Entrevista com o Faixa Preta de Jiu Jitsu, Ricardo Almeida “Ricardão”

O nosso “soltinho” hoje, é na academia de um dos primeiros alunos formado pelo mito Ryan Gracie, Ricardo Almeida, 4º grau Faixa Preta de Jiu Jitsu desde 2001 e...

O nosso “soltinho” hoje, é na academia de um dos primeiros alunos formado pelo mito Ryan Gracie, Ricardo Almeida, 4º grau Faixa Preta de Jiu Jitsu desde 2001 e também faixa preta de Judô, Ricardão como era chamado pelo Mestre e seus companheiros de treino, vem dedicando sua vida a Arte Suave a mais de vinte anos. Praticante de artes marciais desde os 6 anos de idade, teve seu primeiro contato com o Jiu Jitsu, em um evento de Vale Tudo, ocorrido no Ibirapuera nos anos 90, com a participação das estrelas do Jiu Jitsu da época, Marcelo Behring, Renzo Gracie e Ralph Gracie. Nessa época cada lutador representava sua arte marcial e o Jiu Jitsu já provava sua superioridade dentro do ringue.

Ricardo Almeida

Ricardo Almeida

Confiram agora o nosso “rola” com essa fera:



A sua metodologia de aula é diferenciada tanto para os iniciantes quanto para os avançados, vemos um treinamento especial para iniciantes de defesa pessoal, resistência física e ensinamento de fundamentos, tanto para os avançados como muitas quedas e muito treino técnico. Explique um pouco sobre essa sua metodologia.

Acredito que precisamos treinar o Jiu Jitsu como um todo. A defesa pessoal é a essência do Gracie Jiu Jitsu, os treinos de quedas, precisam fazer parte da rotina das aulas, não adianta treinar em pé apenas na semana do campeonato. E os iniciantes precisam de uma atenção especial nos fundamentos.

Hoje a equipe Ryan Gracie Team possui mais de 40 filiais espalhadas no Estado de São Paulo, como era a equipe quando o Ryan era vivo?

Na época eram poucas filiais, a galera que competia e dava aulas treinava todos os dias no horário do meio dia. Nossos treinos eram conferes diários, muitas vezes mais difíceis que as próprias competições. Ele sempre cobrava muito da gente, tanto nos treinos quanto em competições, sempre extraía o máximo de cada um, mesmo quando estávamos desacreditados de nós mesmos, ele incentivava tanto a gente a acreditar na vitória, que a gente alcançava. Acho que isso foi uma das marcas que ele deixou em quem foi seu aluno.

Como era o Ryan Gracie como lutador?

Quem acompanhou o PRIDE na época teve uma noção, uma explosão incrível, técnico e muito talentoso.

Como era o Ryan Gracie como pessoa?

Ele tinha um temperamento forte e um coração maior ainda. Quando cheguei para treinar na academia, não tinha condições de pagar as mensalidades, ele me deu bolsa, acreditou em mim e me incentivou a não desistir.

O que você acha do processo de renovação do Jiu Jitsu?

Acho muito importante para o esporte. A evolução técnica que o Jiu Jitsu vem tendo nos últimos anos é muito grande. Isso está ocorrendo devido ao aumento de competições e a difusão do Jiu Jitsu ao redor do mundo. Isso faz crescer cada vez mais nosso esporte.

Mas muita gente reclama da falta de dinâmica em competições, o que pode ser feito para as lutas voltarem a ser mais dinâmicas?

Se o atleta não tem um jogo de buscar sempre a finalização durante a luta, o sistema de pontuação acaba induzindo o atleta a segurar em certas posições. Mas acredito que a CBJJ já percebeu isso, e vem procurando adequar as regras para tornar a luta mais dinâmica.

O que você acha sobre as competições que tem a proposta de combates sem pontos estimulando assim as finalizações dos combates?

Acho interessante o formato dessas competições como o Metamoris, isso faz com que os atletas busquem sempre a finalização que é o verdadeiro Gracie Jiu Jitsu.

E o seu trabalho na Ryan Gracie Mooca?

Comecei a dar aula em 1996 no bairro, mas por motivos pessoais precisei me ausentar por um período, mas desde 2010 retornei as aulas e estamos trabalhando diariamente em prol do crescimento da equipe. Com um time misto de competidores e pessoas que veem buscar o Jiu Jitsu como estilo de vida, a equipe esta crescendo a cada dia. Hoje a Ryan Gracie Mooca, possui uma ótima estrutura, com um tatame de 240 M², aulas de segunda a sábado, com turmas de Manhã – Tarde – Noite, e está localizada na Rua Itaqueri , nº 1226 ,-Mooca- São Paulo – SP.

Qual atleta da equipe que você está apostando?

Estou preparando o atleta Maiko Alves para fazer sua estreia no MMA, um atleta que veio de Manaus e está somando muito com o time. Um ótimo professor e competidor, vem se destacando no cenário de Jiu Jitsu. Recentemente foi vice-campeão no SP – Open e irá fazer uma super luta de submission no evento “The King Of Fighters MMA – Pro 2015” dia 28 de novembro.


Siga o Grupo MundoMMA no Facebookhttps://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebookhttps://on.fb.me/18HEkvH

                                                               Escrito por Álvaro Luis



IBlackbelt
Categorias
Lutas

Douglas Barcellos, gaúcho de Guaiba/RS.
Sem Comentários

Responder

*

*

dois + vinte =

RELACIONADO POR