, visando obtenção de maiores, melhores, mais impactantes e mais úteis recursos e sistemas. Quando você merge múltiplas organizações, existem diferenças e divergências reais e que devem ser tratadas de acordo, sejam divergências culturais, de negócios ou até mesmo geográficas.

Partimos da premissa de que devemos contratar as melhores pessoas deste ramo, treiná-las muito bem e oferecer-lhes recursos e habilidades de primeiro mundo. Empoderaremos nossa força de trabalho para que sejam autônomos, tomem decisões inteligentes e, o mais importante, estabeleçam confiança. Esta confiança é o ponto crítico de nosso sucesso, pois quando empoderamos pessoas e confiamos nelas, elas querem tomar parte, querem absorver as responsabilidades, não apenas pelo resultado, mas pelo CAMINHO até o resultado.”

(Hector Molina, presidente da COMEXAMM e do Comitê Regulatório da divisão Pan-Americana da WMMAA)

 



Categorias
EspeciaisLutasMMAMMA InternacionalWMMA

Paulistano, São Paulino, baterista, perito em TI, fanático por lutas e viciado em games. Colunista e redator Nocaute Na Rede.
    Sem Comentários

    Responder

    *

    *

    um × 1 =

    RELACIONADO POR