Entrevista com Daniel Valverde, líder da MMA Master nos Estados Unidos.

Daniel Valverde, 39 anos, é natural de Salvador/Bahia, filho do faixa preta de Judô Belmiro Valverde – atleta que competiu até seus 60 anos. Daniel começou as aulas com...

Daniel Valverde, 39 anos, é natural de Salvador/Bahia, filho do faixa preta de Judô Belmiro Valverde – atleta que competiu até seus 60 anos. Daniel começou as aulas com o pai desde os 4 anos de idade e aos 19 anos recebeu a faixa preta, em 1995.

Para quem não sabe Daniel é um dos mais talentosos lutadores do Jiu Jitsu e do Judô, originário da Bahia, sagrou-se 10 vezes campeão estadual no Judô e 4 vezes no Jiu-Jitsu (peso e absoluto), além de conquistar em 2007 o Campeonato Mundial Sem Kimono.



O líder da MMA Master no Estados Unidos – equipe que conta com atletas como Alistair Overeem, Ricardo Lamas, Luis Palomino, Michael Lilly, entre outros -, Daniel Valverde, bate um papo com o Nocaute na Rede após o seminário de Jiu Jitsu e Submission que teve três horas de duração na Academia Infinity na Bahia. Confiram:

Daniel Valverde

Sobre os lutadores que hoje em dia praticam MMA, pelo fato da parte da trocação, grappling, do chão, o que você tem a dizer sobre essa graduação, pois anteriormente para um atleta se graduar no jiu jitsu tinha que esperar todo aquele tempo, participar de vários compeonatos, entrando no mérito de merecimento.

O nível do MMA hoje esta muito alto, os atletas estão evoluindo muito e precisam saber lutar de tudo, o esporte esta evoluindo cada vez mais e a tendência é aumentar, consequentemente o nível vai ficar cada vez mais alto.

Cada escola tem sua metodologia, lá na academia tive um faixa-marrom, o americano Josh Samman, que finalizou o Caio Monstro, faixa-preta e campeão mundial, no UFC há uns três meses atrás, em julho. E o Josh, meu aluno, ele não treina de kimono, porque ele realmente não quer focar nos campeonatos de Jiu Jitsu, mas nós não podemos tirar o mérito dele, ele não compete no Jiu Jitsu porque não é o foco dele, o foco dele é lutar o MMA e ser campeão do UFC, então ele não tem tempo para competir no Jiu Jitsu, por isso nós focamos mais no sem kimono visando que no octagon ele vai lutar sem kimono.

O que você a dizer sobre esse tipo de “graduação supletivo”?

É muito difícil falar sobre isto na minha academia, eu sou muito duro no quesito faixa, eu exijo muito dos meus atletas, mas cada professor tem sua escola, sua maneira diferente de ver, e eu acho que fica feio para a escola e o professor que passa essas faixas sem exigir muito dos alunos, então eu acho que realmente vai fazer a escola dele perder credibilidade, então eu me preocupo muito com isso, com a credibilidade, em ter certeza que meus alunos estão preparados para receber aquela faixa.

(Foto: Marcos Araujo)

(Foto: Marcos Araujo)

O que é necessário para um atleta ser tornar campeão mundial de jiu jitsu? Nós vimos hoje em dia muitas federações, confederações, e já ocorreu fato de determinada federação, a pessoa fazer uma ou duas lutas e já ser nomeada como campeã mundial de jiu jitsu. O que você tem a dizer sobre isso?

O Jiu Jitsu hoje em dia tem diversas federações pelo Brasil, inclusive aqui na Bahia tem umas 4 ou 5, não me recordo, então, eu acho que o campeão mundial deveria ser só na faixa-preta, pois hoje você tem o campeão mundial de azul, de roxa, você tinha que ter o campeão mundial de faixa preta, assim com é no Judô, você tem um campeão mundial, e o campeonato mundial de Judô é a cada dois anos, seria mais interessante e glamuroso, todo mundo é campeão mundial, campeão panamericano, mas o importante é que o esporte esta crescendo. Então, os atletas que devem escolher as federações ou confederações mais qualificadas ir lá buscar e lutar contra os melhores, vencer o Abu Dhabi o campeonato mundial da confederação internacional de Jiu Jitsu e provar que você é o melhor.

Ter um bom professor, uma equipe boa para estar treinando com você e o grande diferencial hoje é você saber o Judô, saber a parte em pé, e claro a parte física que hoje esta em alta, você tem que estar bem preparado fisicamente para estar participando destas competições.

Siga o Grupo MundoMMA no Facebookhttps://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebookhttps://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por Renan Assunção e Gutembergue Lima



Categorias
EntrevistasJiu JitsuLutasMMA Nacional

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

13 − cinco =

RELACIONADO POR