Com lutas eletrizantes a 1° edição CHAP Fight ficou pra a história

Em um dia inteiro de combates, o 1° CHAP Fight iniciou sua história em alto estilo, 22 lutas de tirar o folego. No card profissional, das 11 lutas, tivemos 5 terminadas em...

Em um dia inteiro de combates, o 1° CHAP Fight iniciou sua história em alto estilo, 22 lutas de tirar o folego. No card profissional, das 11 lutas, tivemos 5 terminadas em nocautes, 3 finalizações e mais 3 na decisão dos árbitros laterais, mostrando toda a diversidade dos atletas do evento. No card principal por sua vez, tivemos 5 lutas eletrizantes com 1 finalização e 4 impressionantes nocautes.

Paulo Boiko comemorando sua vitória, sobre Falco Neto

Paulo Boiko comemorando sua vitória, sobre Falco Neto

“Nosso compromisso com o publico é esse, mesclar atletas promissores e consagrados com lutas que ninguém pode ter certeza do vencedor. E a euforia do público presente e nas nossas mídias sociais, nos mostram que estamos no caminho do sucesso.” Comentou Renato Domingues, um dos organizadores do evento. 



Henrique Souza (Coliseu) X Junior dos Santos (Relma Combat) – Na primeira luta do card principal, tivemos um clássico confronto de strikers. Os atletas mantiveram uma luta franca em curta distância e todos aguardara um nocaute a qualquer instante. Henrique conseguiu uma bela queda e rapidamente conseguiu ganhar as costas desferindo muitos golpes no rosto do adversário. A luta foi interrompida por nocaute técnico aos 2:40 do 1° round. Logo após o anuncio da vitória, ainda no octógono, Henrique Souza ainda ganhou a sua faixa preta de jiu-jitsu do seu mestre Renato Domingues. 

Moisés Sabbas (Coliseu) X Jefferson Sagat (RFT) –  A luta entre os médios Sabbas e Sagat, começou com um jogo franco, mas a envergadura do atleta da RFT, o manteve em uma zona de segurança enquanto desferia fortes jabs e cruzados. Levando a luta para o chão, Sagat se aproveitou da grade encurralando Sabbas que não pode conter o ímpeto do seu oponente. Após alguns segundos de muitos golpes duros na face e na linha de cintura, aluta precisou ser interrompida pelo arbitro central aos 0:50 do 2° tempo, por nocaute técnico. 

Tony Fox (Team Nogueira)  X Jefferson Barros (GFT Gringola) – Com a luta liberada pelo árbitro, Tony não perdeu muito tempo estudando a movimentação do seu oponente, pelo contrário, foi em busca de uma vitória veloz. Os variados chutes desferidos, mostraram que a lesão que o afastou do octógono ficaram para trás e com tranquilidade dominou toda a luta. Tony conseguiu levar a luta para o solo e trabalhou o seu ground and pound vencendo o seu oponente por nocaute aos 3:47  do 1° tempo.

Falco Neto (Invictus)  X Paulo Boiko(X-GYM) – O co-mainevent, foi com toda certeza a maior virada da noite. Falco mostrou a todos porque continua invicto no Kickboxing, mesmo sendo um atleta muito grande, sua velocidade e explosão era contagiante. Após um round totalmente dominado pelo português, Boiko que já estava bastante machucado, tentou levar a luta para o chão sem sucesso. Mas com paciência, conseguiu se recuperar e após uma bela sequência, com um upper poderosíssimo, derrubou o português que já caiu apagado. Sendo declarado o vencedor por nocaute aos 3:29 do 2° round.

 

Sandro China (Coliseu) X David Magliano Tatu (Team Nogueira) – Com um início muito estudado, os atletas procuraram manter a distancia e não comprometer o jogo nos primeiros minutos  de luta. China encontrou a sua zona de conforto e mesmo dominando o centro do octógono, não permitia que seu adversário o tocasse. Com muita tranquilidade o atleta da Coliseu Fight após boa combinação no 2° round, levou a luta para o chão e encaixou uma bela guilhotina forçando o seu oponente a desistir do combate aos 2:58. Uma luta que fechou com chave de ouro o 1° CHAP FIght 

 

Com o sucesso da primeira edição, os organizadores confirmaram as outras edições e uma luta já está casada, será uma super luta entre os másters, Portuga e Bocão. “Nós temos uma diferença antiga, e eu quero levar isso para dentro do octógono. Agora somos mestres, temos nossos alunos, mas vamos resolver os nossos problemas na mão” declarou o português líder da Crazy Fight. Segundo o organizador Renato Domingues, esta luta já está confirmada e todos poderão ver o duelo destes mestres no octógono do CHAP Fight.

 

Resultados oficiais do card Profissional:

 Card Principal

Até 61KG – Henrique Souza (Coliseu) venceu Junior dos Santos (Relma Combat) por nocaute técnico aos 2:40 do 1° round.

Até 77KG – Jefferson Sagat (RFT) venceu Moisés Sabbas (Coliseu) por nocaute técnico aos 0:50 do 2° round.

Até 66KG – Tony Fox (Team Nogueira)  venceu Jefferson Barros (GFT Gringola) por nocaute aos 3:47 do 1° round.

Até 84 KG – Paulo Boiko(X-GYM) venceu Falco Neto (Invictus) por nocaute aos 3:29 do 2° round

Até 61KG – Sandro China (Coliseu) venceu David Magliano Tatu (Team Nogueira) com uma guilhotina aos 2:58 do 2° round.

 

Card Preliminar

Até 61KG – Janine Mello (PRVT) venceu Vanessa India (Coliseu) com uma kimura aos 2:15 do 1° round.

 Até 52KG – Julie Mezabarba (Coliseu) venceu Kakau Costa ( PRVT) por decisão unânime dos árbitros.

Até 93KG – Wiliam Santos (PRVT) venceu Bruno Abrahão (Coliseu) por intervenção médica no 2° round.

Até 57KG – Mário da Costa Jr. (Relma Combat) venceu Max Gideão (TFT-Gideão) por decisão unânime dos árbitros. 

Até 48KG – Thaty Bergamaschi (Coliseu) venceu  Ana Beatriz Melo (PRVT) com um mata leão  aos 4:58 do 1° round.

Até 57KG – Khaoe Espindola (RFT) venceu Antônio Ceará (X-GYM)  por decisão unânime dos árbitros. 

 

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH     

                                                             



Categorias
LutasMMA Nacional

27 anos, gaúcho, bacharel em administração.
Sem Comentários

Responder

*

*

12 + 7 =

RELACIONADO POR