#ConexãoBJJ: Quando descobri o Jiu Jitsu

Vou falar um pouco de quando comecei no Jiu jitsu, e por que recomendo a todos. Sempre fui uma criança com muita energia, daquelas que não parava um segundo,...

1469826_229626123882317_1477662020_n

Vou falar um pouco de quando comecei no Jiu jitsu, e por que recomendo a todos. Sempre fui uma criança com muita energia, daquelas que não parava um segundo, pratiquei diversas modalidades esportivas; natação, tênis, futebol, karatê, capoeira, e taekwondo. O mais engraçado é que eu era muito esforçado, porém nunca fui o mais habilidoso nessas modalidades, o tênis não foi meu forte, no futebol eu não tinha o preparo para correr tanto, muito menos o molejo e estrategia de jogar bem, porém sempre fui muito esforçado e com muita vontade, o que me fazia um jogador bem mediano.



Em uma aula que deveria ser de educação física, aprender novos esportes, desenvolver coordenação motora, não era bem por ai. O negócio do professor era ficar sentado, jogar a bola de vôlei para as meninas e a de futebol para o meninos e ele ficava la sentado sem fazer nada. Uma pena, pois vários alunos poderiam ter criado habilidades físicas melhores ou até mesmo se tornado um atleta.  

Nesse mesmo colégio um amigo meu começou a praticar o Jiu jitsu, e de repente ele começou a ficar forte, confiante, e como todo iniciante de Jiu jitsu chato, experimentar os golpes que ele aprendia na academia nos colegas. Quando vi a eficiência que o mata leão e o arm lock (chave de braco ) tinha, foi instantâneo, decidi que era esse o meu esporte. Nós achamos uns tatames no armário da quadra de Futebol e foi ali que arrisquei meus primeiros golpes, jogamos os tatames no chão que deveriam ter mais poeira e acaro que qualquer outra coisa no mundo.

Dicas-para-treinos-de-jiujitsu

(Foto: Tatame Online)

Se tivesse um alérgico perto, teria que correr as pressas para o hospital, ele me mostrou como se fazia o mata leão e o armlock, chegaram mais uns desinteressados do futebol e começamos um mini campeonato, tirando o meu amigo que já era graduado e venceu todos, eu fui o único que consegui ganhar de todos. Foi ali que me encontrei no esporte, vi que tinha sim alguma habilidade para algum esporte, até ele mesmo falou que eu mandava bem. A partir desse momento cheguei na minha mãe e falei “Quero treinar Jiu jitsu, é isso que quero”. Não tinham muitas escolas ou clubes disponíveis para treinar Jiu jitsu, na época tive que esperar mais um pouco e depois de alguns anos foi que comecei de verdade no Jiu jitsu, isso em 1997, e nunca mais parei.

O mais importante disso tudo foi que me tornei muito mais atlético, desenvolvi habilidades de coordenação motora e aprendi a lidar com altos e baixos na vida em questão de segundos. Pois uma hora você esta por cima ganhando e o cara te pega, ou outra você esta por baixo e apanha mesmo, ou esta por baixo e consegue vencer, ou ao menos controlar a luta e se sentir confortável em posições mais desfavoráveis. Isso que é o mais incrível do Jiu jitsu, e acho que muitas pessoas seriam melhores e mais confiantes na vida se tentassem um pouco de Jiu jitsu. Imagina aquela sensação em que você precisa fazer algo que ira te exigir  uma certa adrenalina, o desconhecido, bate aquele medo aquela insegurança, e você meio que não quer fazer e depois que vai e faz, você vê que você pode enfrentar outras coisas também. No Jiu jitsu sempre haverá alguém melhor que você e você terá de lidar com isso, e pensar na melhor forma de superar isso com uma estrategia, é como um jogo de xadrez em que você vai criando uma armadilha para chegar e comer a ultima peça que é o Rei.

Alem de ser um esporte maravilhoso, que constrói diversas habilidades, é ao mesmo tempo um jogo de estrategias. Fica minha dica, você que acha que não tem nenhuma habilidade motora, como foi o meu caso. Eu não me achava nem um pouco talentoso nos outros esportes que pratiquei, e foi no Jiu jitsu que me consagrei 4 vezes campeão mundial. Se você é um desses, procure uma academia com tradição e títulos para aprender o verdadeiro Jiu jitsu, garanto que irá gostar e vai achar a melhor forma de luta para as suas habilidades. 

Conheço vários campeões mundias que assim como eu não tinham habilidade alguma em outras atividades ou até mesmo sofreram Bullying na infância por serem muito magros ou muito grandes, ou acima do peso, e se encontraram no Jiu jitsu. O mais legal do Jiu jitsu é que sempre tem um jogo um estilo de luta para cada pessoa, o que o torna acessível para todos, e contrario do que muitos pensam você não precisa ser forte para treinar. Ser forte e uma consequência dos treinamentos e o desenvolvimento físico que o Jiu jitsu trás para o praticante.

Então não espere mais e comece a treinar!

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Siga o Nocaute na Rede no Instagram: https://bit.ly/19p66yi

Curta nossa página no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH



Categorias
Opinião

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

dois × 4 =

RELACIONADO POR