Entrevista: Papo técnico e tático com Vander Valverde, head coach da Team Nogueira

  No inicio desta semana falei com o mestre Vander Valverde, head coach da Team Nogueira. Confira a entrevista na íntegra:   Kaue Macedo: Primeiramente, obrigado pela oportunidade de responder minhas...
Vander Valverde, junto com Rick Monstro, Minotouro Nogueira e Jonas Bilharinho (Foto: Reprodução)

Vander Valverde, junto com Rick Monstro, Minotouro Nogueira e Jonas Bilharinho (Foto: Reprodução)

 

No inicio desta semana falei com o mestre Vander Valverde, head coach da Team Nogueira. Confira a entrevista na íntegra:



 

Kaue Macedo: Primeiramente, obrigado pela oportunidade de responder minhas perguntas, é um honra.

Vander Valverde: Olá, o prazer é todo meu em estar falando para vocês.

 

 

Kaue Macedo: A elite das categorias mais leves tem demonstrado um nível altíssimo de footwork e head movement, com atletas como Demetrious Johnson e TJ Dillashaw, e isso soa como uma nova era dessas divisões, especialmente de 61kg para baixo. Baseado nisso:

Como você avalia essa evolução no esporte?

Vander Valverde: Acho que toda evolução é bem vinda no esporte, desde que não perca a essência e o objetivo. Acho muito interessante este tipo de jogo de movimentação de pernas e braços, casa muito bem para lutadores rápidos e velozes, porém, gosto muito de respeitar a individualidade de cada lutador.

Kaue Macedo: Você vai tentar aplicar isso nos seus lutadores? Se sim, como pretende fazer isso?

Vander Valverde: O que fazemos aqui no CT é analisarmos bem quando enfrentamos lutadores com este jogo, montando uma estratégia em anular esta movimentação, podendo ser mais agressivo ou tático conforme o adversário e/ou o decorrer dos rounds na luta.

 

Kaue Macedo: Alguns lutadores e treinadores, como Dominick Cruz e Firas Zahabi, sempre buscam recursos em atletas de altíssimo nível de outros esportes de combate, como Muhammad Ali e Willie Pep, tentam pegar seus melhores aspectos técnicos e táticos e adaptar essa ciência ao MMA. Você e/ou seus alunos fazem esse tipo de estudo? Se sim, cite alguns exemplos?

Vander Valverde: Acho isso uma tendência natural dos lutadores em evolução buscar um espelho entre os melhores, sempre tem alguma coisa a agregar. Aqui no CT temos grandes ídolos como o Minotauro , Minotauro e Anderson Silva, a nova geração busca sempre alguma coisa deles. Além disso temos sempre a presença de grandes atletas que não competem no MMA, mas que são ícones em seus esportes, o que facilita muito no aprendizado dos atletas. Temos uma equipe de treinadores que foram atletas de alto rendimento, isso também ajuda. Erivan Conceição, do boxe, foi seleção brasileira e é considerado em lutas profissionais do país umas das grandes promessas brasileiras; Khetag Plieve, Wrestiling russo, atleta da seleção canadense, campeão mundial júnior e participou das olimpíadas em Londres;  Davi ramos, BJJ, campeão do  ADCC;  e eu, que por vários anos representei a seleção brasileira de teakwondo.

 

 

Kaue Macedo: O quão importante você considera o fato de um lutador ter um retrospecto competitivo em outra arte marcial antes de estrear no MMA?

Vander Valverde: Acho isso muito importante, ter uma experiência em outra modalidade, ter vivenciando ela no mundo competitivo, exemplo disso no Brasil é que muitos foram campeões no BJJ ou no muay thai, como Anderson Silva, nos Estados Unidos temos exemplos de Velaquez e Cormier, que foram grandes competições no wrestiling.

 

 

Kaue Macedo: Com seu background no muay thai e taekwondo, quais técnicas dessas artes que são pouco utilizadas no MMA poderiam ser efetivas numa luta?

 

Vander Valverde: Falando um pouco sobre as modalidades que dominó, no caso do Muay thai não é de hoje que este esporte conseguiu sobresair: Anderson Silva, Wanderlei Silva, Pedro Rizzo e outros já mostraram isso, hoje temos alguns lutadores se destacando na modalidade taekwondo, que no MMA não era tão divulgada, o Conor McGregor ajudou muito isso, assim como o Anderson Silva, que já teve uma passagem neste esporte. Quanto às técnicas, no Muay Thai destaco o uso dos joelhos e cotovelos, que são armas que bem trabalhas são fatais no MMA, no teakwondo, gosto muito do jogo de pernas e controle da distância, muitos atletas hoje fazem este jogo.

 

Kaue Macedo: O quão importante você considera a parte tática e estratégica no MMA, tanto em alto nível quanto no nível do cenário nacional? E o que você acha de um atleta entrar numa luta buscando exclusivamente o nocaute ou a finalização, sem se preocupar com o prolongamento da luta e ser pego em águas profundas?

Vander Valverde: Acho que mesmo o lutador tendo o potencial para isto, ele deve seguir uma estratégia para que busque o nocaute ou a finalização, claro que nem sempre isso pode ocorrer, então ele tem que ter o plano B para vencer esta luta por pontos, afinal, hoje o nível é muito forte entre os lutadores, não se pode dar o luxo de vacilar e perder uma luta por só ter um plano de luta.

 

 

Kaue Macedo: Quais jovens atletas (da sua equipe) você destacaria e considera que tem um bom potencial?

Vander Valverde: Nosso CT tem vários atletas em potencial, recebemos atletas de todos as regiões do Brasil que chegam com um grande sonho e muita vontade de ser campeão. Hoje, para o cenário nacional, temos como destaques: Alan Gomes, Josiel Coari, Rodrigo Praia, Felipe Cabocao, Tony Fox, Dennys a máquina, Douglas Moura. São tantos atletas que não falar alguma se torna até uma injustiça, pois todos estão sempre prontos para lutarem.

 

Kaue Macedo: E quais são os melhores que tem e que já podem fazer barulho, competindo no mais alto nível das organizações, no cenário nacional e internacional?

Vander Valverde: Para o cenário nacional e internacional que com certeza fazem barulho temos: Francisco de Assis, José Maria no chance, Matheus Mattos, Jonas Bilharinho, Henderson capoeira, Andrezinho Nogeuira, Igor Chatubinha, Juliana Velasques, Wagner Caldeirao, Antonio Paulo Branjao, Rick monstro. Temos um ótimo time, alguns com passagens pelo TUF Brasil e outros até pelo UFC. Sem falar nos atletas já consagrados como Rogério minotouro, Thiago trator, Vítor Miranda, Toquinho e Rafael Feijao.

Agradeço mais uma vez a oportunidade de falar com vocês um grande abraço e fiquem com Deus.

 

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

 



Categorias
Entrevistas

Jornalista freelancer. Matérias publicadas em Nocaute na Rede, Correio Paulista, Medium, Shion Magazine, NetFighter e Pitaco Esportivo. contato: [email protected]
    Sem Comentários

    Responder

    *

    *

    18 − 17 =

    RELACIONADO POR