De derrota para Belfort ao título do UFC: Relembre a trajetória de Luke Rockhold no Ultimate

Quando o Strikeforce foi comprado pela Zuffa em 2011, um dos lutadores que o UFC contratou da organização, foi Luke Rockhold. O americano chegou com muita moral no Ultimate,...

Quando o Strikeforce foi comprado pela Zuffa em 2011, um dos lutadores que o UFC contratou da organização, foi Luke Rockhold. O americano chegou com muita moral no Ultimate, como atual campeão peso médio da extinta organização, e já com uma defesa no currículo. 

Getty Images

Getty Images

Mas em 2013, na sua estréia, seu favoritismo não se confirmou. Luke foi derrotado de forma brutal por Vitor Belfort, aqui no Brasil. Apesar dessa derrota acachapante, o americano mostrou que o grande lutador pode crescer, até mesmo no revés.



A redenção em 2014

E a evolução de Luke Rockhold, de fato, aconteceu. No ano seguinte, ele precisava se recuperar na organização, ainda mais por ser um lutador de nome, em que muitos apostavam na categoria. Mesmo com essa pressão, ele conseguiu se recuperar.

O americano derrotou Costas Philippou, por nocaute técnico, com um belo chute nas costelas. Logo em seguida, ele derrotou Tim Boetsch, mostrando seu chão refinado, e conseguindo uma finalização. Para confirmar a boa fase, Rockhold enfrentou Michael Bisping, e em uma luta cercada de provocações, ele finalizou o inglês no 2º round, após dar um knockdown com um chute na cabeça.

2015: O ano da consagração

Vindo embalado por 3 vitórias seguidas, Rockhold não tinha mais para onde correr, e  em abril de 2015, enfrentou o brasileiro Lyoto Machida, que já havia disputado o cinturão da categoria, contra Chris Weidman. Mesmo o brasileiro sendo considerado o maior desafio da carreira do americano até então, Rockhold não deu chances, e mostrou que estava em ótima fase. Após dominar amplamente o 1º round, Luke mais uma vez mostrou que tem um dos melhores jiu-jitsu da categoria, e fez o que quis com Lyoto no chão, e finalizando no 2º round, coisa que quase ninguém havia conseguido fazer contra o brasileiro. Após o término da luta, Rockhold mandou o recado para Weidman.

Com essa vitória dominante sobre um ex desafiante, o UFC não tinha escolha, e confirmou Rockhold como próximo desafiante de Chris Weidman. O combate foi marcado para dezembro.

4 meses após ser marcada, a luta finalmente aconteceu. Luke Rockhold era apontado por muitos, como uma ameaça real ao reinado de Weidman. E a tese se confirmou. Após cada um vencer 1 round,  Weidman cometeu um erro no 3º round, ao tentar um chute rodado lento e sem distância nenhuma, e mostrando muita técnica, Luke conseguiu ir para as costas, e de quebra montar. Já montado, ele ficou quase 1 minuto massacrando no ground and pound, onde para alguns especialistas, deveria ter acabado a luta. Com Chis Weidman já bastante cansado e machucado, Rockhold não deu chances, e conseguiu mais uma vez uma posição de domínio no chão, onde ele bateu até conseguir o nocaute técnico, se sagrando o novo campeão dos médios, mostrando que aquela derrota lá no início, só o fez crescer como atleta.

Já como campeão, Rockhold teria a chance de mostrar que sua vitória não foi  por acaso, quando UFC deu a revanche para Weidman, no UFC 199. Mas faltando 3 semanas para luta, Weidman se lesionou e acabou cortado, sendo substituído por Michael Bisping.

E diferente de suas últimas 2 lutas, onde ele era considerado azarão, Rockhold sofrerá a pressão pelo seu amplo favoritismo, onde ele sabe que não precisa só vencer, mas também mostrar um domínio dentro do octógono, para deixar claro, que independentemente do adversário, ele está pronto para dominar a divisão 84 KG.

UFC 199
4 de junho, em Los Angeles (EUA)
CARD PRINCIPAL (a partir de 23h de Brasília):
Peso-médio: Luke Rockhold x Michael Bisping
Peso-galo: Dominick Cruz x Urijah Faber
Peso-pena: Max Holloway x Ricardo Lamas
Peso-médio: Dan Henderson x Hector Lombard
Peso-leve: Dustin Poirier x Bobby Green
CARD PRELIMINAR (a partir de 19h15 de Brasília):
Peso-pena: Brian Ortega x Clay Guida
Peso-leve: Beneil Dariush x James Vick
Peso-palha: Jessica Penne x Jessica Andrade
Peso-pena: Cole Miller x Alex Caceres
Peso-meio-médio: Sean Strickland x Tom Breese
Peso-meio-pesado: Jonathan Wilson x Henrique Frankenstein
Peso-médio: Kevin Casey x Elvis Mutapcic
Peso-leve: Polo Reyes x Dong Hyun Kim

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: 
https://on.fb.me/18HEkvH

 



Categorias
UFC

27 anos, gaúcho, bacharel em administração.
Sem Comentários

Responder

*

*

2 × três =

RELACIONADO POR