Boxeadores da Memorial garantem título por equipe do Luvas de Ouro 2015

Os boxeadores da Memorial confirmaram o favoritismo da equipe e garantiram o título geral do Luvas de Ouro 2015. O evento realizado pelo terceiro ano em Santos e com...

Os boxeadores da Memorial confirmaram o favoritismo da equipe e garantiram o título geral do Luvas de Ouro 2015.

O evento realizado pelo terceiro ano em Santos e com o patrocínio da Memorial e Tributum Special Assistance, foi encerrado com a oitava rodada na noite de sexta-feira (17), no Ginásio Rebouças lotado. Para aumentar a festa, os campeões mundiais e ídolos da modalidade, Éder Jofre e Popó Freitas prestigiaram todas os confrontos e foram ovacionados ao subirem ao ringue e até simularem um confronto.



Popó e Éder Jofre foram homenageados, e também simularam um combate, levando o público ao delírio (Foto:  Ivan Storti)

Popó e Éder Jofre foram homenageados, e também simularam um combate, levando o público ao delírio (Foto: Ivan Storti)

Outros nomes de ponta do boxe profissional também acompanharam as finais, como Yamaguchi Falcão (com uma torcida especial para o seu irmão caçula, Estivan Falcão, campeão dos 64 kg), Patrick Teixeira e Vitor Jones, mostrando a importância da competição. Ainda sobre profissionais, a noitada contou com uma luta internacional, como atração ao público.

Adeilson dos Santos, o Dell (Memorial) não teve dificuldades para nocautear o argentino Javier Maciel, logo no primeiro assalto.

Adeílson leva o argentino à lona (Foto: Ivan Storti)

Adeílson leva o argentino à lona (Foto: Ivan Storti)

“Foi uma luta para pegar ritmo. Estava parado há nove meses. Não era um adversário, digamos, do meu patamar, mas serviu como treino”, confessou Dell, que já foi campeão mundial juvenil pelo Conselho Mundial de Boxe. “É sempre bom vencer por nocaute, ainda mais um argentino e no primeiro round”, complementou.

No resultado final do Luvas de Ouro, com seis dos dez títulos em disputa, a Memorial dominou o ranking. Na verdade, dividida em três equipes, A, B e C, ficou com as três primeiras posições. “Foram resultados importantes para a equipe e, sobretudo, para o boxe brasileiro, com novos atletas se destacando. Temos de agradecer muito à Memorial, ao Pepe Altstut, pelo grande apoio à modalidade”, festejou o técnico Felipe Moledas.

“Foi uma final fantástica, de grande nível técnico e tenham certeza de que vários destes campeões representarão o Brasil nas olimpíadas. Este é o trabalho para o futuro do boxe”, anunciou o presidente da Federação Paulista de Boxe, Newton Campos, responsável pela organização do tradicional campeonato.

No individual, três atletas foram os grandes nomes das finais, dois deles da Baixada Santista e com enorme apoio da torcida que lotou as arquibancadas: Fernando Henrique (CT Impactus), de São Vicente, que faturou o bicampeonato nos 75 kg, e Renato “Sassá” Martins (Memorial), de Santos, tricampeão da categoria acima dos 91 kg, os famosos super pesados. Já Alex Pereira (Ac. Prime), com novo nocaute, foi eleito o melhor boxeador do certame.

Assim como nas suas outras duas lutas, o pugilista que tem origem no kickboxing, mandou o rival para a lona logo no primeiro round.

“Comecei tarde no boxe, só este ano, mas estou feliz com esse título e reconhecimento. Meu objetivo é chegar ao profissional, passando pela Olimpíada”, disse o atleta de 27 anos, que no kickboxing já conta com vitórias internacionais. “Croácia, Dubai”, contou.

Mas sem dúvida, a vitória que mais empolgou os espectadores foi a Fernando Henrique. A cada golpe, cada reação, levantava a torcida. O rival, Lucas Rodrigues (Boxing Brasil) resistiu bem, mas chegou a ir para a lona uma vez.

Fernando Henrique (azul) golpeia o oponente (Foto: Ivan Storti)

Fernando Henrique (azul) golpeia o oponente (Foto: Ivan Storti)

“Foi sensacional, ainda mais tendo o meu pai no meu corner, como técnico. Foi muito legal ter esse grande apoio da torcida. Ajudou muito”, vibrou o bicampeão de 26 anos, que treina no bairro do Humaitá, junto com o pai, o ex-boxeador Elias Messias.

O campeonato foi encerrado com outro combate que levantou os fãs do boxe, com a vitória de Sassá, sobre Cosme Nascimento. Apesar de ser mais baixo, Sassá soube controlar bem a disputa, vencendo por 2 a 1. “Fico feliz de vencer em casa novamente. Foi duro”, comentou o tricampeão, também de 26 anos. Além dos três, quem chamou a atenção pelo excelente nível técnico foi Michael Etoundi (Memorial), nos 69 kg, e Carlos Henrique (Memorial), nos 56 kg.

Sassá (vemelho) venceu Cosme Nascimento (Foto: Ivan Storti)

Sassá (vemelho) venceu Cosme Nascimento (Foto: Ivan Storti)

O Luvas de Ouro 2015 foi uma realização da Memorial Necrópole Ecumênica, Tributum Special Assistance e Federação Paulista de Boxe, com apoios da Prefeitura Municipal de Santos/Secretaria de Esportes – SEMES e Hospital Beneficência Portuguesa de Santos.

RESULTADOS DO LUVA DE OURO 2015:

49 KG
CAMPEÃO: Douglas Andrade (Marinha do Brasil)

VICE-CAMPEÃO:Jardel Sampaio (FUPES)

52 KG
CAMPEÃO: Leanderson Conceição (Memorial-A)

VICE-CAMPEÃO: Rodrigo Bezerra (Memorial-C

56 KG
CAMPEÃO: Carlos Henrique (Memorial-C)
VICE-CAMPEÃO: Jean Alves (Memorial-A)

60 KG
CAMPEÃO: Vanderson Oliveira (Memorial-C)

VICE-CAMPEÃO: Luan Vinicius (Memorial-B)

64 KG
CAMPEÃO: Estivan Falcão (Coliseu)

VICE-CAMPEÃO: Michel Soares (CT. Impactus)

69 KG
CAMPEÃO: Michael Etoundi (Memorial-B)

VICE-CAMPEÃO: Wendel Brito (Memorial-C)

75 KG
CAMPEÃO: Fernando Henrique (CT. Impactus)

VICE-CAMPEÃO: Lucas Rodrigues (Boxing Brasil)

81 KG
CAMPEÃO: Marcos Lamas (Memorial-A)

VICE-CAMPEÃO: Vinicius Jorge (Memorial-B)

91 KG
CAMPEÃO: Alex Pereira (Ac. Prime)

VICE-CAMPEÃO: Leandro Cruz (Memorial-A)

+91 KG
CAMPEÃO: Renato “Sassá” Martins (Memorial-C)

VICE-CAMPEÃO: Cosme Nascimento (Memorial-B)

DISPUTA PROFISSIONAL INTERNACIONAL – PESOS PENAS (58 KG)

Adeilson dos Santos (Brasil) VKO 1º round X Orlando Javier Maciel (Argentina) – 16v/12ko/0e/1d

 Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH



IBlackbelt
Categorias
Boxe Nacional e InternacionalLutas

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede,; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral; MMA é uma paixão absurda; Praticante de MMA e muay thai; Crítico Social
Sem Comentários

Responder

*

*

quatro × 1 =

RELACIONADO POR