Atleta gaúcho é criticado após ‘golpe baixo fantasma’ no Bellator 278

Apesar de queixas sobre suposto golpe ilegal, Fabrício Franco acabou derrotado por nocaute técnico após ser refutado por imagens do combate
Após reclamar de golpe ilegal, Fabrício Franco acabou derrotado por nocaute técnico (Foto: Reprodução/Youtube/Super Lutas)

O desfecho incomum do confronto entre brasileiros no card premilinar do Bellator 278 ainda ecoa na mídia especializada. O desempenho de Fabricio Franco no duelo contra Weber Almeida se tornou alvo de ironia e repulsa na comunidade do MMA após o evento da última sexta-feira (22), em Honolulu, no Havaí (EUA),

No primeiro round do confronto, válido pela categoria peso-pena, Franco acusou um golpe baixo aplicado por seu adversário. Porém, enquanto o árbitro abriu contagem de tempo para a recuperação do lutador, o replay mostrava que o chute de Weber atingiu a parte superior da coxa, e não a virilha, como alegou Fabrício. Comprovada a legalidade do golpe,  a luta resultou em vitória por nocaute técnico justamente para Almeida, discípulo de Lyoto Machida.



A revista ‘Tatame’ repercutiu o resultado: “Duelo entre brasileiros termina em ‘vexame’ e uso de replay para definir vencedor”, diz o título da matéria no site da publicação. Já o portal ‘MMA Junkie’ classificou o desfecho de “bizarrice” e enfatizou que agora esta é a segunda derrota seguida do gaúcho.

Nas redes sociais, “vergonha” e “vexame” foram alguns dos termos usados pelos fãs para descrever a atitude de Fabrício. “Atuação de elite pela parte de Franco”, ironizou no Twitter o perfil @FTB_VIDS, que repostou as imagens da luta.



Categorias
Lutas
Sem Comentários

Responder

*

*

5 + 13 =

RELACIONADO POR