Comissão aprova novas regras para o corte de peso dos atletas

CSAC também aceitou a criação de mais 4 categorias de peso
Kelvin Gastelum / Foto: MMAJunkie

Comissão Atlética do Estado da Califórnia (CSAC) aprovou ontem, um plano com 10 pontos contra os atletas que praticam a perda de peso excessivo. As novas regras foram aprovadas em Los Angeles, e irão começar a ser implantadas antes do UFC 214, que acontece dia 29 de julho.

Um dos pontos será a criação de mais 4 categorias, que irá facilitar bastante para os atletas que tem dificuldades para bater o peso. Outra mudança será com a multa para o atleta que não bate o peso, na qual aumentará o valor.

Apesar das grandes organizações de MMA terem aprovado esses pontos, não significa que será implantado imediatamente, principalmente a criação de 4 categorias.



Veja os 10 pontos aprovados pela comissão:

1) Solicitar que os lutadores de MMA selecionem a categoria de peso mais baixa para competir. Fazer perguntas sobre o corte de peso e desidratação para que seja aprovado para competir. A divisão escolhida deve ser declarada segura por um médico;

2) O lutador que falhar na pesagem oficial é multado em 20% da sua bolsa, com 10% indo para a Comissão e 10% para seu adversário. Além de um desconto de 20% no bônus de premiação, em caso de vitória, com o dinheiro indo integralmente para o oponente;

3) Quatro classes de peso adicionais – 165 libras (74,8kg), 175 libras (79,4kg), 195 libras (88,5kg) e 225 libras (102,1kg) – para dar aos atletas mais opções;

4) Alterações de política para a forma como as lutas são aprovadas, com ênfase na categoria de peso apropriada;

5) Restrições de categoria de peso para lutadores que falharem na pesagem mais de uma vez. Esses atletas podem ser obrigados a competir em uma divisão mais alta até que um médico certifique que é apropriado e a Comissão aprove;

6) Continua o procedimento de pesagem mais cedo, na véspera da luta, para permitir aos lutadores o tempo máximo para reidratação;

7) Uma segunda verificação do peso no dia do evento, para garantir que os lutadores não ganharam de volta mais que 10% do seu peso corporal. Atletas que ganharem peso excessivo podem ser convidados a passar para uma categoria de peso mais alta;

8) Verificar a desidratação por gravidade específica da urina e/ou física por médicos da CSAC.

9) Recomendação de uma verificação de peso de 30 dias e 10 dias antes para “lutas de título de alto nível”, semelhante àquelas feitas por algumas organizações de boxe;

10) Exame e educação para matchmakers, promotores de evento, treinadores e atletas na oferta, aceitação e contratação de lutas.



Categorias
EspeciaisLutasMMA InternacionalUFC

27 anos, gaúcho, bacharel em administração.
Sem Comentários

Responder

*

*

dois + 17 =

RELACIONADO POR