Confira os vencedores da 1ª etapa do Prêmio Nocaute na Rede 2016

Os vencedores começam com uma pequena vantagem em relação aos demais na 2ª etapa, etapa esta que será de votação da mídia especializada

Após quase 1 mês de votação, chega ao fim a 1ª etapa do Prêmio Nocaute na Rede 2016, etapa esta cuja seleção é feita pela público. Lutadores e lutadoras, announcers, ring girls, comentaristas e equipes, todos estiveram lutando pela preferência do público, para largarem na frente dos adversários na segunda etapa. O 1º colocado em cada categoria ganha 1 ponto e chega para a 2º fase, fase de votação das mídias especializadas, com ligeiro favoritismo. Sem mais delongas, vamos agora aos resultados.

Pelos pesos palhas femininos, Istela Nunes de Souza, lutadora invicta com 6 lutas na carreira, 5 vitórias e 1 ‘no contest’, membro da Team Nunes, foi a grande vencedora. A lutadora que em seu último combate, no One Championship 45, venceu por decisão dividida, obteve 40,7% dos votos, ficando bem a frente das adversárias.



(Foto: Reprodução/ Dama de Ferro)

(Foto: Reprodução/ Dama de Ferro)

1ª – Istela Nunes de Souza – 40,7%
2ª – Viviane Pereira – 21,3% 
3ª – Virna Jandiroba – 15,5% 
4ª – Polyana Viana Mota – 11,8% 
5ª – Marina Rodriguez – 10,7%

Nos pesos moscas femininos, a jovem e bela Ariane Lipski, arrancou e olhou as oponentes apenas pelo retrovisor. Dona de um cartel 8-3, com duas de suas últimas 3 vitórias sendo inclusive pelo KSW, Organização polonesa de MMA que hoje é uma das maiores do mundo, Ariane obteve 55,5% da preferência do público.

(Foto: Reprodução/ Dama de Ferro)

(Foto: Reprodução/ Dama de Ferro)

1ª – Ariane Lipski 55,5% 
2ª – Daiane Firmino 20,3% 
3ª – Simone Aparecida da Silva Duarte 12,2% 
4ª – Daniela Maria da Silva 8,5% 
5ª – Juliete de Souza 3,4%

Entre os pesos moscas masculinos, o atleta da Chute Boxe Diego Lima, Gustavo Gabriel, de apenas 22 anos, foi o vencedor com 34,7% dos votos. O lutador vem se destacando no cenário nacional e hoje conta com um cartel invicto, com 12 vitórias em 12 lutas, sendo 4 nocautes e 6 finalizações.

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

1º – Gustavo Gabriel 34,7% 
2º – Bruno Azevedo 17,9% 
3º – Rogério Bontorin 17,3%
4º – Paulo Pizzo 16,8% 
5º – Deiveson Alcantra Figueiredo 13,2%

Na categoria peso galo, a disputa foi um pouco mais equilibrada do que nas já citadas acima, mas quem levou foi Geraldo “Espartano” de Freitas, com 33,2% dos votos. O membro da Rio Fighters venceu as 3 lutas que disputou entre novembro de 2015 à novembro de 2016, todas no 1º round, 2 finalizações e 1 nocaute, divididos entre Jungle Fight e WOCS.

(Foto: Leonardo Fabri)

(Foto: Leonardo Fabri)

1º – Geraldo de Freitas – 33,2%
2º – Luciano Benicio – 27,1%
3º – Matheus Mattos – 14%
4º – Josenaldo Silva – 13%
5º – Daniel Gustavo Santos – 12,7%

A categoria peso pena foi equilibrada, dois companheiros de equipe fizeram uma disputa equilibrada, e no final deu Antônio Carlos Ribeiro, o “Buiú” com 28,4% dos votos. O atleta da Tata Fight Team tem um cartel com 13 vitórias, 1 derrota e 1 ‘no contest’, e está há 12 lutas sem perder, sendo 11 vitórias. Entre novembro de 2015 e novembro de 2016, venceu 5 oponentes, incluindo 1 nocaute aos 1:08 do 1º round pra cima de Nikolas Motta, pupilo simplesmente da lenda Anderson Silva.

(Foto: Reprodução/ Facebook)

(Foto: Reprodução/ Facebook)

1º – Antônio Carlos Ribeiro – 28,4%
2º – Taigro Costa – 24,8%
3º – Felipe Froes – 21,1%
4º – Felipe “Cabocão” Dias – 13,8%
5º – Alexandre Ribeiro – 11,9%

Entre os pesos leves, João Paulo “Roy” de Moura e Silva, atleta de 27 anos da Malhado Team obteve 31,9% dos votos e largou na frente dos adversários. “Roy” conta com um cartel  de 7 vitórias, 1 derrota e 1 ‘no contest’, e no último período válido para a premiação do Nocaute conquistou 3 vitórias em 3 lutas.

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

1º – João Paulo de Moura – 31,9%
2º – Kaik Brito – 25,9%
3º – Erivan Pereira – 17,1%
4º – Oton Jasse – 12,7%
5º – Fernando Colman – 12,4%

A categoria meio médio foi uma das mais equilibradas dessa 1ª fase da premiação. Ismael Marmota, Handesson “boy doido” e Bruce Couto ficaram “coladinhos” na preferência popular. No final das contas, o ex TUF, Ismael Marmota, acabou levando com 29,8%. Lutador fez 3 lutas no ano de 2016 e saiu vencedor em todas, sendo 2 delas por nocaute.

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

1º – Ismael “Marmota” de Jesus – 29,8%
2º – Handesson “Boy Doido” Ferreira – 27,6%
3º – Bruce Couto – 25,2%
4º – Gian Siqueira – 9,3%
5º – Luiz “Golden Boy” Cado Simon – 8,1%

Nos pesos médios, o ex TUF, Paulo “Borrachinha”, não deu a menor chance aos oponentes e contabilizou 47,5% do total de votos. Atleta da Champion Team e atualmente com 25 anos, “Borrachinha” vem com um cartel profissional invicto, com 8 vitórias em 8 lutas, sendo 7 nocautes e 1 finalização. Entre novembro de 2015 e novembro de 2016, venceu 3 lutas no Jungle Fight, venceu todas no 1º round, sendo 2 nocautes e 1 finalização. É o atual dono do cinturão peso médio da Organização comandada por Wallid Ismail.

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

1º – Paulo “Borrachinha” Henrique Costa – 47,5%
2º – Acácio dos Santos – 15,5%
3º – Markus Perez – 13,8%
4º – Bruno “Blindado” Silva – 13,5%
5º – Alexsandro Poatan – 9,7%

No meio pesado, o membro da Corinthians Team, Bruno Henrique Capellozza, somou 34% dos votos e largou na frente na categoria. Lutador chegou a representar o Brasil no Rizin FF realizado em dezembro de 2015, acabou derrotado, mas como eventos lá fora acabam não sendo contabilizados no Prêmio Nocaute na Rede, seu cartel no último período observado para a premiação acaba ficando em 1 luta e 1 vitória, sendo ela pelo Jungle Fight e terminada por nocaute ainda no 1º round.

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

1º – Bruno Henrique Cappelozza – 34%
2º – John Allan – 22,8%
3º – Carlos Eduardo – 18,9%
4º – Renato Rangel – 17,1%
5º – Leonardo Silva de Oliveira – 7,1%

Ricardo “Alemão” Prasel foi quem dominou a “bagaça” toda entre os pesos pesados. Atleta da Striker’s House levou 42,1% dos votos. Prasel tem apenas 26 anos e conta com um cartel invicto de 8-0. Entre novembro de 2015 e novembro de 2016, esteve em ação em 5 oportunidades, vencendo todas, sendo 4 por finalização e 1 por nocaute.

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

1º – Ricardo “Alemão” Prasel – 42,1%
2º – Edison Lopes – 17,5%
3º – Willian Hoffmann – 15,4%
4º – Vinicius Alves Moreira – 14,9%
5º – Júnior Albini – 10,1%

Na disputa entre “Melhor Equipe”, só deu Nova União. A renomada equipe do MMA nacional e de grande destaque internacional levou 50,3% dos votos, mais do que todas as outras equipes juntas.

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

1ª – Nova União – 50,3%
2ª – Corinthians MMA – 16,4%
3ª – Tata Fight Team – 12,7%
4ª – Academia Champion – 12,3%
5ª – Astra Fight Team – 8,3%

Chegamos então a categoria mais equilibrada de toda a premiação, a dos comentaristas. Dois companheiros de transmissão disputaram pau a pau, e a decisão foi no detalhe. O vencedor acabou sendo Luciano Andrade, comentarista do UFC no canal Combate, com 32,8% da preferência.

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

1º – Luciano Andrade – 32,8%
2º – Carlão Barreto – 32,7%
3º – Marcelo Alonso – 17,4%
4º – Breno Massena – 11,6%
5º – Mário Filho – 5,5%

Na categoria “Announcer”, Olivar Leite disparou e conquistou o título da 1ª etapa com 43,8%.

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

1º – Olivar Leite – 43,8%
2º – Júnior Furtuoso – 23,8%
3º – Cristian Martins – 12,3%
4º – Tom Munhoz – 11,4%
5º – Ozzy Castro – 8,7%

Deixamos por último a categoria preferida pela ala masculina, a das ring girls. A belíssima Jaqueline Marques ficou em primeiríssimo lugar com 44% dos votos.

Jaqueline Marques

1ª – Jaqueline Marques – 44%
2ª – Priscila Colar – 17,2%
3ª – Liliane Neres – 14,4%
4ª – Amanda Silva – 13,1%
5ª – Amanda Fontenele – 11,3%

E assim ficou a 1ª etapa do Prêmio Nocaute na Rede 2016. Lembramos mais uma vez que esses são os resultados apenas da 1ª etapa, da votação aberta ao público. Agora teremos a votação da mídia especializada, que será encerrada na próxima quinta feira, 19, e assim dando números finais a edição deste 4º prêmio.

Não custa lembrar também que após os resultados definitivos das categorias, teremos a disputa peso por peso, onde só os campeões se enfrentarão.



Categorias
LutasMMAMMA NacionalPrêmio NR

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede,; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral; MMA é uma paixão absurda; Praticante de MMA e muay thai; Crítico Social
2 Comentários nesta publicação.
  • Leonardo Davi
    18 janeiro 2017 at 12:11
    Responder

    Antônio Carlos – Buiu é o cara…mereceu…

  • Frank
    18 janeiro 2017 at 11:03
    Responder

    Olivar Leite é com certeza o melhor “Announcer” do Brasil

  • Responder

    *

    *

    onze − cinco =

    RELACIONADO POR