Campeã mundial de Muay Thai, Michele Santana ministrará seminário em Paulínia/SP

A campeã mundial de Muay Thai, Michele Santana, estará ministrando um seminário no dia 06 de fevereiro, na cidade de Paulínia, interior de São Paulo. Michele venceu o campeonato...
Poster do Seminário (Foto: Divulgação)

Poster do Seminário (Foto: Divulgação)

A campeã mundial de Muay Thai, Michele Santana, estará ministrando um seminário no dia 06 de fevereiro, na cidade de Paulínia, interior de São Paulo. Michele venceu o campeonato mundial de Muay Thai em 2015 e, em março, ela volta para a Tailândia, onde ela conquistou seu título, para lutar novamente no mundial. No seminário, ela selecionará atletas masculinos que estejam interessados em disputar o mundial nas categorias até 57, 63,67 e 70 quilos. O Nocaute na Rede teve a honra de bater um papo com a campeã antes do seminário e da viagem para a Ásia e você confere agora!

Primeiramente, Michele, muito obrigado por atender o Nocaute na Rede!



Eu quem agradeço amigo, obrigada pelo apoio e carinho!

Michele, fale para nós como é a sensação de ministrar seminários de Muay Thai e o que você passa nesses eventos?

A sensação é maravilhosa, pois estou passando as técnicas que aprendi na Tailândia e ensinando a arte marcial que faz parte da minha vida e é minha paixão, o Muay Thai! Eu passo as técnicas da Tailândia e passo a importância da arte marcial na vida das pessoas pela disciplina e respeito que se tem dentro do Muay Thai, além de falar sobre a suplementação correta, alimentação correta e até mesmo o uso do protetor bucal correto que interfere também na luta!

É a primeira vez que vai para Paulínia para um seminário?

Sim na verdade o Brasil todo e outros países estão me pedindo para dar os seminários, mas como estou focada na minha disputa no mundial em março na Tailândia, pedi para todos esperarem passar a luta para eu conseguir começar os seminários, mas vou dar este primeiro seminário agora dia 6 de fevereiro em Paulínia e depois só quando eu voltar do mundial.

Quantos seminários, em média, você faz em um ano?

Vou começar a dar os seminários agora, mas pela procura que estão me pedindo pelo Brasil todo e fora do Brasil, vão ser muitos por ano, graças a Deus, te prometo que te respondo isto no final do ano com o número exato, amigo!

Você é campeã mundial de Muay Thai, conquistou o título recentemente. Qual a sensação de ser a melhor no esporte?

É uma sensação maravilhosa, você sair do seu país e lutar no país berço do Muay Thai, que é a Tailândia, no campeonato mundial onde estão os melhores lutadores do mundo todo é muito gratificante, fui lá e dei meu sangue ali, dei o meu melhor. Eu queria muito trazer este cinturão para o Brasil, pelo carinho e pelas lindas mensagens que recebo todos os dias no messenger e no facebook na minha página e Instagram. Fui pra lá decidida que não iria decepcionar meus amigos e fãs queridos que me seguem e torcem por mim todos os dias, e com a graça de Deus eu consegui!

Em março, você vai para a Tailândia disputar mais uma vez a competição. Como estão os treinamentos e os preparativos para a disputa?

Estou treinando todos os dias, tem que se dedicar se não treinar não tem resultado, sou muito focada no que faço, sou determinada e quero trazer mais um cinturão para o Brasil se Deus quiser teremos mais um cinturão agora em março no mundial na Tailândia!

Infelizmente, o Muay Thai não tem o espaço maior que merece na mídia. O que você acha que é preciso para que o esporte alcance esse nível, já que ele é tão popular aqui no nosso país?

Infelizmente o Muay Thai não tem espaço mesmo no nosso país, é difícil te responder esta pergunta, aliás muito boa sua pergunta. Acredito que deveríamos, primeiramente, ter mais união e visar sempre o Muay Thai como uma arte marcial maravilhosa que visa a disciplina dos seus alunos e técnicas tão completas e perfeitas. Para mim é a arte marcial mais perfeita do mundo – sei que sou suspeita pra dizer isto né, amo o Muay Thai, é minha vida. Acredito que deveríamos fazer igual na Tailândia. Conheço e tenho amizade com vários mestres lá e todos eles são unidos pela mesma causa que é o Muay Thai, eles têm seus alunos, suas academias, usam os nomes de suas academias, mas quando se trata de melhorar o esporte eles se unem e vão todos brigar juntos pela causa. Tenho amizade com todos os mestres de todas as federações do nosso país, gosto de todos, e sou a favor de todos afinal todos amam o Muay Thai, que é minha vida, e estão ali para ensinar o melhor para seus alunos. Amo a todos e fico muito feliz por ter profissionais capacitados e empenhados em ensinar o Muay Thai no Brasil todo, fico muito feliz mesmo de coração, só acho que se houvesse união de todos andando na mesma direção, acredito que seriam mais fortes e conseguiriam mais atenção para o nosso esporte. Eu sou graduada pela Tailândia, agora em março me graduo novamente lá na Tailândia, tenho muito respeito e carinho pelos mestres de lá, assim como respeito todos os mestres daqui que estão pelo Brasil todo passando seus conhecimentos e formando mais e mais alunos com muito amor!

Como e quando você começou a praticar o esporte?

Eu comecei a praticar o Muay Thai já tem 14 anos eu fui fazer uma aula me apaixonei e nunca mais parei!

Tem alguma dica para quem está iniciando no mesmo?

No começo é difícil mesmo. Você pode achar que não vai conseguir, por serem muito puxados os treinos, mas acredite em você, um dia depois do outro para você ir se acostumando, acredite em você. O Muay Thai é maravilhoso! Continuem amigos, não desistam! Vocês vão ver que depois de um mês de treino seu corpo já vai se acostumar e aí é só treinar treinar e treinar, com força foco e fé sempre, nunca desistam dos seus sonhos!

Qual o maior desafio que um atleta de Muay Thai enfrenta vivendo no Brasil?

A falta de patrocínio. Infelizmente é muito difícil arrumar patrocínio aqui no nosso país. Só consegui os patrocínios que tenho hoje depois de vir com o cinturão do mundial na Tailândia para o Brasil. Antes de você ter um título mundial é muito difícil o reconhecimento. Se você luta só aqui no Brasil não tem a mesma importância para os patrocínios que uma disputa mundial! Mesmo assim eu tenho patrocinio em coisas (equipamentos, suplementos e etc.), não tenho patrocinio financeiro, mas já me ajudam bastante.

Michele, obrigado pela entrevista! Deixe uma mensagem para seus fãs e convide a todos para assistir o seu seminário!

Eu quem agradeço pelo seu contato comigo amigo Lucas Costa, obrigada pela força! Para meus fãs amigos e seguidores queridos deixo a mensagem que amo sempre dizer: nunca desistam de seus sonhos, meus amigos queridos! Nunca escutem as pessoas que dizem que você não é capaz, acredite em você, só você é capaz de realizar os seus sonhos, só depende de você! Acredite, você pode e você consegue, eu acredito em você! Deus acredita em vocês! Basta somente crer e correr em busca dos seus sonhos, que Deus estará sempre ali te ajudando a realizar seus sonhos! Obrigada amigo Lucas, Deus abençoe você pela força e pelo carinho, obrigada mesmo! Sawadee kaa! Amo todos vocês!

SERVIÇO DO EVENTO:

Seminário de Michele Santana – campeã mundial de Muay Thai
Onde: Academia Arte Força, em Paulínia, São Paulo
Quando: Dia 06 de fevereiro (sábado)
Horário: 14:00
Preço do ingresso: R$ 70,00

Se você quiser, pode seguir a Michele no Facebook: https://www.facebook.com/Michelesantanamatuta/
E também no Instagram: https://www.instagram.com/michelesantanamatuta/

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek
Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH



Categorias
EntrevistasLutasMuay ThaiSeminários

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Um Comentário
  • Campeã mundial de Muay Thai, Michele Santana comemora sucesso de seu seminário em Paulínia/SP | Nocaute na RedeNocaute na Rede
    27 fevereiro 2016 at 00:31
    Responder

    […] No mês que vem, Michele voltará para a Tailândia para disputar, novamente, o mundial de Muay Thai. Ela falou mais sobre isso em entrevista recente, que você pode ler clicando AQUI. […]

  • Responder

    *

    *

    1 × um =

    RELACIONADO POR