Condit rasga elogios a Demian, mas também fala sobre motivos para brasileiro não ser tão respeitado

Para 'the natural born killer', Demian não luta de fato, apenas faz 'grappling'
(Foto: Montagem feita pelo Nocaute na Rede através de imagens reproduzidas por outros sites)

No próximo dia 27 de agosto, acontecerá o UFC on Fox 21, evento que terá como luta principal dois dos lutadores mais técnicos que o Ultimate possui, cada um no seu estilo. Carlos Condit, um dos melhores ‘strikers’ do Ultimate, vai enfrentar Demian Maia, o lutador com o melhor jiu jitsu do MMA no mundo e um dos melhores ‘grapplers’ (jiu jitsu + wrestling) do momento.

(Foto: Reprodução/ Sherdog)

(Foto: Reprodução/ Sherdog)

Em  entrevista ao podcast ‘MMA Hour’, o americano rasgou elogios ao lutador brasileiro, afirmando que Demian é um cara duro e um dos melhores do mundo.



“A luta com o Maia será realmente muito dura. E é uma luta que me colocará de volta no trilho para o topo. Gosto da ideia de lutar com ele porque ele é um dos melhores do mundo. Com certeza será um grande desafio e eu gosto de desafiar a mim mesmo. É por isso que eu faço isso. Ele tem truques e um estilo muito duro. Eu gosto de testar as minhas habilidades contra caras renomados e com certeza Demian Maia é um desses caras”, afirmou.

Condit acredita ainda que Maia seja subestimado, que poderia até ser o número 1 da categoria, no entanto seu próprio estilo acaba o prejudicando, tanto perante aos fãs quanto aos outros lutadores da categoria.

“Eu poderia dizer isso. Ele é subestimado porque ele realmente é um lutador fenomenal. Ele poderia facilmente ser o número 1 da categoria, mas o problema é que o estilo dele não é tão… ele não realmente luta. Ele entra lá e faz o grappling. Nas lutas recentes dele ele lutou de forma super segura. Contra o Gunnar Nelson, por exemplo, ele teve oportunidades de vencer a luta e mostrar que está ali, está presente. Mas preferiu o caminho mais seguro. Talvez por isso que ele não esteja no lugar onde ele deveria estar, mais para cima no ranking ou ter mais respeito dos lutadores dos meio-médios. Não é o estilo que mais entretêm os fãs”, declarou.

‘The natural born killer’ falou ainda sobre o fato dessa luta ter sido transferida do UFC 202, onde estava marcada para ser realizada em 3 rounds, para o UFC on Fox 21, onde será luta principal, tendo agora 5 rounds.

“Podemos ver das duas formas. Podem ser cinco rounds do Demian Maia nas minhas costas me dominando em posições de jiu-jitsu. Mas eu também sei que tenho muito boas condições e cardio. Em cinco rounds eu também sei que terei mais tempo para impor o meu jogo. E eu posso terminar essa luta rapidamente e violentamente. Posso abrir espaço para isso acontecer”, concluiu.

Carlos Condit vem de derrota para Robbie Lawler no UFC 195, luta válida pelo cinturão que na época ainda era pertencente a ‘ruthless’, por decisão dividida. Por sua vez, Demian vem de 5 vitórias consecutivas, não perdendo uma luta desde 2014. Mesmo vivendo momentos distintos na categoria, uma vitória pode deixar ambos bem próximos de receber um ‘tittle shot’.



Categorias
LutasMMA InternacionalUFC

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede,; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral; MMA é uma paixão absurda; Praticante de MMA e muay thai; Crítico Social
Sem Comentários

Responder

*

*

quinze + 9 =

RELACIONADO POR