Confiante e preparado como nunca, Werdum promete trazer mais um cinturão para o Brasil

Veterano das artes marciais mistas, Fabricio Werdum busca hoje o almejado cinturão do UFC, que mesmo interino, tem um valor imensurável para qualquer atleta de MMA. O lutador que nasceu na...

Veterano das artes marciais mistas, Fabricio Werdum busca hoje o almejado cinturão do UFC, que mesmo interino, tem um valor imensurável para qualquer atleta de MMA. O lutador que nasceu na cidade de Porto Alegre, e possuí 35 anos, esbanja confiança para a luta principal do UFC 180, primeiro evento do Ultimate em território mexicano. Fabricio Werdum iria encarar Velasquez no evento, mas por conta de uma lesão no joelho, Hunt assumiu o posto de oponente do brasileiro, que em entrevista exclusiva ao “Nocaute na Rede” analisa no que mudou em sua estratégia:

“Influencia porque é um jogo diferente, o Velasquez eu teria que defender muitas quedas, ia querer me colocar pra baixo. Já o Mark Hunt vai querer me nocautear, lutar mais em cima, vai querer evitar o chão. A estratégia mudou completamente, mas o foco não, continua o mesmo pelo cinturão.”



Lyoto Machida em treino aberto no UFC 175 (Foto: Josh Hedges / Zuffa LLC / UFC)

Fabricio Werdum se mostrou confiante no Media Day do UFC 180 (Foto: Josh Hedges / Zuffa LLC / UFC / Via Getty Images)

Fera do jiu-jitsu mundial, e com 24 lutas como profissional no MMA, Fabricio Werdum vive a melhor fase da carreira. Treinando já a algum tempo com o treinador Rafael Cordeiro, um dos melhores do mundo, Fabricio vem demonstrando uma evolução incrível no seu muay thai, que aliado ao seu nível de solo, o torna um dos lutadores mais completos do Ultimate. Hunt é conhecido pelo seu poder de trocação e fraqueza no jogo de solo, e em entrevista recente prometeu nocautear o brasileiro, mas Werdum respondeu com respeito:

“Isso é normal que ele queira promover a luta, isso é o que ele vai querer fazer, é óbvio que todos nós queremos finalizar ou nocautear o quanto antes, é normal que ele diga isso. Vamos ver, vou estar esperando pra ver, vim preparado para 5 rounds, 6 ou até 7 rounds.”

Cain Velasquez, campeão linear da categoria dos pesados, vem de vitórias devastadoras sobre os brasileiros Junior Cigano 2x, e Antônio Pezão, mas Dana White já deu o recado, que se ele não voltar até março, perderá o título. Mais um motivo para Werdum se animar, e se motivar, sendo que pode se tornar campeão linear, e receber Velasquez como desafiante em 2015. Werdum falou sobre a lesão do descendente de mexicanos:

“Fiquei triste que ele se machucou, tomara que ele se recupere rápido, é até normal acontecer uma lesão já que treinamos muito forte. Acontece, não só na luta, em todos os esportes tem lesões. Não tem como evitar, tentamos evitar, mas é impossível não ter uma lesão. Aconteceu, vou ter que esperar um pouquinho mais, mas o meu foco é o cinturão, é claro que seria um grande desafio lutar contra ele, mas vamos esperar.”

UFC 180 Open Workouts

Fabricio Werdum em treino aberto com Rafael Cordeiro (Foto: Jeff Bottari / Zuffa LLC / UFC / Via Getty Images)

Fabricio Werdum pode se dizer que lutará em casa, o brasileiro já participa de transmissões de eventos para a América Latina, e participando do TUF que contou com lutadores do México contra da América Latina, aumentou ainda mais sua base de fãs. Carismático, solicito com a imprensa, e de espanhol fluente, Werdum colocou apenas 1 lutador de seu time nas finais de hoje, contra 3 de Velasquez, mas ganhou o carinho do público local, sendo já considerado como próprio diz, com o representante do México com a saída do Velasquez:

“Já faz dois meses que estou aqui México, me preparando pela altitude, e já sou comentarista do UFC Network que é um canal que tem em toda a América Latina. O pessoal já está acostumado comigo aqui no México, então está sendo muito bom o reconhecimento, vejo muito na redes sociais, recebo muitas mensagens. Agora que o Cain não vai lutar, estão dizendo que sou o representante do México aqui.”

Fabricio Werdum se preparou como nunca na vida, e promete voar no cage já que acostumado com a altitude, tem larga vantagem sobre Hunt. Lembramos que Werdum foi o lutador que acabou com invencibilidade de Fedor, e com 4 vitórias consecutivas atualmente, está próximo de marcar seu nome na história como o décimo segundo brasileiro campeão do UFC. O brasileiro também sabe da importância de levar mais um cinturão do Brasil, já que apenas Aldo restou como campeão, e garante que todos os objetivos que traçou para sua vida conseguiu realizar:

“Claro que vou ficar muito feliz em ser mais um campeão brasileiro, sempre digo que tenho orgulho de ser brasileiro e gaúcho. Com certeza esse cinturão vai para o Brasil, vou fazer de tudo pra ganhar esse cinturão, já estou dois meses me dedicando, longe da minha família para poder ganhar esse cinturão. Tenho muita vontade, faz muitos anos, sempre tracei um objetivo na minha vida e consegui, ser campeão mundial de jiu-jitsu, sempre campeão mundial do ADCC. Agora falta ser campeão do UFC, dos pesos pesados, e tenho certeza que vou conseguir. “

Lembrando que o Canal transmite todo o evento sábado ao vivo e com exclusividade a partir das 22:00h, e a Globo irá mostrar a luta de Fabricio Werdum com atraso na madrugada do sábado para o domingo. Finalizando a entrevista, Fabrico Werdum deixou seu recado aos fãs brasileiros que já sonham em recuperar o prestígio de ter vários campeões no UFC:

“Que a galera acredite que eu possa ganhar, que me mande aquela energia positiva, que é importante, com todo o mundo assistindo. Que depois vou para o Brasil falar com a galera, fazer seminários, fazer algumas aparições por aí com certeza. Vamos com tudo que o Brasil consegue.”

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqk

Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Sem título

Escrito por Victor Nunes



Categorias
EntrevistasLutasUFC

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

12 − 11 =

RELACIONADO POR