Doping de Anderson Silva: Entenda toda a história sobre esse caso

Era quarto evento do ano realizado pelo UFC, dia 31 de janeiro, dia de um dos mais esperados combates de todos os tempos, era o dia em que uma lenda,...

Era quarto evento do ano realizado pelo UFC, dia 31 de janeiro, dia de um dos mais esperados combates de todos os tempos, era o dia em que uma lenda, talvez a maior de todas elas, voltaria a subir em uma ‘cage’. Após sofrer uma grave lesão na segunda luta contra Chris Weidman, e ficar pouco mais de 1 ano fora de combate, Anderson ‘spider’ Silva estava de volta, pronto para encarar o desafiante Nick Diaz. Após 5 rounds, Anderson fora declarado vencedor por decisão unânime.

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

FLAGRADO NO DOPING

Se o retorno de Anderson Silva mexeu com o mundo do MMA, uma outra notícia envolvendo o atleta teria um impacto maior ainda. Fora divulgado que o ex campeão dos pesos médios teria testado positivo no exame antidoping.

Num primeiro exame, que teria sido feito no dia 9 de janeiro, através de uma amostra de urina de Silva, foi constatada a presença das substâncias “androsterona e drostanolona”, dois esteroides anabolizantes.

O segundo exame fora realizado 10 dias depois, no dia 19 de janeiro, e acabou dando negativo.
Um terceiro exame, feito no dia da luta, logo após o combate contra Nick Diaz, voltou a testar positivo.

Num total, além das substâncias androsterona e drostanolona, ansiolíticos (uma espécie de tranquilizantes, relaxantes) também foram encontrados nos exames.



(Foto: Combat Press)

(Foto: Combat Press)

PUNIÇÃO PARA ANDERSON SILVA

Como punições iniciais, Anderson fora suspenso dos combates, retirado do TUF Brasil 4, reality show do Ultimate no qual ele era um dos treinadores principais, e além disso teve US$ 6 milhões (cerca de R$ 16 milhões) bloqueados, dinheiro este que ele receberia por sua luta contra Nick Diaz.
Sua “bolsa” estaria bloqueada pelo menos até que o julgamento acontecesse.

JULGAMENTOS ADIADOS

O primeiro julgamento de Anderson fora marcado para o mês de março, no entanto os advogados do lutador entraram com pedido de adiamento, pedido este aceito pela Comissão Atlética de Nevada (NSAC).

O segundo julgamento aconteceria no dia 15 de maio, no entanto novamente acabou sendo adiado. 
O terceiro julgamento aconteceria agora neste mês, em junho, no entanto, pela terceira vez, acabou adiado.

Nas 3 ocasiões, os advogados alegaram que precisariam de mais tempo para montarem a defesa do lutador. A próxima data estipulada é para o dia 7 de agosto.

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

SUPOSTO ERRO E REVIRAVOLTA NO CASO

Após tanta confusão, tanta polêmica, tantos julgamentos adiados, na semana passada surgiu uma nova “bomba”, que pode mudar totalmente os rumos do caso. Segundo o jornalista Larry Pepe, do podcast ‘ProMMARadio’, pode haver ocorrido um erro nessa história toda.

A amosta da urina de Anderson fora utilizada para exames em dois laboratórios diferentes, um denominado apenas como ‘SMRTL’ e o outro de nome ‘Quest Labs’. Os resultados obtidos pelos laboratórios acabaram sendo diferentes, testando positivo no ‘SMRTL’ e negativo no ‘Quest Labs’.

O ‘SMRTL’ fará um novo exame utilizando a amostra analisada pelo ‘Quest Labs’ , para ver se finalmente toda essa confusão se dê por encerrada.

Aguardemos cenas dos próximos capítulos.

 Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek
Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por Kaio Teixeira Lima



Categorias
EspeciaisLutasMMA InternacionalUFC

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede,; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral; MMA é uma paixão absurda; Praticante de MMA e muay thai; Crítico Social
Sem Comentários

Responder

*

*

9 − 7 =

RELACIONADO POR