É a hora de Holly Holm se afirmar como campeã

No meu primeiro texto sobre Holly Holm, que você pode ler clicando AQUI, eu falei bastante sobre a vida da lutadora, sua trajetória nas artes marciais e como ela...
Holly Holm (Foto: gq.com)

Holly Holm (Foto: gq.com)

No meu primeiro texto sobre Holly Holm, que você pode ler clicando AQUI, eu falei bastante sobre a vida da lutadora, sua trajetória nas artes marciais e como ela poderia vencer a luta contra a, então campeã, Ronda Rousey. Dessa vez, abordarei a lutadora não como uma mera desafiante que, na visão de todo mundo, seria apenas mais uma no currículo da ex-campeã. Hoje, ela é quem detém o cinturão e fará a primeira defesa de seu título pouco mais de três meses após conquistá-lo.

Vida de campeã não é fácil. E Holly Holm (10-0 MMA, 3-0 UFC) sabe bem disso. No meio de tantas especulações sobre quem seria a sua possível adversária em sua primeira luta como campeã, uma outra lutadora conhecida do público foi quem recebeu a chance: Falo de Miesha Tate, ex-campeã do Strikeforce e número dois do ranking peso-galo. Quando todos imaginavam que Ronda Rousey receberia a revanche imediata, a própria declarou que precisaria de um tempo fora do mundo das lutas. Como lutadora ativa que é, Holly pediu por outra luta e lhe deram Miesha.



Essa luta é um confronto clássico de uma striker (que vem da trocação) contra uma grappler (que vem da luta agarrada). Assim como foi no seu combate anterior, Holm terá que ter uma estratégia bem planejada pra vencer Tate. Apesar de ser oriunda do wrestling, Miesha tem melhorado muito na trocação. Jessica Eye foi quem sentiu na pele tamanha evolução, sofrendo knockdowns e tendo dificuldades na parte da luta em que é especialista. Aí fala mais alto o calibre de campeã que Holly tem. Multiplas vezes vencedorade títulos no boxe e no kickboxing e, porque não, no MMA (antes de ser campeã do UFC, ela foi campeã do Legacy). Ela sabe que Miesha tentará, a todo custo, partir um pouco para a luta em pé e tentar derrubar. Logo, sua movimentação será essencial para que ela consiga se sobressair sobre a rival, assim como foi contra Rousey. Holm é mais alta e tem maior alcance que Tate, então jogar na média e na longa distância pode ser um bom plano para avariar e frustrar a oponente.

Holly Holm tem as cartas na manga para se manter como campeã e acabar com a desconfiança que alguns fãs ainda tem sobre ela. Vencer uma adversária como Miesha Tate calará os críticos e ainda lhe deixará preparada para um novo duelo contra Ronda Rousey que, na verdade, é o que o mundo quer assistir. Mas antes, o compromisso é sério e ela tem todas as condições de passar por ele.

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek
Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH



Categorias
LutasMMA femininoMMA InternacionalUFCWMMA

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

4 × quatro =

RELACIONADO POR