Bobby Lashley e a importância de atletas como ele para o MMA

A montanha de músculos do Bellator, chamada Bobby Lashley vem se destacando dentro da segunda maior organização de MMA do mundo. Ele que está contratado desde 2014, já obteve...

A montanha de músculos do Bellator, chamada Bobby Lashley vem se destacando dentro da segunda maior organização de MMA do mundo. Ele que está contratado desde 2014, já obteve 100% de aproveitamento com três lutas sagrou-se vencedor em todas, sendo que nenhuma dessas foi para a decisão dos jurados. Seu último combate foi no incrível Bellator 138 deste sábado (20), ele derrotou Dan Charles via nocaute técnico, no segundo round.

Para quem não sabe, Bobby é um ex-WWE, evento de wrestling ao estilo Telecatch que faz o maior sucesso não só nos Estados Unidos, mas no mundo. O mesmo que Brock Lesnar faz parte.  



(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

Estes tipos de atletas podem parecer estranhos para o MMA, devido a terem participado do WWE, entretanto, esses lutadores dentro das artes marciais mescladas é algo bom para o esporte. Mas por que isso? Bom, simplesmente pelo fato deles arrastarem um grande público para o MMA, e os fãs de WWE são muitos, devido à organização chamar atenção pelo show e pelo tempo que eles estão na mídia fazendo sucesso.

Bobby Lashley é um exímio atleta de wrestling já acumulando diversos títulos na arte marcial, já foi All American e quase disputou as Olimpíadas. Sem contar que ainda é forte demais, característica comum dos atletas da WWE. Ele já acumula um cartel de 13 vitórias e duas derrotas no MMA profissional sendo campeões em duas organizações – Shark Fights e XFN -. O peso-pesado fez sua estreia nas artes marciais mescladas em 2008.

CM Punk, Brock Lesnar e Bobby Lashley são ótimos para o acumulo de fãs. Lashley se encontra no Bellator e isso é bom para ter uma competitividade entre as organizações, no quesito público. Não somente esses que já participaram do WWE, mas os atletas intitulados “freaks” como Kimbo Slice, lendas retornando da aposentadoria assim como Ken Shamrock, são lutadores que podem vir a arrastar mais o público e isso só faz o esporte crescer.

Aplausos para o CEO da segunda maior organização de MMA do mundo, Scott Coker. Com o evento do Bellator 138 – Unfinished Business, o evento quebrou o recorde de audiência atingindo 2,1 milhões de pessoas assistindo a luta principal. Scott já anunciou que no dia 19 de Setembro vai ocorrer um card do Bellator chamado “Dynamite”, no qual vai restaurar os antigos eventos híbridos de kickboxing e MMA, incluindo um torneio para a disputa de cinturão dos meio-pesados. Serão quatro lutadores King Mo Lawal, Emanuel Newton, Linton Vassell e Phil Davis – com duas lutas na mesma noite, a primeira com dois rounds, já a segunda com três, e quem vencer disputará o cinturão dos meio-pesados. E finalizando o card, o campeão dos próprios meio-pesados defende seu título contra nada mais que a lenda, Tito Ortiz. Realmente esta noite do Bellator, promete e quem ganha com isso são os fãs de MMA.

Nesta segunda (22) Royce Gracie anunciou a possibilidade de fazer uma terceira luta contra Ken Shamrock no Bellator. Será que vem mais uma luta de lendas do MMA? É mais uma carta na manga de Scott Coker, no qual vem fazendo um belo trabalho em cima do Bellator.

 

 Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek
Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

 

Escrito por João Carlos Cavalcanti



Categorias
BellatorLutasMMA Internacional

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede,; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral; MMA é uma paixão absurda; Praticante de MMA e muay thai; Crítico Social
Sem Comentários

Responder

*

*

4 × 3 =

RELACIONADO POR