Entrevista exclusiva com Thiago Moisés, campeão peso-leve do RFA.

Grande prospecto do categoria dedicou um pouco do seu tempo para responder nossas perguntas.

O Nocaute na Rede teve o grande prazer de entrevistar o campeão peso-leve do Resurrection Fighting Alliance (RFA), Thiago Moisés, um dos grandes nomes emergentes na categoria no cenário mundial.

O brasileiro, que divide os seus treinos entre a American Top Team nos EUA e a 011 MMA Team que fica em São Paulo, é natural de Indaiatuba, interior de SP e com apenas 21 anos está vivendo um ano espetacular, conseguindo o cinturão do RFA após vencer o americano David Castillo, sendo que pegou a luta em cima da hora após o adversário de Castillo se lesionar, e ainda neste ano já defendeu o cinturão duas vezes.



Falamos sobre como está sendo viver tudo isso de uma vez, suas expectativas para a fusão do RFA com o Legacy FC, e claro sobre a sua iminente chegada ao UFC. Confira:

 

NR: Conta pra gente como foi o seu primeiro contato com as artes marciais e posteriormente com o MMA?

Thiago: Eu comecei no jiu Jitsu com 8 anos por influência do meu pai que é faixa preta de kick boxing e que também já lutou MMA.

NR: Esse ano foi uma virada total em sua carreira, conquistando o cinturão do RFA pegando a luta em cima da hora e já o defendendo duas vezes, foi fácil lidar com essa mudança de patamar tão rápida em sua carreira?

Thiago: Graças a Deus eu tive oportunidades, e quando elas apareceram eu sempre estava preparado, o segredo é sempre estar em evolução.

NR: Você é apontado com uma das principais nomes emergentes na categoria peso-leve, como você se sente em já ter esse reconhecimento, e que aspectos você acha que precisa mudar em seu jogo?

Thiago: Ser apontado como um prospecto na categoria só me faz querer trabalhar cada vez mais duro. Eu sempre quero aprender e evoluir em todos os aspectos do MMA.

NR: Como já falamos, o seu ano tá bem corrido, você já fez três lutas, tem mais alguma prevista pra esse ano, ou vai dar uma descansada?

Thiago: Agora devo lutar só ano que vem, pois esse ano terá só mais um evento do RFA antes da fusão com o Legacy, agora quero recuperar algumas lesões, passar o final do ano com a minha família no Brasil, e ano que vem começar com muito trabalho duro, pois em 2017 estarei No UFC.

NR: Como está a sua expectativa em relação a fusão do RFA com o Legacy FC: A LFA?

Thiago: estou muito feliz com a fusão entra o RFA e o Legacy e motivado pra ter o meu cinturão peso leve do LFA.

NR: Você disse que em 2017 estará no UFC, pelo visto esse é o seu principal objetivo na carreira, já fizeram algum contato?

Thiago: Ainda não fizeram contato, mas eu sei que em 2017 estarei no UFC, que é maior evento de mma do mundo. Tenho feito um bom trabalho e a oportunidade é só questão de tempo.

 

NR: Como você enxerga o atual cenário mundial de sua categoria, e onde você se vê nele atualmente?

Thiago: Vejo a categoria peso-leve como a categoria mais difícil, pela quantidade e qualidade dos atletas, me enxergo com condições de chegar ao topo, vou seguir trabalhando, e passo a passo estarei aonde eu mereço estar.

NR: Muito obrigado Thiago, por ter tirado um pouco do seu tempo para fazer essa entrevista, manda um recado pra todos os leitores do Nocaute na rede que te acompanham.

Thiago: O prazer foi todo meu, aproveito aqui para agradecer a American Top Team, 011 MMA Team, Maromba Academia, Indaiatuba Boxe Clube,Rafael Mate fisioterapeuta, Fighting Mentality, Leopoldo Leão mey nutricionista esportivo, Onnit suplemento, Pizza Crek, Diesel Diva. Quem quiser acompanhar mais ou meu trabalho pode acomoanhar minha rotina e dos meus treinos através das redes sociais logo abaixo.

 

 

 

 

 

 

 

Redes Sociais de Thiago Moisés: Facebook, Twitter e Instagram .



IBlackbelt
Categorias
Entrevistas

Apenas um baiano louco por esportes.
Sem Comentários

Responder

*

*

onze + dezenove =

RELACIONADO POR