Conheça Gustavo Kuhn, lutador que fará sua estréia no MMA internacional

  Uma derrota na carreira de um lutador, é uma coisa muito normal, mas não para Gustavo Kuhn, o lutador de 34 anos e ainda invicto na carreira, é...

 

(Foto: Gustavo Kuhn)

(Foto: Gustavo Kuhn)

Uma derrota na carreira de um lutador, é uma coisa muito normal, mas não para Gustavo Kuhn, o lutador de 34 anos e ainda invicto na carreira, é um dos privilegiados que podem falar, que nunca sofreram uma derrota. O que chama mais atenção no seu cartel, não é sua invencibilidade, e sim as formas que ele terminou suas lutas, até hoje nenhuma foi pro decisão,provando que é um lutador agressivo, seja no chão ou em pé.



Como todo lutador, Gustavo começou praticando apenas uma modalidade, e a sua foi o Taekwondo, logo aos 9 anos de idade, e já mostrava para o que nasceu. Com sua ótima capacidade na modalidade, Gustavo migrou para o Muay-thai, e ganhou mais experiência na luta em pé, e não satisfeito, Gustavo começou a praticar Jiu-Jitsu, na qual ele é faixa roxa já, e em pouco tempo, pela sua força de vontade, vai virar um faixa preta. 

Gustavo conquistou inúmeros torneios pela arte suave, e assim acabou automaticamente para o MMA, onde está invicto até hoje. Por falar em carreira, em sua última luta, Gustavo lutou contra Patrick Quadros, e foi uma parada duríssima. A luta aconteceu pelo Samurai combate 5, em maio desse ano, e que apesar da vitória por TKO de Gustavo, foi uma luta bastante equilibrada de início, porém Gustavo mostrou sua qualidade de um faixa preta de taekwondo e muay thai, e definiu o combate em pé e conseguiu sua 6ª vitória na carreira.

 Kuhn já tem seu próximo desafio marcado, e será pelo MMA internacional, na qual o brasileiro fará sua estréia. O lutador enfrentar o americano Stephen Stengel, lutador wrestler, e veterano. Porém o brasileiro já sabe as suas armas para bate-lo, e usar sua excelente base em pé, pode ser a chave para vitória, ou até levar pro chão, mais ficando por cima. Ultimamente, o wrestling vem dominando o mundo das lutas, e desta vez, Gustavo tentará provar, que só wrestling não vence luta, será que ele consegue?

Veremos, pois qualidade e jogo para isso, ele tem. Sobre estrear pelo MMA internacional, o brasileiro afirmou em entrevista para nossa equipe, que não sentirá a pressão de lutar pelo MMA internacional, pois já fez lutas de jiu-jitsu e muay thai fora do Brasil. Aos 34 anos de idade, a chance de Gustavo explodir como lutador, é agora, fazendo uma boa estréia com os olhos do mundo o assistindo, e sonhar com voos maiores, por que não? ele já mostrou que pode tudo, quando se tem força de vontade e empenho.

(Foto: Gustavo comemorando sua vitória sobre Patrick)

(Foto: Gustavo comemorando sua vitória sobre Patrick)

Confira a entrevista, que esse guerreiro, nos concedeu:

Porque decidiu ser um lutador de MMA?

Gustavo  Kuhn: Comecei no Taekwondo em 1989. Migrei pro Muay Thai onde lutei profissionalmente e logo depois conheci o Jiu jitsu, onde aprendi a gostar e acabei ganhando muitos titulos até internacionais. Com a luta em pé afiada ( Faixa preta em Taekwondo e Muay Thai) e confiante no chão ( Faixa Roxa de Jiu-jitsu) a ida pro MMA foi quase que um processo Natural.

Em qual lutador você se espelha e admira?

Gustavo  Kuhn: Admiro o trabalho e estilos de vários lutadores. Mas nenhum em especial. Se for eleger um lutador de MMA que me espelhei e até hoje tenho como referência, é meu professor Eduardo Veríssimo.

O que você achou da sua ultima vitória contra o Patrick Quadros?

Gustavo  Kuhn: A luta contra o Patrick foi fundamental pra retornar com tudo e levantar novamente a minha autoconfiança. Mais ainda que apesar do meu adversário ser mais novo e menos experiente, se mostrou um lutador duro o que após vencer este combate me deu um estímulo a mais.

O que você acha do seu próximo adversário Stephen Stengel?

Gustavo  Kuhn: O americano que vou lutar será com certeza uma das mais se não a minha luta mais dura. Ele é um lutador muito experiente, tem 15 lutas profissionais fora as amadoras. Tem como ponto forte o que quase todos americanos tem, o Wrestling. Mas estou preparado e confiante. Vai ser uma grande luta com certeza.

Qual a sensação de poder estrear em um evento internacional?

Gustavo  Kuhn: Toda luta internacional é difícil. Mas estou tranquilo e já acostumado, pois lutei Muay Thai e Jiu-jitsu fora do Brasil.

Qual seu objetivo no mundo das lutas?

Gustavo  Kuhn: Estou literalmente na luta a mais de 24 anos. Hoje estou pelo prazer e realização pessoal. Ou seja, tudo que vier é lucro. Mas sim, a gente sempre tenta chegar o mais longe possível, em lutar em eventos cada vez maiores.

Quem são os responsáveis pelo seu camp?

Gustavo  Kuhn: Os responsáveis pelo meu Camp é minha equipe BOXER MMA, sob supervisão direta do mestre Fabiano “Boxer” Gonçalves, meu preparador físico Gabriel Spinola, Meus treinadores de Boxe Vitor e Paboom, no Muay Thai Ariel Jaeger e Eduardo Viríssimo. No Jiu Jitsu a JA Jiu Jitsu. Quando estou nos USA meu Camp é todo na TEAM LINK sob supervisão do mestre Marco Alvam e Gabriel Napão.

Deixe um recado para seus fãs.

Gustavo  Kuhn: A torcida e o carinho das pessoas que admiram nosso trabalho é fundamental neste momento da carreira. Queria agradecer á todos por esta força e prometo dar o meu máximo e representar bem mais uma vez nosso País.

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

sem-tc3adtulo5Escrito por Douglas Barcellos



Categorias
LutasMMA Nacional

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

cinco × 4 =

RELACIONADO POR