Cain Velasquez completou 33 anos

Ontem, 28 de julho, o peso pesado Cain Velasquez completa 33 anos de vida. Cain Velasquez nasceu em 28 de julho de 1982. Após uma grande carreira no wrestling...

Ontem, 28 de julho, o peso pesado Cain Velasquez completa 33 anos de vida.

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

Cain Velasquez nasceu em 28 de julho de 1982. Após uma grande carreira no wrestling e de concluir a faculdade, resolveu partir rumo ao MMA. Sua estreia foi em 7 de outubro de 2006, no Strikeforce, contra Jesse Fujarczyk. Cain nocauteou seu oponente aos 1:58 do primeiro round.



Naquele mesmo ano, em dezembro, Velasquez nocauteou mais um oponente e à partir daí conseguiu caminho para o maior evento de MMA do mundo. Em abril de 2008, em sua terceira luta como profissional, já estava lutando pelo Ultimate, no UFC 83: Serra vs St Pierre 2. Mais uma vitória foi obtida, desta vez contra o australiano Brad Morris, por nocaute ainda no primeiro round, aos 2:10.

https://www.youtube.com/watch?v=tGqFrzc0eTQ

Daí em diante Cain foi atropelando seus adversários. Em sua nona luta profissional e sétima pelo Ultimate, já estava disputando o cinturão dos pesos pesados da organização. Velasquez atropelou o então campeão Brock Lesnar, nocauteando-o aos 4:12 do primeiro round, se tornando campeão de forma invicta, um feito conseguido em raras oportunidades.

https://www.youtube.com/watch?v=VSdqlgsCSF8

Na primeira defesa de cinturão, contra o brasileiro Júnior Cigano, acabou sofrendo seu primeiro revés. Desta vez, Velasquez fora o nocauteado, aos 1:04 do primeiro round, perdendo o cinturão dos pesos pesados. Na luta seguinte, nocauteou o brasileiro Antônio Pezão e partiu para a revanche contra o campeão Júnior dos Santos.

No UFC 155: Dos Santos vs Velasquez 2, o lutador de ascendência mexicana veio preparado para dar o troco e recuperar o cinturão. O nocaute não veio, mas após 5 rounds, numa performance espetacular, Cain recuperou o cinturão. 
Na sequência fez mais duas defesas bem sucedidas de cinturão. No UFC 160, nocauteou novamente o brasileiro Antônio Pezão, aos 1:21 do primeiro round. No UFC 166, veio a trilogia contra Júnior Cigano. Dessa vez, Velasquez atropelou novamente, numa performance talvez mais incrível do que na segunda luta entre eles. O campeão “passou o carro” durante 4 rounds, e aos 3:09 do quinto round, castigou o brasileiro no ‘ground and pound’ até que o juiz viesse a interromper o combate, dando vitória por nocaute técnico.

Velasquez vs Cigano 3 (Foto: Reprodução/ Superlutas)

Velasquez vs Cigano 3 (Foto: Reprodução/ Superlutas)

Após mais de 1 ano e meio sem entrar em ação por conta de seguidas lesões, Velasquez finalmente voltou ao octógono em 2015. Mais um brasileiro estava lá para tirar o cinturão do campeão. Dessa vez, Fabrício Werdum, que já era o dono do cinturão interino, era o cara da vez. No UFC 188, em 14 de junho de 2015, Cain sofreu talvez a maior derrota de sua carreira. O então campeão acabou sendo finalizado (guilhotina) por Werdum aos 2:13 do primeiro round, numa luta que estava acontecendo em seu território, México.

Aos 33 anos (recém completados), Cain Velasquez possui um cartel de 15 lutas, 13 vitórias (11 nocautes e 2 por decisão) e 2 derrotas (1 nocaute e 1 finalização). O ex campeão agora espera ansiosamente por um novo combate, para buscar o caminho de volta ao topo da categoria.

 Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek
Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por Kaio Teixeira Lima



Categorias
AniversáriosEspeciaisMMA Internacional

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede, sonha em seguir carreira na área esportiva; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral (principalmente MMA, futebol e basquete); Praticante de MMA e muay thai;
Sem Comentários

Responder

*

*

seis + onze =

RELACIONADO POR