Conheçam um pouco da história de Dan Henderson.

Dan Jeffery Henderson ou simplesmente Dan Henderson. Esse americano nascido em 24 de agosto de 1970 já escreveu seu nome na história do esporte e até hoje é considerado...

Dan Jeffery Henderson ou simplesmente Dan Henderson. Esse americano nascido em 24 de agosto de 1970 já escreveu seu nome na história do esporte e até hoje é considerado um legítimo casca grossa. Hendo iniciou no MMA em 1997 onde venceu o torneio Brazil Open um torneio de 4 lutadores pesos pesados. No ano seguinte venceu o UFC 17 derrotando Allan Goes e Carlos Newton, alavancando, destarte, a sua carreira.

O PRIDE era uma realidade, e o torneio detinha os grandes nomes do ainda Vale Tudo. Em razão das boas atuações, Hendo não demorou muito pra contratado pelo extinto torneio japonês, e foi lá que o wrestler americano teve a sua epopéia . Campeão nos meio-médios (até 84 kg no PRIDE) e nos médios(até 93 kg no PRIDE) e para isso derrotou Murilo Bustamente em 2005 e levou o cinturão dos meio médios e se sagrando o primeiro campeão da categoria. No Pride 33 Henderson lutou na categoria de cima e enfrentou na final do Grand Prix Wanderlei Silva e o derrotou por nocaute técnico. Tal embate era uma revanche, pois os luatdores haviam se enfrentado dois anos antes e o “Cachorro Louco” havia vencido por decisão unânime. Vale ressaltar que dentro da organização o americano tem vitórias relevantes sobre: Rodrigo Minotauro, Murilo Bustamente, Wanderlei Silva, Vitor Belfort e outros nomes.



Com a venda do Pride para o UFC, Hendo foi meramente contratado pra unificar seus cinturões e pra isso teve de fazer duas lutas. Primeiro pôs em jogo o seu cinturão peso médio em jogo que no UFC era equivalente a categoria Meio Pesado . Na ocasião seu adversário foi Quinton “Rampage” Jackson e perdeu o título por decisão unânime dos juízes. Tendo ainda um cinturão pra por em jogo o wrestler desceu de categoria e dessa vez o seu cinturão Meio médio que equivalia ao peso médio do UFC ia ser unificado contra o astro ascendente Anderson Silva que o finalizou no segundo round e fazendo o americano perder seus dois títulos. O UFC ainda deu mais três lutas a Henderson que não decepcionou e venceu as 3.

Foto: www.allwrestlingsuperstars.com

Foto: www.allwrestlingsuperstars.com

Mesmo com 3 vitórias, o americano não estava em alta no UFC e, após o fim do seu contrato, optou por lutar o Strikeforce que aparecia com força no cenário das artes marciais. Em sua primeira luta enfrentou Jake Shields pelo cinturão dos médios e,apesar do seu favoritismo,foi derrotado por decisão unânime. Insatisfeito ,Hendo subiu de categoria e enfrentou Renato”Babalu”Sobral a quem já tinha vencido e repetiu a dose nocauteando o brasileiro ainda no primeiro round. A vitória o credenciou para o título onde enfrentou outro brasileiro. A bola da vez era Rafael “Feijão” Cavalcante e venceu por nocaute técnico no terceiro assalto assumindo novamente o posto de campeão. Em sua primeira defesa de título,Henderson enfrentaria o temido russo Fedor Emilianenko a quem não deu chances e venceu por nocaute técnico no quarto assalto. Essa foi a última luta no contrato de Dan Herderson que manifestou desejo de renovar e defender o seu cinturão,o que não aconteceu.

Mais uma vez sem renovação, o UFC mais uma vez abriu as portas e deu logo de cara Maurício “Shogun” Rua e o americano acabou vencendo em decisão polêmica,muitos acharam que a luta seria empate. Após a guerra ambos levaram o prêmio de Luta da Noite e esta é considerada uma das melhores lutas de todos os tempos do UFC;depos disso o h-bomb teve 3 derrotas consecutivas (Lyoto Machida,Rashad Evans e Vitor Belfort) e encerrou a sequência novamente contra Maurício “Shogun” vencendo dessa vez por nocaute técnico. Na luta seguinte enfrentou Daniel Cormier que não deu chances a Herderson e o finalizou no terceiro round com um mata leão. Insconstante na categoria,resolveu descer para os pesos médios e enfrentou Gegard Mousasi e foi nocauteado no primeiro round após uma polêmica interrupção do árbitro. Logo após o revés a imprensa já falava em aposentadoria ,tanto pela idade quanto pela performance o que foi negado pelo veterano. Hendo ainda enfrentou Tim Boetsch a quem nocauteou no primeiro minuto de luta calando todo aqueles que cogitaram uma possível parada.

Dan Henderson volta ao octógono no dia 7 de Novembro para encerrar uma trilogia com Vitor Belfort numa luta muio aguardada. A prova é que esse americano de 45 anos tem muita história e é sim um grande nome do esporte. Viva Hendo.

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek
Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por Nickolas Lyra Rodrigues



Categorias
EspeciaisLutasMMA InternacionalUFCwrestling

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

4 × 2 =

RELACIONADO POR